Em meio a impasse do brexit, a primeira-ministra Theresa May anuncia sua renúncia

May. a segunda mulher a comandar o Reino Unido, deixa o poder

Lucas Neves
Folha

A primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, anunciou na manhã desta sexta (24) que deixará a liderança do Partido Conservador no dia 7 de junho, abrindo caminho para uma troca no comando do país nos próximos meses.

Em pronunciamento na sede do governo, em Londres, ela disse lamentar não ter conseguido finalizar o processo da saída britânico da União Europeia, o brexit, e afirmou ter sido uma honra ser a segunda mulher a ocupar o posto de chefe de governo, “mas não a última”.

PÓS CAMERON – May assumiu o posto em julho de 2016, depois da renúncia de David Cameron, fragilizado pelo resultado surpreendente do plebiscito sobre o brexit, um mês antes.

Depois de um ano e meio de negociações, ela conseguiu, no fim de 2018, fechar um acordo com a UE para o desligamento do Reino Unido do consórcio europeu, mas ele foi rejeitado três vezes pelo Parlamento em Londres.

No processo, ela resistiu a duas moções de desconfiança, uma delas submetida por seus próprios colegas de partido. Mas a pressão para sua saída voltou a subir no começo desta semana, quando ela apresentou um plano “retocado” para tentar convencer os deputados a endossar o “divórcio” do bloco europeu.

SEGUNDA CONSULTA – A nova proposta abria a possibilidade de uma segunda consulta popular sobre o brexit –o Legislativo teria a prerrogativa de definir se ela de fato aconteceria.

O aceno enfureceu os correligionários de May. Até seus ministros a repreenderam, dizendo que o item não havia sido acordado em reunião do gabinete.

A corrida para sucedê-la no comando do Partido Conservador (e, por extensão, do país) deve durar entre seis e oito semanas. O ex-prefeito de Londres Boris Johnson, defensor de um brexit duro, talvez até sem acordo com a UE, é dado como favorito.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
O Reino Unido jamais quis participar da União Europeia e manteve a libra esterlina em circulação. Os britânicos ainda sonham ter aquela importância do império onde o sol nunca se punha, mas as coisas mudaram muito. Podem até sair da União Europeia, mas viverão sempre a reboque dela. Uma coisa é o enfeite da tradição, outra coisa é a realidade das ruas. (C.N.)

3 thoughts on “Em meio a impasse do brexit, a primeira-ministra Theresa May anuncia sua renúncia

  1. Engano seu. A Inglaterra queria participar do então Mercado Comum Europeu, mas sua entrada era obstaculizada por seu maior adversário, que era o general De Gaulle que, apesar de ter comandado os seus franceses livres do governo no exílio em Londres durante a Segunda Guerra, tinha ódio dos ingleses, pelo fato de a França ter perdido todas as guerras para a Inglaterra. E Zona do Euro não é a mesma coisa da União Europeia. A Inglaterra (Reino Unido-Grã Bretanha mais Irlanda do Norte) nunca foi da Zona do Euro, mas era do Mercado Comum Europeu desde 73, tendo sido da União Europeia de 92 até o referendo.

  2. Está na capa das mídias eletrônicas, juntamente com comoção causada pela soltura dos militares que atiraram no carro do músico. Pena que essa comoção midiática não acontece na soltura em bateladas de criminosos de ficha bem mais corrida, nas audiências de custódia, nos indultos, nas saidinhas. Será que vende menos ibope ou é uma tentativa de impôr uma mentalidade seletiva na cobrança às autoridades? Triste, mas a segunda opção é a que mais se encaixa neste caso. Talvez a única. Um dia este povo terá de evoluir, de uma forma ou outra. Quanto aos súditos de Sua Majestade, eles sabem bem o que precisam fazer e terão de decidir o que querem perder.

  3. A União Européia pode ser a realidade da City e de alguns bairros chiques de Londres, mas dificilmente a das ruas das outras cidades da Inglaterra profunda. Em toda a europa as pessoas estão desgostosas com a super-burocracia de Bruxelas, que ninguém elegeu para governar o continente. As pessoas comuns querem ser ouvidas, e não tratadas como meras estatísticas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *