Enfim, acabou a escravidão dos taxistas que trabalham em carros de empresas ou de particulares.

Carlos Newton

A partir de hoje, os milhares de motoristas que trabalham para empresas ou para proprietários de taxis passam a ter direito à carteira assinada, desconto de INSS, no regime da CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas) com férias, décimo terceiro salário e  FGTS,

É o que estabelece a Lei 12.468, publicada no Diário Oficial de 29 de agosto. Enfim, os motoristas profissionais têm sua profissão reconhecida no país. Mas ainda faltam detalhes complementares. Por exemplo: qual o piso salarial da categoria? Qual a jornada de trabalho? Quais os dispositivos da CLT que se aplicam à categoria? A presidente Dilma terá que fixar tudo isso em decreto.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *