EUA não precisam de autorização da ONU para atacar a Síria, diz Obama

Pedro Peduzzi

Agência Brasil

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, diz que não depende de autorização da Organização das Nações Unidas (ONU) para um eventual ataque à Síria. E afirma ter provas de que foram usadas armas químicas em ataques na Síria, cuja responsabilidade é atribuída ao governo do presidente sírio, Bashar Al Assad.

“PARALISIA”

“Diante da paralisia do conselho das Nações Unidas na questão, uma resposta internacional é demandada, e não deve vir de decisão do Conselho de Segurança. Preferiria trabalhar por meio de canais multilaterais e ONU, mas acredito que a segurança mundial e dos EUA demandam [decisões por outros meios]”, disse o presidente norte-americano durante coletiva de imprensa em São Petersburgo, na Rússia, onde ocorre a cúpula do G20.

Obama informou que fará na próxima terça-feira um pronunciamento aos cidadãos norte-americanos, a fim de buscar respaldo do Congresso a um eventual ataque à Síria. Perguntado sobre se o ataque pode ser feito sem a autorização do Congresso, ele disse que, entre os motivos da consulta, está o de fazer com que o Legislativo explique ao povo americano “que esta é a coisa certa” a fazer.

“Há várias decisões que tomo que são impopulares, mas é o que se há para fazer”, disse, ao reconhecer que ações desse tipo, envolvendo operações militares, são sempre impopulares. “Fui eleito para acabar com uma guerra, e não para começar outras. Mas tenho o dever da proteção, e há tempos difíceis se quisermos defender aquilo que acreditamos”, acrescentou.

Segundo Obama, “a conferência foi unânime à ideia de que armas químicas foram usadas, e a maioria dos presentes está aceitando e concordando que o governo de Assad é o responsável pelo uso delas. Isso, claro, foi questionado por [Vladimir] Putin [presidente da Rússia, país contrário a qualquer ataque à Síria]”, disse Obama.

A conversa com o presidente russo foi “tranquila e construtiva”, segundo Obama, e não abrangeu a questão do asilo dado pela Rússia a Edward Snowden, ex-funcionário de uma empresa terceirizada que prestava serviços para a Agência Nacional de Segurança norte-americana (NSA) e principal responsável pelas denúncias de espionagem pelo governo norte-americano.

“Temos uma relação muito direta [com Putin]. Discutimos a questão da Síria. Foi citado que em todos os pontos de interesse comum, teremos de trabalhar de forma conjunta”, disse o presidente dos EUA.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

18 thoughts on “EUA não precisam de autorização da ONU para atacar a Síria, diz Obama

  1. É notícia:
    Dilma lidera com folga a corrida de 2014, e ganha no primeiro turno.

    A presidenta Dilma Rousseff lidera com folga todas as simulações feitas pelo Vox Populi para as eleições de 2014, divulgadas hoje (6) pela revista Carta Capital. No cenário que se mostra como mais provável atualmente, a petista tem 38% das intenções de voto, o dobro de Marina Silva (Rede), com 19%, seguida pelo senador Aécio Neves (PSDB), que chega a 13%, e pelo governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), com 4%. Neste quadro, votos brancos e nulos chegariam a 15%, e não souberam responder outros 11%. Se computados apenas os votos válidos, Dilma venceria no primeiro turno.

  2. Ditador bom é ditador desativado e neutralizado. Se quisermos viver num mundo verdadeiramente democrático temos que inviabilizar todas as ditaduras, começando por desalojar do poder todos os ditadores, principalmente os que estão praticando genocídios em pleno século XXI. Alguém tem que fazer isso, e se ninguém faz, o EUA o faz.

  3. Na hora de votar eu vou dilmar, eu vou dilmar,
    É Dilma, é Dilma, é Dilma,
    É a Dilma Rousseff.
    Pra nossa Presidente, nossa gente vai dilmar,
    É Dilma é Dilma,
    É a Dilma Rousseff.

    Essa é como o Jango, o Jango Goulart.
    Brasileiríssima.

  4. Hitler, Stalin, Mussolini e outros … estão felizes, felicíssimos, com a decisão de Obama!!!
    George W Bush foi visto chorando, emocionado, com as palavras de Obama, que foram as suas, antes de invadir o Iraque (depois os USA pediram desculpas, pelo “engano” …e saíram de fininho …).
    Afinal, para que serve a ONU???
    Obama já ganhou o Premio Nobel da Paz(argh!!!). Agora está prestes a ganhar o quê??? O Premio Nobel do Assassinato em Massa??? A frase do Eisenhower é eterna: “Os Estados Unidos são um gigantesco complexo industrial para a guerra. Todo o resto depende disso”
    Estados Unidos!!! A maior máquina de destruição jamais sequer imaginada … novamente em ação!!!
    (e se Assad cair …virá a Al Qaeda … como ficará a região? mais guerra, mais morte)

  5. Obama está lá para cumprir as ordens, e a agenda tem que ser seguida a risca. Acho que por aquelas bandas só vai faltar o Irã. Dever cumprido!

    Então será a hora de pensar em outras paragens. Depois disso o mundo será o paraíso que aqueles que apoiam a matança – dos outros – tanto clama.
    E assim viveremos em paz para sempre!

  6. Prezado Fred,
    Parabéns pela frase mais extraordinária a respeito desse possível ataque americano sobre a Síria.
    Uma lástima que Obama não a leia, pois poderia constatar a enorme contradição que o seu desejo acarretará nesta invasão, que a maioria dos países do mundo já a repudia.

  7. Eles não vão invadir a Síria. Vão matar Sírios de longe, para não serem mortos de perto. Eles possuem aquela máquina de matar, muito bíblica. Extremamente bíblica. Nada de morrer. O negócio é matar, matar, matar e continuar matando. Biblicamente.

  8. Pingback: EUA Não Precisam de Autorização da ONU para Atacar a Síria, diz Obama! | Os Bastidores do Planeta

  9. Quem pensou que com a chegada de OBAMA ao poder os EEUU mudariam sua relação com o mundo ENGANOU-SE. Os EEUU tem uma POLÍTICA DE ESTADO DEFINIDA E PERENE. Uns presidentes conseguem ser piores que outros, vide Bush Jr- ANALFABETISMO EM ESTADO PURO ou Nixon-MAU CARATISMO EM ESTADO PURO, mas TODOS seguem a risca as determinações do Establishment americano.

  10. As vezes fico imaginado milhares de pessoas desabrigadas,crianças,idosos,vivendo em condições sub-humanas, em face das guerras insanas e disputas de poder,sinto um profundo pesar,onde está o sentimento de compaixão,a preocupação com o outro?

  11. Caro Jornalista,

    Os ESTADOS UNIDOS podem atacar, impunemente, qualquer país do mundo. Até mesmo antecipadamente, conforme prevê a ideia do ataque preventivo (como aquele perpetrado pelos japoneses).

    A única exceção: Jamais atacará país que PODER DISSUASÓRIO NUCLEAR!

    O RESTO atrasado do mundo terá quem engolir as ordens do patrão e e o termo soberania relativa!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *