Estado de Minas diz que escolha do nome Francisco sinaliza mudanças

Reportagem de Emerson Campos e Gabriela Pacheco, no jornal Estado de Minas, destaca a importância e o significado da escolha do nome Francisco pelo novo Papa.

S. Francisco, por Portinary

Em dois milênios, esta é a primeira vez que o sucessor de Pedro é latino-americano. Não bastasse a representatividade deste fato, Jorge Bergoglio surpreendeu ainda mais e será o primeiro Santo Padre a utilizar o nome de Francisco. A escolha traduz, de certa forma, o momento de transformação que a Igreja Católica pretende viver com o novo papa, uma vez que, segundo as tradições católicas, São Francisco de Assis foi chamado por Deus para reparar uma “igreja em ruínas”.

De fato, os desafios que serão enfrentados por Francisco são árduos. A Igreja Católica vive uma estagnação no número de fiéis, bem como a queda na quantidade de padres. Além disso, leis liberais votadas em diversos países ocidentais têm incomodado a Igreja. Outro problema que deve ser superado pelo argentino é o escândalo envolvendo denúncias sexuais contra religiosos.

Para o frei Adilson Côrrea da Silva, da paróquia de São Francisco das Chagas, “existe uma igreja antes e uma depois de São Francisco”. “Para ele a igreja não deveria ser dos pobres, mas ser pobre”, afirmou o religioso. A mesma transformação é esperada do Papa Francisco  que, independentemente dos anos em que seguirá no papado, já começa marcando a História do Catolicismo, ao exaltar São Francisco de Assis.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *