Está explicado por que Medina Osório foi obrigado a deixar a chefia da AGU

Resultado de imagem para medina osorio

Medina Osório prestou um grande serviço à nação

Roberto Nascimento

Os últimos acontecimentos da tragicomédia política brasileira culminaram no pedido de exoneração de um ministro e na demissão de outro ministro, ambos do Poder Executivo. O titular da Secretária de Governo (ou Articulação Política), Geddel Vieira Lima, saiu por ter pressionado o ministro da Cultura, em favor de interesses particulares relativos a um empreendimento imobiliário em área de preservação cultural na cidade de Salvador. Marcelo Calero, do Ministério da Cultura, pediu demissão, incomodado com a pressão intensa para liberar a obra e afastar do cargo a presidente do Instituto do Patrimônio Histórico Nacional. O fato aumentou a pressão sobre a crise econômica, moral e ética que acomete o país.

Fica claro agora o motivo da fritura do ex-ministro Medina Osório, da Advocacia-Geral da União. Ao contrário de Calero, Medina não saiu atirando para todos os lados. Deu apenas uma explosiva entrevista à Veja, denunciando a Operação Abafa, e ficou recolhido. Por ter mais experiência, o advogado sabe que o mundo dá muitas voltas e que o silêncio lhe garantiria um reconhecimento público mais à frente.

O ex-ministro da Cultura também prestou um serviço a sociedade. Deve ser preservado pelo Poder Judiciário, pois enfrentou o sistema e poderá sofrer represálias. Até os falcões do PSDB criticaram Calero, principalmente Aécio Neves, que perdeu o bonde para ser presidente da República ao ser derrotado por Dilma. Se perdeu para Dilma, como conseguirá vencer um candidato mais forte?

SEM INTERVENÇÃO – Discordando dos brasileiros que acham que uma intervenção armada poria fim na corrupção, entendo que nenhum movimento fora da Constituição teria o condão de resolver os mais graves problemas brasileiros. Já sabemos o que dá, pela experiência do governo Vargas e dos governos pós – 64: um regime de exceção. A primeira perda é a liberdade de ir e vir e a segunda é a liberdade de imprensa.

Uma vez instalados os militares no Poder, não saberemos mais nada de tudo. Voltariam os censores nas redações, nos teatros, nas produtoras de cinema e nas gravadoras, até as músicas seriam novamente censuradas, e depois que as tropas voltarem aos quartéis, os corruptos voltariam triunfalmente. Não, mil vezes não. Nunca tivemos tanta liberdade para escrever e criticar nossos representantes como agora. Acreditar em quebra do processo eleitoral e democrático é dar um cheque em branco ao imponderável.

Nós vamos sair dessa crise de corrupção generalizada. As bases para impedir a continuidade da roubalheira foram dadas pelo Mensalão e pela Lava Jato. Será muito difícil parar esse processo de saneamento da vida pública. Acredito piamente que o Brasil está mudando e mudará muito mais. É inexorável.

NOVA UTOPIA – Os brasileiros precisam de uma nova utopia para viver. Pois a ideologia da corrupção generalizada, o toma lá dá cá, o interesse privado antes do interesse público, tudo isso virou regra no andar de cima e no andar de baixo do estrato social.

O andar de cima extrapolou na gatunagem do erário público. Criou-se a ideologia do enriquecimento ilícito e a lavagem do dinheiro roubado aqui e levado para paraísos fiscais e que agora está retornando, pois até os suíços estão entregando os ladrões.

E não se diga que são comunistas os ladrões, pois o comunismo não viceja aqui por essas bandas quentes. Outra coisa: dizer que Lula e os petistas são de esquerda é a maior piada do planeta.

17 thoughts on “Está explicado por que Medina Osório foi obrigado a deixar a chefia da AGU

  1. “Estranho no ninho (O Antagonista)

    Brasil 27.11.16 08:38
    Apesar de ter feito o que é certo, Marcelo Calero é alvo de duras críticas em rodinhas de políticos em Brasília. A maioria o chama de traidor.”

  2. “Temer pode enquadrar Calero na Lei de Segurança Nacional (O Antagonista)

    Brasil 27.11.16 19:39
    O Antagonista apurou que Michel Temer está sendo aconselhado a enquadrar Marcelo Calero na Lei de Segurança Nacional.

    Segundo um assessor, Calero teria incorrido no artigo 26 da Lei 71170/83 ao “caluniar ou difamar” o presidente, imputando-lhe “fato definido como crime ou fato ofensivo à reputação”.

    Promulgada pelo general Figueiredo, a lei prevê pena de 1 a 4 anos. No caso de Calero, ele poderia ainda ser submetido a processo disciplinar e até expulso dos quadros do Itamaraty.

    Mais cedo, na coletiva de imprensa, Temer não escondeu sua irritação por ter sido gravado por Calero.”

    • A entrevista de Marcelo Calero ao Fantástico é contundente. Segundo ele, Michel Temer usou seu cargo para pressioná-lo a satisfazer o interesse de Geddel Vieira Lima em relação ao caso La Vue.

      “Eu expliquei o que estava acontecendo. Disse que não tinha conseguido atendê-lo (Geddel) e achei que contava com o respaldo do presidente. Na quinta, recebi ligação do Palácio do Planalto. Quando cheguei, já era outro o clima. A abordagem já era outra. O presidente estava sozinho. Ele disse: ‘Marcelo tenho muito apreço por você, mas essa decisão do Iphan nos causou estranheza, pois me criou dificuldades operacionais.”

      Temer, segundo Calero, disse que Geddel teria ficado muito irritado com a decisão do Iphan contra a obra do La Vue.

      Calero disse ao Fantástico que só gravou uma ligação de Temer para seu gabinete e fez questão de manter a conversa em tom protocolar. Quanto aos demais ministros, ele disse que não pode falar para não prejudicar as investigações.

      “Não desejava isso para mim, não desejava isso para o governo. O Brasil vive um momento de crise muito grave. Mas me choca que interesses particulares ainda possam prevalecer. Eu jamais faria qualquer negócio para preservar cargo nenhum.”

      • ‘Marcelo tenho muito apreço por você, mas essa decisão do Iphan nos causou estranheza, pois me criou dificuldades operacionais.”
        ==
        É o toma-lá-dá que nos desmoraliza como país.

  3. Este blog e muitos dos que postam comentários são insistentemente contra o governo Temer. Uns são petistas disfarçados, outros podem ser comunistas ou algo parecido de tão jurássico.
    Todos têm saudades do Lulla e Dillma.

  4. Na realidade esse governeco é um ” jericodromo ” , asnos em escala industrial !
    A tão propalada reforma do ensino médio vai parar pois se ” esqueceram ” de perguntar aos Secretários de Fazenda de há caixa para isso !!!
    Tá ruim mas tá divertido !!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *