Ex-ministro Marcio Fortes levou propina de R$ 1 milhão, diz cúmplice de Pimentel

Bené fez delação e está entregando todo o esquema de corrupção

Ricardo Brandt, Fausto Macedo, Mateus Coutinho e Julia Affonso
Estadão

O empresário Benedito Rodrigues de Oliveira Neto, o Bené, afirmou em delação premiada que o ex-ministro Marcio Fortes (Cidades), do governo Lula, recebeu R$ 1 milhão de um esquema que resultou na contratação da agência de publicidade Propeg, em 2010. Segundo o delator, outro ex-ministro da Pasta, Mário Negromonte – hoje conselheiro do Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia -, sucessor de Fortes, e o ex-deputado e ex-líder do PP na Câmara Pedro Corrêa teriam recebido valor equivalente a 10% do contrato de publicidade.

A delação de Bené foi homologada na semana passada pelo Superior Tribunal de Justiça, no âmbito da Operação Acrônimo – investigação da Polícia Federal que atribui crime de corrupção ao governador de Minas Fernando Pimentel (PT), ex-ministro do Desenvolvimento do governo Dilma.

PIMENTEL CORROMPIDO

Em sua delação, Bené afirmou que o Grupo CAOA, do setor automotivo, teria pago R$ 20 milhões a Pimentel. A CAOA nega categoricamente o repasse ilegal.

A delação do empresário preenche 20 anexos. Um deles é dedicado aos ex-ministros Marcio Fortes e Mário Negromonte e ao ex-deputado Pedro Corrêa – este também delator, mas de outra operação, a Lava Jato.

Bené afirmou que por volta de 2010 Negromonte o procurou. Segundo o delator da Acrônimo, Negromonte pretendia ‘influenciar’ em licitação da área de publicidade do Ministério das Cidades. O plano seria beneficiar a Propeg.

Negromonte e Pedro Corrêa – na época, réu do Mensalão – iriam receber, segundo Bené, 10% do ‘resultado’ da operação.

R$ 1 MILHÃO CADA

O acordo previa que o ministro Márcio Fortes, que ocupou o cargo entre 2005 e 2011, e um assessor dele, conhecido por ‘Alcione’, ficariam com uma parte do valor do contrato, desde que a Propeg fosse a escolhida.

Segundo Bené, Mário Negromonte e Pedro Corrêa receberam total de R$ 1 milhão cada. E o ex-ministro Marcio Fortes também teria recebido R$ 1 milhão, valor pago, segundo ele, ‘durante mais de um ano’

TODOS NEGAM…

O criminalista Carlos Fauaze, que defende o ex-deputado Pedro Corrêa, informou que não vai se manifestar por não ter tido acesso à documentação constante nos autos do processo.

Mário Negromonte afirmou que a empresa Propeg é da Bahia, seu Estado, e que ele não precisaria da intermediação de Bené para tratar de qualquer assunto envolvendo a empresa. “A Propeg é da Bahia. Eu ia precisar do Benedicto para fazer alguma intermediação de conversa?Não tem sentido. Jamais procurei ele para esse tipo de contato”, afirmou.

E o ex-ministro Márcio Fortes afirmou: “Nego veementemente as acusações, e me coloco à disposição das autoridades competentes para esclarecimentos que eventualmente forem necessários.”

2 thoughts on “Ex-ministro Marcio Fortes levou propina de R$ 1 milhão, diz cúmplice de Pimentel

  1. As Vossas Excelências só participam de Reunião de bacana
    Fundo de Quintal

    Se gritar pega ladrão
    Não fica um meu irmão
    Se gritar pega ladrão
    Não, não fica um
    Se gritar pega ladrão
    Não fica um meu irmão
    Se gritar pega ladrão
    Não, não fica um…

    Você me chamou
    Para esse pagode
    E me avisou
    Aqui não tem pobre
    Até me pediu
    Prá pisar de mansinho
    Porque sou da cor
    Eu sou escurinho…

    Aqui realmente
    Está toda nata
    Doutores, senhores
    Até magnata
    Com a bebedeira
    E a discussão
    Tirei a minha conclusão…

    Se gritar pega ladrão
    Não fica um meu irmão
    Se gritar pega ladrão
    Não, não fica um
    Se gritar pega ladrão
    Não fica um meu irmão
    Se gritar pega ladrão
    Não, não fica um…

    Lugar meu amigo
    É minha baixada
    Que ando tranquilo
    E ninguém me diz nada
    E lá camburão
    Não vai com a justiça
    Pois não há ladrão
    E é boa a polícia…

    Lá até parece
    A Suécia bacana
    Se levam o bagulho
    Se deixa a grana
    Não é como esse
    Ambiente pesado
    Que você me trouxe
    Para ser roubado…

  2. Enquanto isso o patético lindberg ptpcdobtopotudo, “comemorou” no seu facebook o aumento do desemprego. Só que se esqueceu que os dados duvulgados pelo IBGE são do mês de…abril, quando dilma e seu partido ainda estavam pilotando o Titanic… Com seu caráter forte e convicto, apagou o post rapidinho e emudeceu sobre o assunto.
    http://www.brasilempauta.org/2016/06/01/lindbergh-comemora-desemprego-no-governo-temer-mas-dados-eram-do-governo-dilma/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *