Estratégia vitoriosa de Bolsonaro só está valendo para o primeiro turno

Resultado de imagem para bolsonaro charges

Charge do Thomate (Arquivo Google)

Pedro do Coutto

Reportagem de Rodrigo Rangel, Gabriel Castro e Marcela Matos, na Revista Veja que está nas bancas, focaliza nitidamente a estratégia organizada no twitter e em outras redes sociais em favor da candidatura de Jair Bolsonaro. Essa organização, que vem funcionando há mais de dois anos, consiste basicamente na ocupação de espaços elogiosos ao seu desempenho político, com grande frequência e entusiasmo. Os repórteres reuniram 10 exemplos de twitters, liderados por um conjunto de pessoas fisicas, todas voltadas em favor de seu nome e destacando suas qualidades. O projeto foi bem elaborado para dar ideia de que as manifestações são espontâneas.

A revista Veja contratou a Agência Exata, especialista em comunicação digital para analisar tanto o fenômeno quanto o processo.

TRABALHO BEM FEITO – A Exata chegou à conclusão de que as postagens se destinavam a influenciar o jogo político, uma vez que 70% das mensagens estavam voltadas para o único objetivo de proporcionar destaque a Bolsonaro, na medida em que exaltavam o caráter positivo de sua atuação.

A estratégia digital no apoio ao candidato do PSL revelou-se eficiente. Mas ela representa apenas uma fração do eleitorado: seu êxito nas urnas de outubro reside mais no mundo real das vontades do que no universo restrito aos seus adeptos.

A Veja relacionou 10 nomes que seriam os generais da campanha de Bolsonaro nas redes sociais, principalmente no twitter, embora Bolsonaro esteja presente também, ao que tudo indica, da mesma forma no Facebook.

Rodrigo Rangel, Gabriel Castro e Marcela Matos concluem ser esta a razão que mantém Jair Bolsonaro na liderança da pesquisa do Datafolha considerando-se o cenário sem Lula.

NA LIDERANÇA – Afastado o ex-presidente Lula em outras simulações, todas elas tem Bolsonaro liderando com 17%, seguido por Marina Silva 15%, vindo a seguir Ciro Gomes e Joaquim Barbosa com 9 pontos cada um. Entretanto, projetada a simulação para o segundo turno, Bolsonaro perde para Marina, Ciro Gomes e fica um ponto atrás de Geraldo Alckmin que registra 33%. O Datafolha não considerou o desfecho final se no segundo turno estiverem ele, Bolsonaro, e Joaquim Barbosa.

Em síntese, verifica-se, na minha opinião, o seguinte: pelo quadro atual Bolsonaro encontra-se com o passaporte carimbado para o segundo turno, marcado para 28 de outubro. Isso porque encontra-se à frente dos principais rivais.

ENFRAQUECIMENTO – Porém, no segundo turno sua posição sofre enfraquecimento. Tanto assim que fica atrás de Marina Silva e os principais adversários. Isso, repito, com base no quadro de hoje. Mas como a política é mutável rapidamente, pode se admitir que amanhã, por exemplo, verifique-se um crescimento menos visível de algum ou de alguns candidatos. Portanto, temos de esperar novos encadeamentos para opinar objetivamente sobre o processo global em torno da sucessão do presidente Michel Temer.

A situação de Geraldo Alckmin, para citar um exemplo, passou a ser mais vulnerável do que era até esta semana. Não só pela ação investigatória do Ministério Público, como também em consequência do desabamento da imagem pública do Senador Aécio Neves, com reflexo no PSDB. Os principais redutos tucanos, São Paulo e Minas Gerais, também os dois principais colégios de votos no país, foram atingidos em cheio por uma série de novas denúncias.

A partir daí o panorama pode sofrer modificações de porte. Não quanto a Bolsonaro, mas também em relação aos principais opositores do atual presidente da República. Isso porque explode uma possível aliança entre o Palácio do Planalto e o Palácio dos Bandeirantes. No meio do embate, como sempre, situa-se o eleitorado do país. Que vai às urnas em outubro, no dia 7 e depois no dia 28.

9 thoughts on “Estratégia vitoriosa de Bolsonaro só está valendo para o primeiro turno

  1. Deus do céu, a esta altura do campeonato, depois de tudo, deveríamos estar debatendo o Projeto Novo e Alternativo de Política e de Nação, para colocarmos no lugar o hospício que ai está, a olhos vistos, mas a mídia e a política ainda estão perdendo tempo com bolsossauro$, temerário$, continuísmo da mesmice e afins. Fala sério. Renato Russo, que país é esse, que gente é essa ? E o Temer, criando a maior polêmica querendo levar vantagem até mesmo em cima de Tiradentes, o homenageado do dia 21, o Mártir da Independência? https://www.youtube.com/watch?v=vB7O4zVQLe0 https://www.brasil247.com/pt/colunistas/ayrtoncenteno/352081/Com-voc%C3%AAs-Joaquim-Silv%C3%A9rio-Temer-dos-Reis.htm

  2. Sem dúvida. Só vale para o primeiro turno, pois não haverá segundo.
    Bolsonaro ganha no primeiro.
    Na internet:
    4o razões para votar em Bolsonaro.
    Se uma não for verdade, então, não vote!

  3. Sem chances.. Ganha a eleição no primeiro turno. A oposição a ele está esfacelada. Pelo menos 20% estão consolidados.
    O que se chama de direita tem nome:Jair Bolsonaro.

  4. Se vc, vc mesmo que está lendo este comentário, leu o livro O Cisne Negro e acompanhou a corrida presidencial nos EUA em 2016 (destaco aqui o papel da imprensa americana com seus número mirabolantes, como “Hilary tem 97% do eleitorado americado”), sabe que o que a mídia tradicional fala e fezes de barata tem a mesma importância.

  5. Olha quem faz oposição cerrada ao Bolsonaro. Só gente honesta:

    “A partir daí o panorama pode sofrer modificações de porte. Não quanto a Bolsonaro, mas também em relação aos principais opositores do atual presidente da República. Isso porque explode uma possível aliança entre o Palácio do Planalto e o Palácio dos Bandeirantes. “

    • Assim fica fácil para o eleitor escolher o candidato, caso, realmente, ele queira mudar alguma coisa. Basta fazer uma simples questão de eliminação do que não presta, pois à medida que as eleições se aproximam cada suíno procura a sua vara…

  6. Bolsonaro vai ganhar no primeiro turno.

    A fake news esta desesperada. kkkk como pode apenas 10 pessoas conseguir neutralizar o ataque de toda a midia do pais e do exterior?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *