Em pronunciamento, Bolsonaro diz que não houve ditadura no Brasil e afirma ter “compromisso” com a democracia

Charge do Nando Motta (Arquivo do Google)

Deu no O Globo

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta segunda-feira, dia 7, em pronunciamento em rede nacional, que tem compromisso com a Constituição, com a preservação da soberania, com a democracia e com a liberdade.

O pronunciamento, sobre o Dia da Independência, foi gravado no Palácio da Alvorada (residência oficial) e durou pouco mais de três minutos. “No momento em que celebramos essa data tão especial, reitero, como presidente da República, meu amor à Pátria e meu compromisso com a Constituição e com a preservação da soberania, democracia e liberdade, valores dos quais nosso país jamais abrirá mão”, afirmou o presidente.

DITADURA – Em outro trecho do pronunciamento, Bolsonaro afirmou que, nos anos 1960, “milhões de brasileiros” foram às ruas “contra um país tomado pela radicalização ideológica, greves, desordem social e corrupção generalizada”.

Bolsonaro diz que não houve ditadura no Brasil, mas, sim, um “regime com autoridade”, no qual, na opinião do presidente, “tivemos pleno emprego, respeito aos direitos humanos, segurança, amor à pátria e democracia”.O presidente também costuma dizer que o coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra, reconhecido pela Justiça como torturador do regime militar, é um “herói nacional”.

AGLOMERAÇÃO – Ainda nesta segunda-feira, Bolsonaro participou de um ato no Palácio da Alvorada em homenagem ao Dia da Independência. O evento gerou aglomeração, e Bolsonaro estava sem máscara. O item é de uso obrigatório em locais públicos do Distrito Federal, e a multa para quem não usar é de R$ 2 mil.

Tradicionalmente, as comemorações sobre o 7 de Setembro aconteciam na Esplanada dos Ministérios, mas, em razão da pandemia do novo coronavírus, o Ministério da Defesa recomendou aos militares que não participassem de desfiles.

PANELAÇO – Durante pronunciamento pelo Dia da Independência nesta segunda-feira, o presidente Jair Bolsonaro foi alvo de panelaço em bairros do Rio de Janeiro e São Paulo. Entre os cariocas, os moradores dos bairros de Botafogo, Copacabana, Ipanema e Lapa se manifestaram contra o presidente. Em Niterói, os protestos foram registrados em Icaraí e Fátima. Em São Paulo, os bairros de  Centro, Pinheiros, Consolação, Vila Mariana, Bela Vista registraram panelaços por cerca de dez minutos.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG 
Jair, o seu nome é contradição. A constatação não precisa ser disseminada por opositores, pois ele a ratifica a cada exposição, demonstrando o quão incerto, obscuro e contraditório consegue ser. Nega a ditadura no país, enaltece torturadores e ainda tem a cara de pau de atrelar a sua gestão meia boca à democracia. Mas nada fora do previsível, uma vez que pela polêmica foi eleito e é por ela que ainda sobrevive politicamente. (Marcelo Copelli)

13 thoughts on “Em pronunciamento, Bolsonaro diz que não houve ditadura no Brasil e afirma ter “compromisso” com a democracia

  1. Sem querer justificar os excessos praticados por ambos os lados no período militar, mas, pelo ao menos explicar de forma contextualizada, se faz necessário nestes tempos de polarizações exacerbadas, para que não prevaleçam NARRATIVAS, mas os fatos históricos.
    O passado, por certo, não muda, mas a memória que a sociedade construiu dele pode ser reconstruída, e tal reconstrução é a estratégia mais eficaz da esquerda, e por isto:
    -A partir dos fatos e não narrativas, se explica que toda ação tem uma reação de igual intensidade e entendemos porque Médici dissolveu o STF !
    -A partir dos fatos e não narrativas, se explica que toda ação tem uma reação de igual intensidade e entendemos porque “DOPS” (Departamento de Ordem Política e Social) metia reprimia alguns “jornalistas” !
    -A partir dos fatos e não narrativas, se explica que toda ação tem uma reação de igual intensidade e entendemos porque a “FAB” (Força Aérea Brasileira) reprimiu os guerrilheiros que estavam tocando o Terror no Araguaia.
    -A partir dos fatos e não narrativas, se explica que toda ação tem uma reação de igual intensidade e entendemos porque do AI-5 foi instituído, não porque os militares eram os demônios, e os guerrilheiros que queriam implantar a DITADURA DO PROLETARIADO na marra eram os santinhos(as), pois estes terroristas explodiam bombas e faziam ataques violentos quase que diariamente!
    -A partir dos fatos e não narrativas, se explica que toda ação tem uma reação de igual intensidade e entendemos porque na época o General Mourão escorraçou a persona non grata, o Sr Jango!
    -A partir dos fatos e não narrativas, se explica que toda ação tem uma reação de igual intensidade e entendemos porque MÉDICI tentou alertar JOÃO FIGUEIREDO sobre os socialistas no poder ao dizer: “Em 10 anos eles virão roubar até as prensas da Casa da Moeda”!
    -A partir dos fatos e não narrativas, se explica que toda ação tem uma reação de igual intensidade e entendemos porque a PF (Polícia Federal) marcava colado no “professorzinho comunista”, que na faculdade não tinha interesse e ensinar as matérias para as quais era pago para ensinar, mas fazer de seu filho(a) um(a) maconheiro(a) libertino(a), militonto(a) e idolatrar o assassino CHE GUEVARA!
    -A partir dos fatos e não narrativas, se explica que toda ação tem uma reação de igual intensidade e entendemos porquê a imprensa e a esquerda MENTIRAM por anos a fio, dizendo, martelando na nossa cabeça, que o Regime Militar foi uma DITADURA e não uma CONTRA REVOLUÇÃO COMUNISTA exigida nas ruas por toda população brasileira! (A única ditadura no Brasil foi a do facista GETÚLIO VARGAS, mas eles corrompem até a história, para servir a seus propósitos).

  2. A partir dos fatos e não narrativas, se explica que toda ação tem uma reação de igual intensidade e entendemos porque TODOS OS PAÍSES EM QUE A ESQUERDA TOMA O PODER, viram uma piscina de sangue, genocídio, miséria e falência, pois se for dado o deserto do Saara para a esquerda administrar, em menos de um ano falta areia. E se impõe um regime mais repressor e cruel que o anterior, com duas classes – os proletários explorados e os poderosos dirigentes do partido vivendo no luxo, mordomias, viajando, e o povo vivendo de esmolas do Estado Totalitário sem o direito de ir e vir, com toques de recolher, e se reclamar vai para o paredon sem um julgamento justo.
    Começamos a entender porque pessoas normais, instruídas e que não dependem das esmolas do estado são tão odiados pela esquerda!
    -Começamos a entender porque não se deve ser isentão, porque o isentão só enxerga a realidade com o olho esquerdo!
    -Começamos a entender porque não se negocia com esquerda, porque a esquerda não tem escrúpulos para estar no poder, pois para eles os fins justificam todo e qualquer meio!
    -Começamos a entender porque nos EUA, País mais próspero da história da humanidade, a esquerda é simplesmente ridicularizada pois nada tem a oferecer, mas somente tirar, pois só querem saber de direitos sem deveres!
    -Começamos a entender porquê em 100 anos da experiência esquerdista mais de 100 milhões de pessoas foram assassinadas por esses fanáticos ateus e materialistas! (Fonte: livro negro do comunismo).
    -Começamos a entender porque as pessoas FOGEM de países de esquerda, arriscando suas vidas escondidos em carros, ou em embarcações improvisadas, enfrentando tubarões, deixando tudo para trás, onde até pilotos de caça fogem destes regimes com seus aviões!
    -Começamos a entender porque a santa e boa Alemanha oriental, teve que construir um muro para seus habitantes não fugirem, para o lado do maligno e escravizante capitalismo!
    -Começamos a entender porque quase toda a África que está sujeita a regimes totalitários socialistas, vivem naquela constante desgraça e vivendo de esmolas internacionais.
    -Começamos a entender porque POL POT conhecido como KHMER VERMELHO, (Líder Comunista Cambojano) matou toda a população instruída do Camboja, apenas para se manter no poder, e porque na China a revolução “CULTURAL”, matou também, toda a população instruída pelo mesmo motivo!
    -Começamos a entender porquê o Socialismo em suas vertentes: nazismo, fascismo, progressismo, integralismo, comunismo, social democracia, bolivarianismo, globalismo, multiculturalismo, fabianismo, Capitalismo de Estado, etc, é tudo farinha do mesmo saco!
    OU NÓS ESCORRAÇAMOS O SOCIALISMO, OU ELE VAI ACABAR COM O NOSSO PAÍS, COM A NOSSA SOBERANIA, COM A NOSSA CULTURA, COM O NOSSO PATRIOTISMO, COM A NOSSA INTEGRIDADE MORAL, DIGNIDADE HUMANA, ENFIM NOSSA LIBERDADE DE IR E VIR COMO FEZ EM TODOS OS LUGARES ONDE SE INSTALOU – ENTENDA DE UMA VEZ POR TODAS:
    “O COMUNISMO DO SÉCULO XXI É MASCARADO DE DEMOCRACIA NÃO DAS MAIORIAS LEGÍTIMAS, MAS DAS MINORIAS ORGANIZADAS E ESTRATEGICAMENTE APARELHADAS, QUE TRAVAM E OPRIMEM O CIDADÃO PELAS LEIS! ESSA É A PIOR DAS DITADURAS!”

  3. Os comentários acima de autoria do comentarista que se denomina Cidadão Brasileiro, busca encontrar na política e de tendência à direita, razões solidificadas em fatos, conforme alega, para repudiar o socialismo e o comunismo, exemplificando que as nações que implantaram a esquerda como modo de governar deram com os burros n’água ou nas piscinas de sangue, conforme postou.

    Sinceramente, mas esse tipo de discurso se desgastou, perdeu-se nas brumas do tempo, deixou de ter o seu vigor do passado.

    Se o socialismo e o comunismo são apontados pelos genocídios que aconteceram porque verdade, o mesmo deve ser admitido para os governos de direita pela miséria e pobreza que ocasionaram ao mundo!

    Se as ditaduras são acusadas de perdas de liberdade – também concordo -, a democracia somente existe com direitos inerentes às pessoas se essas tiverem dinheiro, caso contrário ou ficam presas em suas casas ou desempregadas, morrem de fome ou de doenças ou, então, baleadas pela violência instaurada por conta de injustiças sociais!

    Se o socialismo e comunismo são ruins, a democracia e a direita não servem como modelos a ser seguidos, pelo fato – logo incontestável – que são geradores de miséria, pobreza, analfabetismo, desemprego, sofrimento e padecimento de BILHÕES de pessoas!

    Usar a política, que se destaca e se caracteriza pela demagogia e corrupção, de modo a enaltecer movimentos ideológicos diferentes, e tentar demonstrar quem é o pior ou o melhor, essas pessoas deveriam saber que a maneira como as aferições devem ser feitas ou as comparações desejadas, baseiam-se exclusivamente na qualidade de vida do povo.
    O resto é balela ou encher linguiça como se dizia na minha época.

    Ambas as tendências, esquerda e direita; qualquer movimento ou sistema; qualquer ideologia política ou religiosa; qualquer ideia uma vez realizada pelo ser humano – qualquer coisa! -, jamais poderá ser comparado com outra ideia, ainda mais calcado na política, religião ou ideologia!

    E é este o caso.
    Se as tuas críticas são procedentes contra o socialismo e comunismo, o mesmo devo dizer que não é verdade que a democracia, a direita e o capitalismo não sejam igualmente cruéis e hediondos para a humanidade!

    O comunismo mata; o socialismo mata; a democracia mata; a ditadura mata; o capitalismo mata; a religião mata; a ideologia mata!

    Nesse jogo de interesses e conveniências pessoais, partidárias, religiosas e ideológicas, PADECE O POVO, sofre o cidadão, pois sobre o ser humano recaem as injustiças de todas as formas existentes de comandar, roubar, explorar e manipular a pessoa!

    A lamentar que, o final dado a um dos teus comentários, postado em letras maiúsculas, tenhas te perdido totalmente nas conclusões, pois na medida que tanto criticaste o socialismo quanto o comunismo merecidamente, deverias fazer o mesmo com os movimentos que lhes são antagônicos, pois ao fim e ao cabo, o alvo a ser aniquilado é o ser humano, desgraçadamente ou em nome do poder ou em nome do dinheiro, do lucro.

  4. Com base no que escrevo e deixo registrado, os fatos que aconteceram em 64 e posteriores aquele ano, deixam evidentes que as partes envolvidas cometeram excessos.

    Primeiro porque foi um combate entre compatriotas;
    Depois, ambas as ideologias, esquerda e direita, mataram quem lhes impediam de seguir em frente.

    Se Ustra foi ou não torturador a questão não é essa, de particularizar uma situação coletiva;
    Se a esquerda torturou e matou seus oponentes, da mesma forma o âmago do problema não é esse.
    O que se deve considerar não é a compensação por parte das FFAA contra os subversivos porque estes mataram muitas pessoas, sequestraram, torturaram, porém tanto os militares quanto os guerrilheiros terem entendido que matar seria a solução ou torturar acabaria com as lutas que se realizaram pelo Brasil..

    Aliás, justificar mortes e torturas porque o “inimigo” agiu igual, então cancelemos todos os que foram condenados por crimes de guerra porque sem sentido a punição que, diga-se de passagem, é realizada pelo vencedor, conforme comprova a história.

    A visão ou o entendimento para certas ocasiões ou pessoas que a morte é justificável ou foi necessária, esbarra em uma série de situações:
    A mais incontestável é que, na razão direta que os militares mataram, os que lutavam pela ditadura do proletariado, a esquerda, pode e tem o mesmo direito de ter praticado atrocidades semelhantes porque foi assim tratada pelos militares.

    Em outras palavras:
    Se as FFAA mataram aqueles que consideraram inimigos do sistema que desejavam para o Brasil, os guerrilheiros pensaram da mesma forma com relação aos que impediam que suas ações fossem concretizadas.
    Ninguém pode ser acusado porque ninguém tem razão!

    A menos que a vida humana seja relativa, isto é, meu inimigo que morra; meu amigo que viva.

    Os militares deveriam prender os guerrilheiros. Levá-los a julgamento. Provar ao país e ao mundo que não queriam matar compatriotas, quanto mais torturá-los.
    Deviam mostrar-se superiores na ideologia abraçada na defesa do Brasil, de seus anseios, e do clamor do povo naquele momento.

    Nada justifica o desprezo pela dignidade alheia, desprezar a pessoa, humilhá-la de maneira sórdida, cruel, sádica, indesculpável porque bestial.
    Se existe um crime que deveria ser punido de maneira especial seria o torturador, um psicopata, um insano, um tipo sub-humano.

    Nada e ninguém pode justificar a morte e a tortura, ainda mais por questões políticas e ideológicas.

    Os que aceitam, justificam e concordam com essa forma animalesca de resolver pendências citadas por mim, trata-se de um criminoso, que usa luvas de pelica para querer que outras pessoas aniquilem seus oponentes.

    Os militares erraram; os subversivos erraram; e quem pagou o pato por essas escaramuças e disputas de ideologias foi o povo e o Brasil!

  5. Quantas letras, quantas palavras, quanta fraseologia de efeito, quantos dogmas, quantas mentiras repetitivas, quanta demagogia e energia desperdiçada num espaço destinado às ideias, às soluções, às ilusões e ao futuro.
    A apreciação de um singelo artigo que apenas questiona a oportunidade e conveniência de o Presidente referir-se mais uma vez a um período negro de nossa história com opiniões favoráveis a um episódio que deslustra a visão cívica e democrática de nosso país, numa atitude totalmente imprópria para um chefe de estado, presidente de todos os brasileiros e não só dos adeptos de regimes totalitários, mas foi o suficiente para que os eternos vigilantes dos interesses eleitorais disso que aí está, se lançassem à arena com suas manobras diversionistas, já há longo tempo detetadas, com as velhas narrativas fedendo a mofo das culpas do comunismo mundo afora.
    Aí, eu pergunto, e daí? Aqui a pergunta que sobra do singelo artigo é só uma: O que pretende o Sr Presidente, diante de uma pandemia com 127.000 mortos, uma economia falida, inflação escondida e corrupção totalmente liberada, enaltecendo a ditadura de 56 anos atrás?
    Só isso, é só responder, posso dar uma dica, 6 palavras respondem.

  6. Realmente o “espírito” baixou no cara de vez. Agora além de Messias o cara se acredita sim ser um “mito”. De tanto o cara bater na esquerda ficou igual a ela, só enxerga o que quer ver, esta de dizer que não existiu Ditadura é mesmo de lascar, ou será lacrar? Não podemos por a culpa no remédio mágico, dos muitos efeitos colaterais dele a loucura ainda não está elencada. Ninguém merece um maluco como este na chefia do governo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *