Era só o que faltava: artistas estão reclamando que o julgamento do mensalão virou um espetáculo…

Carlos Newton

Muito elucidativo e interessante o abaixo-assinado que o produtor de cinema Luiz Carlos Barreto encabeça para protestar contra o tom de espetáculo que, na opinião dos artistas, contaminou o julgamento do mensalão.

Certamente, alguns artistas estão contrariados porque a especialidade de fazer espetáculos seria uma reserva de mercado deles. Outros devem achar que o elenco não foi adequadamente escolhido, porque o chamado mensalão do PSDB mineiro ficou de fora. E há artistas que não têm
o que fazer e assinam qualquer manifesto que passe à sua frente.

Bresser é mais um “jurista” que surge…

O detalhe mais curioso é que  um dos signatários é o ex-ministro tucano Luiz Carlos Bresser-Pereira, que disse ao repórter Gitânio Fortes, da Folha, estar preocupado “como cidadão” com a com a “aplicação dos princípios de direito” no caso.

Por que o sr. apoiou o texto?

Luiz Carlos Bresser-Pereira – É um texto que fala sobre como se aplicam os princípios de direito em geral, que precisam ser seguidos. Estou de pleno acordo.

O sr. acha que esses princípios não estão sendo observados no julgamento do mensalão?

Desde que fiz a Faculdade de Direito no largo de São Francisco – e isso foi de 1953 a 1957-, minha atenção se voltou para a questão dos princípios de direito. No julgamento do mensalão, está havendo também um envolvimento emocional muito grande, que pode dificultar a decisão dos juízes.

Existe risco então?

Não sou especialista, mas há a impressão de que certos princípios estão sendo revistos. Como cidadão, me preocupa essa situação neste caso, em julgamento no Supremo Tribunal Federal, e em outros, no futuro.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG – Como bacharel, Dr. Bresser-Pereira ficou famoso ao montar um processo trabalhista contra o Pão de Açúcar, para receber um dinheiro a mais sem pagar Imposto de Renda. Com sua notória cultura, deveria saber que os princípios básicos do Direito são Contraditório, Ampla Defesa, Legalidade, Segurança Jurídica, Impessoalidade, Publicidade, Motivação, Eficiência, Moralidade, Razoabilidade, Interesse Público etc.

Bresser precisa indicar quais os princípios que não estão sendo observados no julgamento do mensalão. Caso contrário, sua opinião permanecerá completamente vazia, sem o menor fundamento nos autos do processo .

Quanto ao simpático produtor Barretão, sua lealdade a José Dirceu chega a ser comovente. Alega ele que “o mensalão ganhou um tratamento dramatúrgico de novela, com clima de suspense, deixando o mais importante para o final. E o José Dirceu está sendo colocado como o ‘bad guy’ da história”.

É constrangedor esse tipo de declaração, que também não se refere aos autos, e se dirige diretamente ao baixo ventre da autoridade a ser bajulada.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *