Escândalo na Fazenda. Mantega nomeia para presidir a CVM um executivo que estava sendo investigado e acusado pela própria autarquia.

Carlos Newton

Era só o que faltava. O executivo Leonardo Pereira foi indicado pelo ministro da Fazenda, Guido Mantega, para ser o novo presidente da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), em substituição à Maria Helena Santana, cujo mandato encerrou-se em 14 de julho. Com isso, Pereira, que será sabatinado pelo Senado Federal, deixa a vice-presidente de Finanças e a diretoria de Relações com Investidores da Gol.

A nomeação é inacreditável, porque Leonardo Pereira vinha sendo investigado e acusado de irregularidades pela própria CVM. No início deste mês, ele ofereceu pagar 200 mil reais para encerrar o processo em que era investigado, como diretor de Relações com Iinvestidores da empresa aérea, por não ter publicado fato relevante em julho do ano passado avisando sobre mudança de projeções de resultados da companhia aérea.

Pereira foi acusado também por ter incluído projeção inicial, divulgada em 04/01/2011, e sua revisão, divulgada em 28/07/2011, no Formulário de Referência após o prazo exigido (infração ao disposto no art. 24, § 3º, inciso IX, da Instrução CVM nº 480/09). Por fim, foi acusado de não ter apresentado nos formulários de informações trimestrais a comparação dos resultados projetados com os efetivamente obtidos nos trimestres do exercício de 2011 (infração ao disposto no art.20, § 4º, da Instrução CVM nº 480/09).

Pois é este executivo ilibado e acima de qualquer suspeita que acaba de ser indicado pelo ministro Mantega para presidir a própria CVM. A decisão surpreendeu profissionais do mercado, que esperavam que o novo presidente viesse do Colegiado da CVM ou da BM&FBovespa.

“Ele não tem formação técnica nem jurídica, o que pode ser um problema”, disse à agência Reuters uma fonte próxima à autarquia que preferiu não ser identificada. Pereira é engenheiro e economista.

Seu nome terá de ser submetido ao Senado. Alguém tem dúvida sobre a aprovação dele? Os senadores certamente vão considerá-lo o homem certo no lugar certo.

Mas que país é esse, Francelino Pereira?

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *