Ex-mulher é um perigo. Veja só como um político britânico foi facilmente liquidado.

Em 2003, o carro de Chris Huhne foi detectado em excesso de velocidade numa estrada britânica. O político liberal-democrata fez com que a mulher assumisse a culpa.

Divórcio à inglesa

Foi o início de um caso que custou a ele primeiro o lugar de ministro, depois seu posto no Parlamento e agora a liberdade: Huhne vai cumprir uma pena de oito meses de prisão.

A agora ex-mulher, Vicky Pryce, também foi condenada a oito meses de prisão, por ter colaborado na mentira às autoridades.

O caso aconteceu em 2003, mas só foi conhecido em 2011, depois de o político ter assumido um romance com uma empregada e pedido o divórcio.

Vicky Pryce, uma reputada economista, se vingou: contou a história aos jornais, e Huhne foi acusado de mentir às autoridades. Enquanto isso, no Brasil…

(transcrito do Diário do Centro do Mundo)

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *