Escassez faz sumir absorventes femininos na Venezuela

Venezuelanas aprendem a fazer seus absorventes

Celso Serra

Do jeito que o governo brasileiro está indo, deixando o tempo passar sem enfrentar com seriedade a gravíssima crise econômica, com certeza poderemos chegar à situação da Venezuela, onde a escassez de produtos básicos já fez sumir do mercado os absorventes femininos.

Assim, rompendo “o ciclo do capitalismo selvagem”, as mulheres venezuelanas estão sendo instadas a aprender a produzir seus próprios absorventes femininos de pano, que são laváveis e por lá estão sendo denominados “toalhas femininas socialistas”.

Bem, se o impeachment da Dilma demorar muito, sugere-se que as mulheres brasileiras devem fazer um providencial estoque de absorventes. Ou, então, se adaptar ao modo de vida bolivariano.

A foto é do jornal venezuelano “El Nacional”.

9 thoughts on “Escassez faz sumir absorventes femininos na Venezuela

  1. A Bíblia informa, “em tudo dai graças”. Os absorventes são recentes na história da Humanidade. E no tempo das cavernas como era? Em um determinado período da vida, éramos muito pobres e minha mãe usava “toalhinhas”, depois lavava na mão e pronto, sem problemas…, acho que nem existia máquina de lavar.

  2. Mais alguns anos de PT, as mulheres brasileiras voltarão a usar essas toalhinhas dobradas que eram usadas antigamente como absorventes, vulgarmente chamadas de paquete.

  3. A contínua degradação de uma economia vizinha chamada “Venezuela”, que inevitavelmente atinge a esmagadora maioria do seu povo, é mais um clássico exemplo de que o tal do socialismo não funciona na prática!

    Pois na verdade socializa a pobreza, e não as riquezas. Destrói o desejo de auto-progresso de cada cidadão, e com isto vai causando quebra dos inúmeros dentes das diversas engrenagens da cadeia de evolução, progresso e desenvolvimento de todo um país.

    A Venezuela dá contínuos passos rumo à sua dissolução, como país onde algumas coisas ainda funcionam. Inúmeros colapsos serão cada vez mais frequentes. Enfrentará escassez de alimentos, energia elétrica, água potável, medicamentos, gêneros de primeira necessidade, e até mesmo produção e distribuição de petróleo e derivados, pois consegue inclusive sucatear continuamente a sua indústria petrolífera, apesar de possuir as maiores reservas mundiais de petróleo.

    E então um cenário favorável à guerra civil estará instalado. Ainda há tempo para mudanças de rumos? Aparentemente sim, mas o governo Maduro acredita piamente que faz uma verdadeira revolução desenvolvimentista por lá.

    Triste pesadelo sem fim no qual vivem aqueles nossos irmãos sob tal ditadura.

  4. De acordo com a filosofia reinante tanto lá, quanto cá, os empresários são exploradores dos pobres e da população em geral.
    Vai ver que foi por isso que os fabricantes de absorventes resolveram “sair do mercado” para deixar o povo “mais à vontade” para se desenvolver.
    Afinal, os pobres não precisam dos empresários para terem empregos e receberem salários… é por aí!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *