Fabrcio Queiroz agora vive no Morumbi e faz tratamento de cncer no Einstein, revela Veja

Paradeiro do policial militar h meses era desconhecido

Deu no O Globo

Sem dar sinais de seu paradeiro desde o dia 12 de janeiro, quando postou um vdeo na internet aps uma cirurgia, Fabrcio Queiroz foi visto na ltima segunda-feira, dia 26, na recepo do Centro de Oncologia e Hematologia do Hospital Albert Einstein , onde so marcados procedimentos como quimioterapia e radioterapia. De acordo com a revista “Veja”, o ex-assessor do senador Flvio Bolsonaro (PSL-RJ) mora hoje no Morumbi, na Zona Sul de So Paulo, para facilitar os deslocamentos para o hospital, onde segue o tratamento contra um cncer de clon. Alvo de polmica aps o Coaf identificar movimentaes financeiras suspeitas de funcionrios da Assembleia Legislativa do Estado do Rio (Alerj), Queiroz, at ento, tinha seu paradeiro desconhecido.

Segundo a publicao, citando uma pessoa prxima a Queiroz, a cirurgia no resolveu seu problema de sade e a doena foi agravada. A reportagem flagrou o amigo da famlia Bolsonaro chegando ao hospital, se dirigindo ao setor de marcao de consultas e exames, e tomando caf no final da tarde no centro de oncologia do Einstein. Nas fotos, Queiroz aparece mais magro. Em maio, O Globo mostrou que o ex-motorista do senador Flvio pagou em espcie R$ 64,58 mil por uma cirurgia no mesmo hospital . Queiroz foi internado na unidade em janeiro para a retirada do tumor. O pagamento foi feito em 14 de fevereiro. Desde que o assessor de Flvio recebeu alta do hospital, nunca se soube o valor das despesas pagas pelo procedimento mdico.

“BAQUEADO” – “Veja”, um de seus amigos, o deputado estadual Rodrigo Amorim (PSL-RJ), afirmou ter trocado mensagens com Queiroz h alguns meses. Ele escreveu que ainda estava baqueado, conta. No fim de 2018, o Coaf apontou movimentao atpica de R$ 1,2 milho, em 2016 e 2017, nas contas de Fabrcio Queiroz, ex-assessor de Flvio. Oito assessores do ex-deputado estadual transferiram recursos a Queiroz em datas prximas ao pagamento de servidores da Alerj. Apesar das investigaes que miram negcios suspeitos feitos por Queiroz, ele no era procurado pelas autoridades. Depois que veio tona a informao de que o Coaf apontou movimentaes financeiras suspeitas de R$ 1,2 milho pelo ex-assessor de Flvio Bolsonaro, revelada pelo jornal O Estado de S. Paulo, Queiroz deu entrevista para o SBT, na qual afirmou que tais movimentos eram “fruto da compra e venda de veculos usados”.

Na entrevista, que aconteceu em So Paulo dias antes de ser operado no Albert Einstein, Queiroz se definiu como “um cara de negcios e que comprava e revendia carros. O Coaf afirmou em relatrio que tais transaes eram incompatveis com o patrimnio, a atividade econmica ou ocupao profissional e a capacidade financeira de Queiroz, que foi assessor do gabinete de Flvio at outubro de 2018, com salrio de R$ 8.517. Uma das transaes listadas um cheque de R$ 24 mil destinado primeira-dama, Michelle Bolsonaro, mulher de Jair Bolsonaro. Flvio Bolsonaro o filho mais velho do presidente eleito.

TRANSAES MILIONRIAS - – Em nota, na poca, o Ministrio Pblico Federal (MPF) informou que o relatrio do Coaf fazia parte da investigao, mas no citava o nome de nenhum funcionrio da Alerj que fizesse parte da lista. O relatrio, segundo o jornal, tambm cita movimentaes de dinheiro em espcie. No perodo de um ano analisado (janeiro de 2016 a janeiro de 2017), o Coaf identificou R$ 320 mil em saques feitos por Fabrcio Jos Carlos de Queiroz, dos quais R$ 159 mil foram sacados numa agncia dentro do prdio da Alerj. Ao todo, o Coaf rastreou R$ 200 milhes em transaes financeiras envolvendo 22 funcionrios da Alerj.

A anlise foi feita a pedido dos procuradores que investigam o esquema de corrupo envolvendo deputados e servidores da Assembleia. No incio de novembro, sete deputados estaduais foram presos sob suspeita de receberem propina de receberem propina de empresrios de nibus para votarem a favor de temas de interesse do setor e integrarem a base do governo de Srgio Cabral. Outros trs parlamentares que j estavam presos foram alvos de novos mandados de priso.

QUEBRA DE SIGILO – Para fundamentar um pedido de quebra de sigilo financeiro e fiscal do ex-assessor de Flvio, os promotores do Ministrio Pblico dedicaram-se nos ltimos meses a uma investigao prvia. O embasamento do pedido importante uma vez que os juzes estaduais no conhecem os detalhes da investigao.O MP s localizou no nome de Queiroz dois carros antigos. Um Ford Del Rey Belina marrom, modelo 1985-86, e um Voyage preto, modelo 2009-10. No h registro de outros automveis ou mesmo foram identificadas outras transaes.

Alm disso, em fevereiro, ao prestar esclarecimentos por escrito ao MP, Queiroz no detalhou essas supostas compras e vendas de carros e admitiu que pegava parte dos salrios de outros funcionrios do gabinete e gerenciava esses valores para supostamente contratar mais pessoas que trabalhariam fora da Assembleia Legislativa do Rio quando Flvio era deputado. No documento, Queiroz disse que “com a remunerao de apenas um assessor parlamentar conseguia designar alguns outros assessores para exercer a mesma funo, expandindo a atuao parlamentar do deputado”. Ele se comprometeu a entregar a lista desses outros funcionrios, mas no o fez at o momento.

SUSPENSO DE PROCESSOS –Em julho, o presidente do Supremo Tribunal Federal ( STF ), ministro Dias Toffoli , determinou a suspenso de todos os processos judiciais em que dados bancrios de investigados tenham sido compartilhados por rgos de controle sem autorizao prvia do Poder Judicirio, como o Coaf. A deciso foi dada em resposta a um pedido de Flvio Bolsonaro. Flvio investigado pelo Ministrio Pblico do Rio de Janeiro (MPRJ) no inqurito que apura o suposto desvio de dinheiro em seu antigo gabinete na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj).

O desvio, segundo as investigaes, ocorreria a partir da arrecadao ilcita de parte dos salrios de servidores lotados no gabinete do ento deputado estadual. Flvio Bolsonaro nega seu envolvimento no caso. A suposta arrecadao teria sido detectada em relatrios do Conselho de Administrao de Atividades Financeiras (Coaf). A defesa de Flvio argumentou ao STF que a investigao conduzida pelo MPRJ teria irregularidades porque o repasse de dados do Coaf ao MPRJ no teria sido intermediado pela Justia.

###
NOTA DA REDAO DO BLOG
A divulgao do paradeiro de Queiroz agitou as redes sociais. No Twitter, o termo acharam o Queiroz j se destaca entre os assuntos mais comentados no Brasil. Muita gente querendo saber quem est pagando a estadia no Morumbi e as consultas no Einstein. (M.C.)

24 thoughts on “Fabrcio Queiroz agora vive no Morumbi e faz tratamento de cncer no Einstein, revela Veja

  1. Indulto de Jair vai libertar agentes que atuaram em confrontos com criminosos, mas tambm milicianos e esquadres da morte.

    FSP

    A turma da arminha tem histrica relao com justiceiros e grupos de extermnios, afinal so saudosistas e defensores da “pena de morte moda brasileira” para resoluo dos conflitos polticos.

  2. Vejam a que ponto chegamos.

    Para justificar a rachadinha “era para aumentar o numero de assessores”, quando sabidamente quase nenhum deles fazia qualquer trabalho.

    Para justificar a inocncia de Flavio, ele no se envolvia quem fazia toda a contratao, diviso, multiplicao e transaes era o Queiroz.
    O cara vira senador e quer ajudar numa administrao de um pas do tamanho do Brasil e no consegue administrar um misero gabinete terceirizando totalmente para um ex policial?

    S no Brasil

    Mas fico feliz, hoje postei onde estava o Queiroz e ele apareceu
    Me senti distinguido

    claro que faltou falar sobre os depoimentos, sobre o dinheiro, sobre o sumio, sobre quem paga o Einstein (um dos melhores e mais caros hospitais do pais que tenho medo de ate passar na frente pelo custo) quem sustenta no Morumbi, quem paga um tratamento de 6 meses mas isto s intriga.

    Nao sou esquerdista,m votei em Bolsonaro e o defendo em muitas questes.

    Mas no pretendo passar por trouxa.

  3. O que se v habitualmente a luta das pequenas ambies
    (do prprio [interesse] particular) contra a
    grande ambio (que inseparvel do bem coletivo).
    ANTONIO GRAMSC

  4. Vou aproveitar o tema, que versa sobre o desaparecido Queiroz, encontrado no bairro Morumbi, SP, onde reside, e fazendo tratamento contra uma neoplasia contrada no clebre hospital Albert Einstein, e deixar algumas observaes a respeito:

    O governo de Bolsonaro est prestes a parir uma gestao de quase 9 meses testa do Brasil.
    A gravidez preocupante.
    A parturiente sofre de eclampsia, por isso suas convulses e presso alta, volta e meia.
    O beb corre risco de vida ou de nascer com alguma incapacidade fsica ou motora ou mental.
    A expectativa enorme,

    O mais grave de tudo:
    Exames mostram que sero quntuplos ou sxtuplos, e no se sabe se a parturiente suportar o trabalho de parto!
    Otimista, os nomes dos filhos j foram escolhidos:
    O que nascer primeiro ser chamado de Reforma da Previdncia;
    O segundo, de Queiroz;
    O prximo, de Desemprego;
    Caso houver uma menina, ela se chamar Amaznia;
    O quinto filho, com a me exausta e sem foras, ser conhecido como COAF;
    Por ltimo, o nome escolhido ser Embaixador!

    Cientistas, mdicos pediatras, ginecologistas, cirurgies, atestam que ou a me falece sem cri-los por completo ou, ento, um ou dois no vingaro.

    A razo dessa possvel tragdia anunciada:
    Rubola, Candidase, Herpes Genital, j diagnosticadas!

    O vrus Reformus Providencius, ainda no tem cura.
    Os mdicos no sabem o tratamento adequado aos enfermos, que podero receber medicamentos ou em subdoses ou em doses letais.
    Bolsonaro acha que dando o nome do vrus ao filho, este sobreviver.
    Resultado:
    O vrus continuar com a sua plena capacidade de virulncia contra os mais fracos, os que se alimentam, mal, no tm gua encanada, esgotos …

    A bactria Queirozrachid, tem como caractersticas dividir o organismo em vrias partes, enfraquecendo o hospedeiro, podendo, inclusive, deix-lo hospitalizado em isolamento por alguns anos.
    Bolsonaro pensa, pois um pai de santo lhe falou ao ouvido, um tal de destranca rua, que homenageando o bichinho ir neutraliz-lo.

    A febre reumtica e gravssima, se no imediatamente tratada, conhecida como Desempregus ureos.
    O paciente no come, no bebe, fica muito indisposto, no sai de casa, perde o nimo, e est sujeito s tentaes da bebida e delitos pequenos, mdios e grandes.
    Tem como principal caracterstica deixar o hospedeiro to sem foras, triste, abatido, que contagia quem com ele divide o mesmo teto ou as marquises de prdios onde consegue se instalar.

    O Mal da Amaznia tambm transmitido por um inseto, assim como o Barbeiro, na Doena de Chagas.
    Esta doena recentemente descoberta, e que h dcadas provoca a perda da flora intestinal do receptor, assim como elimina nossos agentes de defesas, os glbulos brancos, aumentando em demasia os vermelhos, ento as leucemias – este Mal ocasiona sensaes terrveis de queimaduras, de o organismo estar pegando fogo de dentro para fora!
    Normalmente quem contaminado com este Mal tem como atividade principal ser madeireiro, pois o contato to prximo com as rvores, e derrub-las para fazer as tbuas, queimando depois o que sobrou, a pessoa inexoravelmente contaminada com este Mal, que ainda um mistrio a sua origem!

    Muitos parentes criticaram o pai e a me de usarem a denominao de atividades orgnicas exageradas, apesar da sonoridade COAF,COAF, COAF -, que aponta clulas que precisam de mais condies que as outras no seu ciclo vital.
    As clulas desreguladas pelo consumo de recursos do organismo cada vez mais debilitado, cria o efeito da distoro, ou seja, enquanto umas se tornam fortes, saudveis, vigorosas, a maioria, de onde foi tirado o pouco de suas condies de reproduo ( Intrfase, Mittica e Citocinese), mais ainda enfraquece.
    Uma espcie de clulas que so mais ricas que a grande maioria das que formam o ser humano.

    Por ltimo, temos a Sndrome Nepotistae Filius, conhecida como obsesso para morar longe da sua casa.
    O hospedeiro pede que seja enviado para outro lugar, pois doente, acamado, mente embotada pelo mal que lhe aflige, o genitor que se vire em conseguir essa viagem ou, melhor, uma funo para que fique onde quer, ento a doena, a sndrome conhecida como o vrus embaixador.
    Efeitos colaterais:
    O pai no ajuda o filho quando portador dessa sndrome, pelo contrrio, aumenta mais ainda seus efeitos colaterais porque satisfez o guri.

    Logo, mais um ms, e saberemos o parto se normal ou problemtico ou, at mesmo, se prematuro.

    S no acredito que a montanha parir um rato, pois at o monte de terra contraiu Leptospirose!

  5. Muito inteligente a comparao.
    Com esse executivo, legislativo e judicirio, no vejo melhoras para essas doenas brasileiras a curto prazo e nem a mdio prazo

  6. Definitivamente a PMERJ deve ter um Plano de Sade no s de alcance nacional, mas inclusive com convnios com os melhores hospitais do Brasil, tipo o Einstein em So Paulo.

    Deve ser um conforto para todos os Praas da PMERJ saberem que eles e seus familiares podem contar com este apoio nas horas difceis.

  7. Bom , os Petistas perguntam tanto aonde est o Queirz, porque o caso dele no anda. Acharam. E o caso dele no anda porque o Ministro Petista Dias Toffoli bloqueou todos os casos que envolviam o Coaf.
    Vamos l PETEZADA gritando comigo:
    FORA TFFOLI, IMPEACHMENT J!
    A no n?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.