Era só o que faltava: BNDES e Correios podem participar do trem-bala

Lu Aiko Otta e Antônio Pita (Estadão)

O governo federal formalizou  a intenção do BNDES e dos Correios de atuarem como sócios no consórcio vencedor da licitação do Trem de Alta Velocidade (TAV) entre Campinas e Rio de Janeiro. O leilão está marcado para 19 de setembro. O Ministro dos Transportes, César Borges e o presidente da Empresa Pública de Logística (EPL), Bernardo Figueiredo, reiteraram publicamente o cronograma, após rumores surgidos no alto escalão do governo sobre um novo adiamento – o quarto em seis anos.

A participação do BNDES no projeto do TAV seria uma resposta à queixa de empreendedores sobre a ausência de um parceiro brasileiro no negócio. O custo estimado do projeto ultrapassa os R$ 30 bilhões. Em carta enviada à Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), o banco informou que poderá eventualmente participar com até 20% do capital social da beneficiária ou 30% da parcela de capital próprio (equity) da concessão, o que for menor. O valor mínimo da participação é R$ 100 milhões.

O documento deixa claro que não se trata de um compromisso e que a aprovação do negócio passaria pelo “rito decisório de análise do sistema BNDES”. O banco também impõe condições para participar do leilão. A sociedade anônima fruto da associação com os operadores do sistema deve ser brasileira e adotar as normas de governança do chamado novo mercado, com abertura de capital na BM&FBovespa.

O banco também condiciona a participação à existência de um acordo de acionistas “regulando direitos de proteção sobre matérias relevantes e/ou dilutivas, tais como transações com partes relacionadas, reestruturações societárias, alterações estatutárias, etc”. Os Correios também enviaram carta ao Ministério da Fazenda informando que pretendem se associar ao vencedor da licitação, mas não especificaram valores.

Entre integrantes do governo, a avaliação é que o alto custo do projeto seria questionado na campanha presidencial do próximo ano. Para evitar o desgaste, a solução seria adiar o leilão para 2016. Os rumores teriam surgido no alto escalão do governo, mas a equipe responsável pelo projeto nega.

NOTA DA REDAÇÃO DO BLOGEm matéria de delírio e de irresponsabilidade administrativa, o trem-bala será um marco brasileiro. Num movimento em que a sociedade pede serviços em “Padrão Fifa”, gastar 30 bilhões num projeto desses, para transportar a elite, é uma monstruosidade governamental. Por que nos EUA não existe trem-bala?

A presidente Dilma Rousseff, o ministro dos Transportes e o presidente do BNDES deveriam ser internados numa clínica psiquiátrica, para que se descubra o que existe dentro da cabeça deles. (C.N.)

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

13 thoughts on “Era só o que faltava: BNDES e Correios podem participar do trem-bala

  1. A nota da redação diz tudo. Só um governo insano, irresponsável e elitista ao estremo, tem
    a coragem de esbanjar 30 bilhões num trem bala, sabedendo que a maioria da população está abandonada: não tem saúde, educação, segurança, trasporte etc, não temos uma malha ferroviária
    convencional que atenda a altura o transporte de mercadorias e passageiros. Este governo, é
    como um chefe de família irresponsável, que tem dinheiro para comprar um carro novo, mas não
    tem dinheiro para atender as necessidades básicas dos filhos.

  2. A recomendação de internação em clinica psiquiátrica, sugerida pelo editor Carlos Newton é um engano no modo de averiguar o desejado. Para Dilma,seus colaboradores, ministros e demais membros do governo, oficializado ou não, faz-se necessário o serviço de empresas especializadas.
    Segue abaixo sugestão de empresas para o internamento urgente:

    A empresa Limpa Fossa RIO, atende em todo estado do Rio de Janeiro oferecendo serviços de limpeza de fossa, hidrojateamento e desentupimento de esgotos, pias, vasos sanitários, ralos, colunas, calhas etc. Atendimento imediato. Ligue e seja mais um cliente da Limpa Fossa RIO. Com frota própria.
    Nossos contatos
    (21) 3989-9565
    (21) 9879-0251
    (21) 9280-8561
    (21) 8217-1982
    (21) 8846-2986
    (21) 7725-4216
    (id)106*105635

    ………………………………………………………………………….
    A Desentupidora Pinheiro conta com mais de 15 anos de experiência, com uma equipe altamente qualificada e utiliza equipamentos de precisão que proporcionam melhores resultados e custo-benefício melhor.

    Conte conosco se você procura uma empresa para:

    Desentupir esgoto, fossa, ralo, pias, vasos sanitários ou cano
    Desentupir tanques, caixa de gorduras, redes pluviais e esgoto em geral
    Limpeza após inundações ou tanques, piscinas e caixas de decantação
    Serviços de desentupimento de canos de água potável
    Ligue e solicite seu orçamento por telefone, e-mail. Se preferir, vamos até o local para melhor atendê-lo.

    Atendemos todo o Rio de Janeiro!
    Trabalhando com intuito de facilitar a sua vida.

    Rua Pedro Reis, 126, Quintino
    Rio de Janeiro/RJ
    Tel: (21) 3274-2468
    7723-1897 / 9758-7207

    desentupidorapinheiro@gmail.com

    …………………………………………………………………………. J.A Desentupidora e Serviços.

    Empresa especializada em prestar serviços desentupimento reparos e construções.
    Atendemos residências, condomínios, escritórios e industrias. Termos equipes treinadas e qualificadas profissionalmente, a J.A está pronta para levar aos seus clientes o melhor atendimento, desde o primeiro contato até a execução dos serviços solicitados.
    Precisou é só chamar!
    “Uma empresa com mais de 40 anos” prestando serviços em todo DF e entorno.
    Atendemos em todo o DF
    Fones: (61) 3032-1343 * 8420-3719 * 9261-3499

  3. O Trem Bala não se justifica sob hipótese nenhuma. É dinheiro perdido em um empreendimento que não será lucrativo e em nada melhorará a mobilidade urbana. O Estado terá que bancar a megalomania até virar um elefante branco. Quem irá andar num trem a 300 km por hora, por supostos R$ 200,00 e três horas de viagem perigosíssimas. Tem havido acidentes horríveis na China com essa geringonça de alta velocidade.

    No início alegaram que o Trem custaria 22 bilhões de reais. Agora pularam para 30 bilhões, mas, até as pedras das ruas sabem que não deverá custar menos de 80 bilhões.

    A Cidade das Artes teria um custo de 80 milhões. Pois bem, o prefeito saiu do cargo, a obra não foi concluída e o custo já estava em 500 milhões e mais um tanto do outro prefeito que só inaugurou a obra quatro anos depois.

    Dinheiro para a Educação não tem. Dinheiro para a Saúde não tem. Dinheiro para pagar aposentadorias dignas não tem. Alegam que se aumentarem os recursos para essas áreas, O ESTADO quebraria. Então, para OBRAS desnecessárias sempre aparece a mão boba do Estado para bancar tudo com participação mínima da iniciativa privada.

    Os poderosos eleitos por nós precisam colocar os pés no chão e olhar para o futuro do país investindo na Educação Infantil e no Ensino Médio com grande intensidade. Jovens que não sabem ler, pensar, escrever uma redação e que fogem do ensino da Matemática por diferentes motivos, condenam a nação a enveredar pelo caminho da escravidão e do segundo time das grandes nações.

    Afinal, quem tem poucos recursos não pode desperdiçar em obras faraônicas.

  4. O Brasil não tem seriedade, responsabilidade, moralidade, tampouco tecnologia para concluir uma obra desse porte, que é o trem de alta velocidade Campinas-São Paulo-Rio de Janeiro.

    Será mais uma insana “obra inconclusa”, no meio de tantas outras espalhadas pelo território nacional.

    O Governo Federal, junto com o Governo Petista da Bahia, sequer conseguiu (em mais de 10 anos de obras) colocar o metrô de Salvador (ferrovia urbana de “baixa velocidade”) para funcionar!

    É um fato real e vergonhoso, mas cada um entenda como quiser.

  5. Stº D’us – e sou ateu, para verem onde vai o espanto, o desconserto, enfim … – e ninguém abre, mesmo, a caçamba do camburão.

    Saudações de libertário sob jugo de alibabás em terra de muito cacique, reino da pluto-clepto-divido-cracia.

  6. Esquema de corrupção da Siemens não tem partido. Quem tem é o Cade.
    Da coluna de Merval Pereira, em O Globo:
    Há, aliás, indicações claras de que o acordo de leniência entre a Siemens e o Cade se destinava a investigar as ações daquela empresa na formação de cartel “no Brasil” todo.

    Não há explicações para o fato de a investigação estar limitada a São Paulo e ao Distrito Federal, quando os diretores da Siemens citam contratos de orem e metrô em sete estados. Em cinco deles, a empresa responsável é a estatal federal Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU). São citados contratos da CBTU que foram vítimas do cartel em Salvador, Recife, Fortaleza, Porto Alegre e Belo Horizonte.

    O PSDB considera que ao escolher dois estados governados por partidos de oposição (PSDB em São Paulo e DEM no Distrito Federal na época) para investigar, o CADE assumiu um viés político. Outro fato importante é que pessoas que tiveram acesso às mais de 1.500 páginas do inquérito garantem que os documentos, depoimentos e trocas de e-mails de executivos da Siemens em poder do CADE não citam uma única vez o PSDB e o governador Geraldo Alckmin.

    Os delatores premiados da empresa também não citam nominalmente em nenhum momento os funcionários públicos da CPTM ou do Metrô como praticantes de atos ilícitos como recebimento de propinas e comissões em licitações públicas. Como o CADE cuida apenas da parte referente à tentativa de neutralizar a competição nas licitações públicas, outras investigações do Ministério Público e da Polícia Federal revelarão mais detalhes da formação do cartel, que a Siemens praticou em mais de uma centena de países.

    Comentário do Coronel:
    O que a Siemens vai ganhar do PT para jogar lama em cima do PSDB? O trem-bala? Algumas usinas? Qual a jogada dos alemães?

    Até as crianças sabem da íntima ligação do PT e de Lula com a Siemens. A conta está sendo paga.

  7. NÃO VOU MUDAR UMA LETRINHA DO QUE VI AQUI:

    http://the-rioblog.blogspot.com.br/2010/07/trem-bala-rj-sp-ou-sera-trem-mala.html

    Eu não entendo muito bem 4 coisas

    01 – Como o Trem-Bala será tão rápido com tantas estações ? Imagine se o cara pega o trem no Aeroporto do Galeão no RJ e quer chegar a SP: ele vai ter que parar no Centro do Rio, Aparecida, Guarulhos, SP e Viracopos antes de chegar ao destino. Além da óbvia perda de velocidade média, e nestas paradas terá que ser feito remanejamento de bagagem.

    02 – Será que as pessoas vão querer fazer os trajetos entre os aeroportos e as cidades usando os trens , pagando uma fortuna? O cara de Salvador quer ir para Aparecida: Ele pega uma promoção da Azul para Campinas por R$ 50,00, e daí o trem-bala de Campinas para Aparecida por R$ 150,00 ? Acho questionável…

    03 – Quantas obras em aeroportos brasileiros dava prá fazer com 33 bilhões de reais ?

    04 – Qual será a política de parada nas estações opcionais ? Se o passageiro “puxar a cordinha”, ele pára em Jundiaí ?

    Algumas coisas que eu acho que acontecerão

    – A ponte aérea ficará mais eficiente, para concorrer com o trem (caso ele seja eficiente), e menos eficientes (se o trem for uma porcaria).

    – As passagens aéreas entre SP, RJ e Campinas aumentarão de preço, já que o trem será cerca de 3,5 vezes mais caro que o avião.

    – Os bandidos do RJ terão mais uma maneira de expandir sua área de atuação. Os traficantes de drogas de Campinas idem.

    E o mais provável: 95% das novelas e mini-séries da Globo e Record terão pelo menos uma cena por semana no Trem-Bala. Ele será a “Ponte Estaiada” da segunda metade da década. Bonito, imponente mas não muito funcional…

  8. … trem bala, sim e já. Dinheiro, é para ser gasto. Dinheiro parado, nao gera emprego. Ou o governo faz ou nunca teremos esse tipo de meio de transporte. Os criticos, nao percebem, que hoje so temos sistemas de aguas, energia e telecomunicações, quase que universalizados, por que o governo montou. Empresario nenhum, vai invertir bilhoes, ara um retorno em 30, 40 ou 50 anos. Esses custos tem que ser bancado mesmo , é pelo Estado, que deve agir como um ndutor da economia. Dinheiro, parado em bancos, ou desviado para paraisos fiscais, nao geram empregos, nem dinamizam a economia. Durante 503 anos, ate para fazer-se um vaiduto numa pequena cidade do Brasil, recorria-se ao FMI, BIRD ou BID, CLUBE DE PARIS OU OUTROS organismos de financiamentos internacionais. tinha ate uma tal de JIICA(japonesa). Agora, mesmo,com os ladroes no poder, segundo muitos comentaris, sobra dinheiro para cosntruir-mos trens bala, e muitos outras açoes, como todo tipo de financiamente a açoes sociais, etc etc.
    Acho que temos que fazermos, nao soo trem rio-sp, mas, rio-Brasilia, Ri-Belo Horizonte, Sao paulo B. Horizonte, sp-Braslia, e entre todos os grandes centros.
    O govern nao pode ficar a seguir ou ouvir empresarios, jornalistas que representam, interesses escusos. Ora, por exemplo, fosse eu um dos donos das copanhias aereas, pagaria caro, para ter jornalistas e ou blogueiros, contra qualquer tipo de investiento deste tipo. Pois as companhias, vao perder passageiros. Quem garante que estes contrarios, nao estao a serviço de alguem? IMAGINEM, o governo chinez,deixando de fazer o que tem de ser feito, por que os midiaticos, sao contra.? …
    …a época em que o nosso dinheiro, ia para os paraisos fiscais, acabou. Porque os comentaristas, nao cobram que os donos destes mais de 1 trilhao, sejam presos ate devolverem, os trasnferirem,esta fortuna para o Brasil? Teriamos nosso pib, pulando de imediato,para proximo de 5 trilhoes. Atingiriamos a 3ª ou 4ª economia do mundo. E, ainda imaginem!,o salto de desenvolvimento, que dariamos?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *