Ex-deputado Alberto Fraga, amigo de Bolsonaro, está decepcionado e defende a terceira via

Fraga e Bolsonaro, no plenário da Câmara. Retraído e pouco expansivo, o presidente eleito sempre procurava a companhia do ex-colega de corridas de fundo Foto: Aílton de Freitas / Agência O Globo

Alberto Fraga e Bolsonaro são amigos íntimos desde 1981

Denise Rothenburg
Correio Braziliense

Aliado de primeira hora do presidente Jair Bolsonaro, o ex-deputado Alberto Fraga acompanha à distância as mudanças no primeiro escalão do governo do ex-amigo, com quem não fala há mais de 90 dias. Acredita que o maior erro do presidente Jair Bolsonaro até o momento foi se cercar de pessoas que não conhecem a política. Acredita também que ainda há tempo para consertar, porém, é incerto.

“O maior erro de Bolsonaro foi se cercar de pessoas que não conhecem a política. O general Ramos é uma grande decepção. Há coisas que não se conserta em oito meses”, diz ele, numa conversa com o blog..

NÃO SÃO POLÍTICOS – Fraga considera que os militares são leais, têm eficiência e disciplina, “mas não são políticos”. “Eles não se prepararam para isso. No meu primeiro mandato, eu era mais coronel do que politico. E na politica, não dá para agir como militar. Tem que agir como politico. Ramos (enquanto ministro da Casa Civil) chegava querendo continência, dizia para os deputados que, se não votar assim, assado, vou cortar a sua emenda. Não poderia dar certo”, diz.

O ex-deputado voltou a circular em jantares em Brasília, depois da reclusão a que se submeteu desde a morte da esposa, Mirta, vítima da Covid 19 aos 56 anos. As conversas de que participa giram em torno da perspectiva da terceira via para enfrentar Lula, em quem não vota de jeito nenhum, e Bolsonaro, com quem não conversa há mais de três meses. “Há espaço para a terceira via, não quero a volta do PT. Trabalhei muito pelo impeachment (de Dilma Rousseff), para derrotar o PT. Entregar agora para o PT é de lascar. Vai ser osso”, comenta.

Alberto Fraga tem ouvido muita gente que votou em Bolsonaro dizer que não vota mais. Ele mesmo ainda não se decidiu.

TERCEIRA VIA – Bolsonaro está derretendo nas pesquisas e há uma margem entre 40% e 60% para um novo candidato.”Não me arrependi de ter votado em Bolsonaro. O que me deixa triste e ver os rumos que o governo está tomando e o que me preocupa é ver o governo voltar para as mão do PT”, diz ele.

O ex-deputado considera que o presidente não conseguiu desaparelhar a máquina estatal e diz que seria preciso identificar militantes de esquerda na estrutura dos ministérios em cargos de confiança para substituir por pessoas, no mínimo, “neutras” e técnicas: “Não houve esse trabalho”, diz.

Quando perguntado se as mudanças na saúde, onde os militares tomaram conta, não seriam exemplos dessa mudança, Fraga responde que “não quer dizer que militares tenham que estar em todos os postos e que não haja corrupção. Estão aí as denúncias sobre militares na Saúde. Esse caso, aliás, é uma decepção”.

CIRO NOGUEIRA – Da mesma forma que agora há uma gestão mais profissional, com Marcelo Queiroga na Saúde, Fraga acredita que, na Casa Civil, a gestão de Ciro Nogueira trará mudança na seara política. “Vai funcionar, Ciro é habilidoso, não tenho dúvidas. Agora, a que preço, eu não sei”, diz ele, referindo-se à necessidade de atendimento aos parlamentares.

“Bolsonaro insistiu muito tempo com um general que achava que dando dinheiro para as emendas, ganharia votações. Agora, o tempo é curto. Se tivesse mudado no início do ano, teria mais tempo. Agora, quem for candidato só poderá ficar até abril e tem coisas que não se consegue mudar mais, a rejeição está alta. Vamos ver. Não sou dono da verdade”.

E o voto impresso? “Não consigo entender por que a maioria é contra. Não sei se é a forma como Bolsonaro se expressa. É preciso que se crie um sistema de recontagem assegurada. Se digital ou impresso, eu não sei. Não é ser contra a urna, é ser a favor do direito de auditagem e recontagem”. Pelo visto, esse tema e a ojeriza ao PT ainda unem Fraga e Bolsonaro. E só.

12 thoughts on “Ex-deputado Alberto Fraga, amigo de Bolsonaro, está decepcionado e defende a terceira via

  1. Se ele, que se beneficia da incompetência do Coiso, está decepcionado, imaginem aqueles que perderam amigos ou parentes nessa pandemia desgraçada. E que honestamente podem culpar esse governo incompetente, imprudente, rude, indecente.

      • Eliel,

        Fico estupefato de ler o link que você enviou, ainda defendendo o tratamento precoce com hidroxicloroquina, Invermectina, medicamentos já amplamente descartados pela Ciência em todos os países sérios do mundo, inclusive no Brasil e na ONU. Até o extremo bolsonarismo precisa de ter limites mínimos. Nem Bolsonaro fala mais nisso. Leia o que está escrito no link que você enviou :

        “O cálculo considerou que em torno de 20 a 30% dos falecidos de covid buscaram atendimento nos primeiros 4 dias de sintomas. Considerou que, diante de um cenário de negacionismo dos medicamentos, apenas cerca de 20 a 40% dos médicos utilizaram medicamentos off label para covid, como ivermectina, hidroxicloroquina, que têm sido conhecidos por reduzir mortalidade e hospitalização”.

        Desculpe-me, mas isso é uma desinformação criminosa. Muitas pessoas morreram por acreditar que estavam curadas do covid-19 tomando esses medicamentos comprovadamente ineficazes.

        • Caro dr. Ednei,

          A insistência com este maldito tratamento precoce, onde a cloroquina teria salvo milhares de brasileiros, na ótica de Bolsonaro e seus robôs, seguidores e sectários, trata-se de um crime inominável, pelo fato de fazer as pessoas acreditarem nesta falsa eficiência e eficácia.

          Pouco interessa aos fanáticos e radicais, os pareceres e laudos técnicos dizendo o contrário.
          A palavra de um insensato, que não é médico, logo, comete outro crime, tem mais valor para os bolsonaristas que a Ciência.

          Lavagem cerebral?
          Alienação?
          Adoração por meliantes?
          Alguma síndrome que possa explicar tamanha credibilidade em quem não deveria ter a confiança de uma estátua de jardim?

          O senhor sabe, assim como sei também, que muitos presidentes praticaram administrações sofríveis, danosas, prejudiciais ao povo e país.
          Agora, Bolsonaro é incomparável.

          Não só faz um péssimo governo, como se mete onde não tem a menor qualificação e conhecimentos, arriscando a vida de milhões de brasileiros!

          A menos que esta defesa da cloroquina tenha um componente que sabemos da possibilidade, mas ainda não comprovada, que o atual presidente e mais alguns aspones, ganhariam muito dinheiro através de “comissões” com as vendas desse medicamento!

          Se, em termos científicos já foi descartado porém, para Bolsonaro, é o salvador de quem foi contaminado pelo Covid19, a insistência somente se explica lucrativamente, e mais nada!

          Então estamos diante do terceiro crime contra o povo!

          Interessante, que o presidente não é obrigado a se calar com a propaganda da Cloroquina no combate à pandemia.
          A meu ver, o sindicato dos médicos deveria mover um processo por falsidade ideológica contra Bolsonaro, pelo fato de não ser médico e, mesmo assim, continua “receitando” esta medicação.

          Vá lá, vivemos no Brasil, terra de muitas leis, onde somente as cumpre o povo.
          Agora, não existir uma autoridade que fosse para impedir Bolsonaro de se manifestar favorável a u medicamento descartado por associações científicas do mundo inteiro, das duas uma:
          dinheiro, que ganharia Bolsonaro ou intenção de diminuir a população desta forma criminosa e imperdoável!

          Abraço.
          Saúde e paz.

          • Prezado amigo Bendl,

            Não sei o que falar sobre esta extrema-direita bolsonarista. Alguns, que só são partidários do dinheiro público, como alguns laboratórios farmacêuticos, não são necessariamente bolsonaristas, Aproveitaram-se (mediante propinas a Bolsonaro e a funcionários de alto escalão do Palácio do Planalto) para vender toneladas de remédios ineficazes ao governo, para obter lucros, e, para esses, dane-se o povo !

            Outros (não sei se é o caso do Eliel) têm sido pagos com verba pública para divulgar fake news, como esta de usar cloroquina e invermectina, além de atacar as urnas eletrônicas e atacar a nossa frágil democracia.

            Mais incompreensíveis para mim são as manifestações populares ocorridas recentemente, favoráveis a Bolsonaro e atacando o STF e outras nossas instituições, com aglomerações sem máscara. Talvez nem todos esses sejam burros, esses que desejam golpe militar, fechamento do Congresso e do STF e instalação de uma ditadura com Bolsonaro no Poder.

            Penso ser impossível o Palácio do Planalto pagar tanta gente com dinheiro público.

            Se nem todos são burros, a questão é ideológica, por mais absurda que seja. Mas os que não são burros e seguidores de Bolsonaro têm senso crítico, por exemplo, nenhum deles iria recomendar que as pessoas pulassem do décimo andar de um prédio, o que levaria à morte. Assim também, esses que não são burros, também não recomendariam que os pacientes com covid-19, a esta altura, se tratassem com hidroxicloroquina ou invermectina, e ainda que não vacinacem contra a covid-19.

            Tenho um tênue palpite : A maioria dos que ainda fazem motociatas e movimentos de rua a favor de Bolsonaro são, como Bolsonaro, psicopatas. Você talvez nem imagine a quantidade de psicopatas que há em nossa população : é uma quantidade enorme !

            De qualquer maneira, é muito difícil entender essa massa de 25% de brasileiros que, apesar de tudo que é público e notório, ainda apoiam Jair Bolsonaro.

            Mas, certamente, Pazzuelo, Mayra Pinheiro, Maximiano, Reverendo Amilton, e a gang que frequentou (formal e informalmente) o Ministério da Saúde, o deputado Roberto Barros, entre muitos outros, são provavelmente psicopatas.

  2. Proponho aos comentaristas, editores e articulistas da Tribuna da Internet que pensem e escolham para a Terceira Via, nas eleições presidenciais de 2022, pessoas competentes, honestas e dignas de presidir nossa República.

    Para tal proponho pensar nos três nomes seguintes, que são de gente séria : 1) Senador Randolfe Rodrigues ( Rede Sustentabilidade) ; 2) Senadora Simone Tebet (MDB-MT) e 3) Governador Eduardo Leite (PSDB-RS)

  3. CPI RECEBE VÍDEOS EM QUE MÉDICOS DA FORÇA-TAREFA DO MS ORIENTAM USO DE TRATAMENTO INEFICAZ PARA COVID

    Orientações foram dadas às vésperas do colapso no sistema de saúde no Amazonas, em que unidades de saúde chegaram a ficar sem oxigênio.

    Por Camila Bomfim, GloboNews — Brasília
    02/08/2021 12h31 Atualizado há 3 horas

    https://g1.globo.com/politica/noticia/2021/08/02/cpi-recebe-videos-em-que-medicos-da-forca-tarefa-do-ms-orientam-sobre-o-uso-de-tratamento-precoce-para-covid.ghtml

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *