Existe relação direta entre o porre ideológico e a criminalidade

Charge do Lane (chargesdolane.blogspot.com)

Percival Puggina      

A primeira informação chegou-me em rede social. Uma amiga pedia doações de sangue para a médica que havia sido ferida a tiros durante assalto na Zona Norte de Porto Alegre. Levaram-lhe o carro e a vida. No mesmo horário, lado oposto da cidade, um porteiro foi vítima de latrocínio. Levaram-lhe a moto e a vida. Não preciso esperar pelas ações policiais para saber que os autores dos dois latrocínios têm extensa ficha policial, não são incógnitos aspirantes ao mundo do crime, nem estão na fila de espera de algum projeto de ressocialização. Não. São indivíduos perigosos, fora da lei, sem qualquer respeito pela vida e bens alheios. E andam soltos. Fizeram uma opção existencial, abriram guerra contra a sociedade, contra quem trabalha, seja médica, seja porteiro.

Enfrentar o mundo do crime a partir da benevolente hipótese de sua ressocialização é zombar das vítimas. É uma política que firma compromisso com a multiplicação dos danos. Dar um passo além e afirmar que esses criminosos de mão própria são vítimas de uma sociedade que se organiza em torno do direito de propriedade merece enquadramento como tipo penal – delito de incentivo à criminalidade.

Qual a diferença entre quem pratica o crime e aquele que o justifica? Enquanto o primeiro tem ação limitada à própria capacidade individual, o segundo funciona como uma aeronave de aviação agrícola, espargindo a fumaça do mal sobre a multidão dos descontentes, dos cobiçosos, dos vagabundos, dos viciados e dos incontinentes. Nada há que convença esses cavalheiros sobre o malefício que produzem.

SISTEMA PERVERSO – Dirão que me importo com o ocorrido por se tratar de alguém da upper class (esquecidos do desditoso porteiro da mesma madrugada). Afirmarão que estou defendendo um sistema perverso, mas fazem vista grossa a um dado inequívoco: o supostamente generoso sistema a que se aferram malgrado todos os fracassos levou a Venezuela a um nível de violência duas vezes superior ao brasileiro.

De modo pegajoso, abraçam-se a qualquer monstro, vendo nele o ideal rousseauniano do homem bom que poderia ter sido, mesmo quando ele anda pela vida avançando contra tudo que seja, de fato, bom, puro e sagrado. Por que fazem isso? Porque sem esse delírio, que desconhece a presença do mal na natureza humana, de que lhes serve a máscara de bondade?

PARADOXOS SINISTROS – Se o crime se justifica por motivos sociológicos e se doutrinas jurídicas nesse sentido encontram guarida no mundo acadêmico, alimentando corações e mentes de advogados, promotores e magistrados, que necessidade teremos de prisões? Por isso não as conservamos nem as construímos. Corporações policiais para coibir a atuação justiceira da criminalidade? Que os agentes da lei sejam, estes sim, objeto de contingenciamento de recursos e rigoroso controle. Aliás, de quanto se lê, parece que aí, e só aí, a maldade pode se manifestar como de fato é, sem qualquer guarida sociológica… Paradoxo! O bandido é aquele que deve ser visto como o homem bom que não deixaram ser. O policial, por seu turno, é o homem mau que precisa ser severamente patrulhado. Dai-me forças, Senhor!

Não me resta mais dúvida. Nossa insegurança é causada pelo porre ideológico que esta nação tomou nas últimas décadas. Agora, vivemos a ressaca.

18 thoughts on “Existe relação direta entre o porre ideológico e a criminalidade

  1. Caro Jornalista,

    Só mesmo em um PAÍS GOVERNADO POR QUADRILHAS um Ministro de Estado tenta JUSTIFICAR um crime cometido por TRAFICANTES contra as forças de segurança do próprio Estado que paga o seu salário:

    “Oficiais de várias Forças Armadas têm acompanhado cuidadosamente o desenrolar dos acontecimentos, que trazem uma realidade confusa, movediça e aterrorizante.
    Não apenas contra a ameaça supostos de terroristas, mas contra um estado paralelo, que domina o Rio de Janeiro, grande parte de São Paulo e avança para outras capitais e grandes cidades do interior do país. A observação foi feita pelos militares que estão atuando na capital fluminense, sob uma certeza: HÁ UM ESTADO PARALELO CRIADO PELO CRIME ORGANIZADO QUE AMEAÇA, INCLUSIVE, A SUPREMACIA DO ESTADO OFICIAL.
    ***
    A situação ficou para os militares ainda mais translúcida, quando o MINISTRO DA DEFESA, RAUL JUNGMANN, AFIRMOU QUE OS MILITARES DA FORÇA NACIONAL COMETERAM “UM ERRO AO ENTRAR NA COMUNIDADE DA MARÉ”.
    Com isso ele justificava o ataque no último dia 10 aos integrantes da Força Nacional, que foram vítimas de um ataque a tiros, que acabou na morte de um dos soldados.
    “É BOM LEMBRAR QUE O COMANDANTE DISSE QUE SEGUISSEM SEMPRE DENTRO ROTEIRO ESTABELECIDO, ELES FORAM INSISTENTES NA RECOMENDAÇÃO DE QUE OS COMBOIOS NÃO DEVERIAM JAMAIS ENTRAR EM COMUNIDADE, DEVERIAM PERMANECER NAS VIAS EXPRESSAS, AS CHAMADAS VIAS OLÍMPICAS”, disse o ministro, numa amostra que o acerto AINDA ESTÁ sob validade.”

    Artigo completo:
    RIO2016 – O ESTADO DO CRIME ORGANIZADO É PIOR QUE O ESTADO ISLÂMICO
    http://www.defesanet.com.br/mout/noticia/23257/RIO2016—O-Estado-do-Crime-Organizado-e-pior-que-o-Estado-Islamico/

    Abraços.
    (ps: Se os policiais estavam errados, quem estava certo?)

  2. -Segurança Pública…
    -Polícia Militar…
    -Homicídio…
    -Assalto…
    -Delegacia de Polícia…

    Três décadas atrás, se você nunca fosse na ZBM ou evitasse entrar em algum Beco do Mijo para comprar droga, não precisava se preocupar com a própria segurança.
    -Isso é assunto de pobre, de morador da periferia e de telespectador do programa Aqui, Agora! Gente chique não se interessa por esse tipo de conversa, nem se preocupa com os filhos ao saírem de casa, pois eles só frequentam lugar com gente bonita!

    -Mas o tempo passou e o Brasil piorou! Em nome da igualdade social deram asas para as cobras, que, quando eram novas e pequenas, se contentavam em “bater” a carteira de velhos aposentados nas praças centrais das cidades. Agora, já serpentes velhas e poderosas, arrancam as pessoas da cama, queimam, matam, trucidam e estupram… impunemente, já quem têm mais proteção e simpatia das autoridades dos que as suas vítimas.
    Mas o mundo dá voltas!
    Numa hora dessas, como nunca ficam presas mesmo, algumas dessas víboras hão de encontrar algum parente dos seus defensores, em algum estacionamento, na saída de algum banco, em algum semáforo, entrando na garagem de casa…

    Aí verão como é desagradável discutir sociologia na frente do cano de um revólver ou no enterro de um filho!

      • Caro Virgilio,

        O problema chama-se IMPUNIDADE. Vale a pena ser bandido no Brasil.
        BANDIDO RICO
        ou
        BANDIDO POBRE
        Na década de 60 e 70, quando muitos miseráveis saiam do nordeste para os grandes centros urbanos, a violência não existia – quando comparado com os dias de hoje. E olha que naquele tempo a miséria e a desigualdade social eram bem maiores!!!

        Hoje rouba o rico e rouba o pobre… todos sabendo que TUDO o que fizerem dará em NADA.

        • Amigo, andei mais de 7.000 quilômetros no sertão nordestino a trabalho ( bico ) há mais de 6 meses disse que a situação era explosiva. O RN é a prova disso, as vezes parece que o Brasil se resume ao sudeste….
          Já passei por quase tudo na vida, mas nunca vivi uma situação como essa!
          Muitos podem não gostar da realidade que escrevo.

  3. Francisco Vieira Brasilia – DF . Continuando aqui.
    Numa dessas viagens conheci a ‘sitio’ de um “coronel’ político que tinha a sua casa ‘aliviada’ do calor, pois o teto era irrigado com verbas da Sudene…
    Sei lá se Deus está certo ou errado ao proibir porte de arma, senão, como se diz, teria cortado o safado ‘na boca da quadrada’ !
    ]

  4. Francisco Vieira Brasilia – DF
    Desculpe se fui meio rude, mas as minhas mãos não tocaram apenas os ‘ anos dourados’ do Jobim . Já tocaram em ‘caixão’ de criança de 3 meses, feito de papelão recoberto com papel branco…

    • É verdade, Virgilio.
      O Brasil dissolveu -se em sangue. Vi um artigo que dizia que tudo começou em 1988 com a tal “Constituição Cidadã…
      Um amigo meu, quando andava no Pará, recebeu a oferta de uma mãe: A própria filha, ainda criança, na esperança de que, saindo do meio do mato de uma região abandonada pelo Estado, tivesse algum futuro…
      Abraços.

      • Mas…
        Esqueça tudo, pois ainda poderemos ser MELHORES do que a ALEMANHA!!!
        Ontem fui cortar o cabelo e o barbeiro estava empolgadíssimo com a possibilidade!!!

  5. Sr. Puggina, basta ver o porre ideológico do Estado de São Paulo, desgovernado e destrúido pela mesma Quadrilha há mais de 30 anos.
    O texto veio em boa hora, pois está semana foi de terror e apavorou toda a população da cidade de Santo André, Grande São Paulo, situada na divisa da Zona Leste de SP. (ABCD).
    Mais dois ataques da Organização Criminosa Que Não Pode Citar as Três Letrinhas, os jornalistas amestrados tem medo de ser demitidos pelos Barões da Mídia.
    Segunda-feira numa fuga, ladrões roubaram uma Viatura da Policia Militar, os policiais que estavam dentro, um deles Major, tiveram que correr para não ser mortos, uma Suprema Humilhãção a Policia e aos que comandam o Estado., depois explodiram a viatura deixando-a em Cinzas.
    Este fato a Midia-Chapa-Branca Franco-Tucaviar noticiou sem muito alarde, para não deixar triste o Desgovernador.
    Quarta-Feira, foi pior, a Organização Criminosa deixou o Estado na mesma posição que o Napoleão perdeu a Guerra.
    Mais um ataque a Empresa de Valores na Cidade de Santo André, ás 3 horas de Madrugada
    A população que estava dormindo, acordou com explosões, e milhões de tiros que a Quadrilha de mais 30 bandidos aterrorizaram as ruas da cidade, com um rastro de destruição, vários caminhões e carros explodidos no meio das ruas., uma devastação.
    Como não podiam esconder o fato, pois foi gravado por alguns moradores ao redor,, a Mídia Chapa-Branca Tucaviar limitou-se a dizer “O Crime Tomou Conta”, ouvi de um jornalista-amestrado com aquele carinha de preocupado para não ser demitido.
    Nem um comentário de cobrança ao Governador e seu Escondido Secretáario da Violência Pública
    Alías, os jornalistas nem dizem o nome do Governador, ainda mais nestes tempos de eleições para não queimar o Partideco Amigo dos Barões da Mídia.
    Um dos seus ex-Secretários da (IN)Segurança Pública cheou a dizer que a Organização não existia mais com apoio do governador.
    Nas raríssimas aparições públicas fora do Bunker Mídiatico (Palácio dos Bandeirantes)., tenta dizer que o Estado é Vítima dessas ações e passar o problema sempre para os outros, como no caso as Empresas de Valores..,
    E o povo.
    Ah, o povo é apenas um detalhe…

    A propósito Sr. Puggina, veja um dos vídeos do ataque a Santo André. não pense que é o Afeganistão, Iraque, Líbia, Síria, é aqui mesmo em São Paulo, com esse porre de ideologia do Partideco que se diz Guardiões da Ética….

    https://www.youtube.com/watch?v=9Q89ZoOLq3s

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *