Esquenta a briga entre Eduardo Campos e Ciro/Cid Gomes

Carlos Newton

A sucessão presidencial está cada vez mais concorrida, embora ainda estejamos a 19 meses das eleições. No fim de semana, o ex-ministro Ciro Gomes deu entrevista atacando o governador pernambucano Eduardo Campos, que é presidente de seu partido, o PSB. Gomes fustigou também outros pré-candidatos, como Marina Silva (sem partido) e Aécio Neves (PSDB).

Rompimento inevitável

Ciro disse que nenhum dos três concorrentes tem condição de disputar as eleições de 2014, porque não têm proposta nem visão para o Brasil. Ele afirmou, ainda, que os três não têm estrada, em entrevista concedida à rádio Verdes Mares, do Ceará. Mas destacou que, se os três saírem mesmo candidatos à sucessão presidencial, a eleição pode ser decidida em um eventual segundo turno.

Eduardo Campos, após participar de um encontro promovido pela revista Carta Capital, em Recife, resolveu responder: “Discordo da opinião dele, essa não é a opinião do partido. Essa é a opinião de Ciro, não a do partido. Respeito o direito dele ter a sua opinião, mas discordo do que ele disse e não vou polemizar com ele. O partido é democrático. Todas as pessoas têm direito ao debate. Mas sobre o que o partido deve fazer e deixar de fazer, deve ser travado no tempo certo e na instância certa, que é quem decide”.

“NOTA OFICIAL”

Previamente combinado com Campos, o vice-Presidente do PSB, Roberto Amaral, que é quem efetivamente cuida do partido, logo divulgou uma nota em que afirma que Campos “sintetiza o pensamento acumulado pelo PSB, desde 1985”.

Enquanto isso, em Belo Horizonte, o PSDB iniciava uma série de debates para alavancar a campanha tucana para o Palácio do Planalto. O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, sem medo do ridículo, negou que estivesse lançando a candidatura do senador mineiro Aécio Neves à Presidência. Em seu discurso, ao lado de Aécio, fez críticas pesadas à presidente Dilma Rousseff, que afirmou não ter herdado “nada” da gestão tucana. “O que é que a gente pode fazer quando a pessoa é ingrata? Nada. Cospe no prato que comeu. Meu Deus”, disse FHC.

Traduzindo tudo isso: a sucessão começa a ficar muito interessante. E os irmãos Ciro e Cid Gomes terão de procurar outro partido para abrigá-los…

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *