Fachin autoriza Moro a usar as delações recentes sobre Dilma e Lula

Resultado de imagem para edson fachin charges

Charge do Sponholz (sponholz.arq.br)

Deu no Correio Braziliense
(Agência Estado)

O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou o envio de trechos das delações de João Santana e Mônica Moura que tratam do uso de caixa 2 nas campanhas presidenciais de Luiz Inácio Lula da Silva, em 2006, e de Dilma Rousseff, em 2010 e 2014, ao juiz federal Sérgio Moro. Além da Justiça Federal no Paraná – que receberá metade -, os pedidos de investigação feitos pela Procuradoria-Geral da República serão enviados a outros quatro Estados e ao Superior Tribunal de Justiça (STJ). Alguns casos ficarão com no próprio Supremo.

Outro caso que Fachin enviou a Curitiba envolve a campanha do atual deputado federal Patrus Ananias (PT-MG) à prefeitura de Belo Horizonte em 2012, apesar de ele ter cargo com prerrogativa de foro no Supremo.

PIMENTEL – Como a campanha de Patrus também tem menções ao governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT), Fachin autorizou o envio de informações ao STJ.

Há, além de Patrus, cinco políticos com prerrogativa de foro no Supremo envolvidos em possíveis crimes, de acordo com a PGR. São os senadores Lindbergh Farias (PT-RJ), Gleisi Hoffmann (PT-PR) e Marta Suplicy (PMDB-SP) e os deputados Zeca do PT (SP) e Vander Loubet (PT-MS). No caso destes dois últimos, a PGR ainda não informou se pedirá um novo inquérito ou se acrescentará os fatos narrados e documentos em investigações que já existem contra os dois deputados.

Os indícios de pagamento ilícitos relacionados à campanha de 2008 de Gleisi à prefeitura de Curitiba, por já haver investigação semelhante, serão juntados ao inquérito específico que tramita no Supremo.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOGEm tradução simultânea, o envio das informações de Santana e Mônica à 13ª Vara Federal Criminal de Curitiba significa que a força-tarefa (Polícia Federal, Ministério Público e Receita) será acionada para investigar, e depois o juiz Sérgio Moro vai abrir novos processos contra os ex-presidentes Lula da Silva e Dilma Rousseff. Como o auditório dizia antigamente, no Programa Cesar de Alencar, “eles merecem, eles merecem!!!”.  (C.N.)

5 thoughts on “Fachin autoriza Moro a usar as delações recentes sobre Dilma e Lula

  1. Para sorte do Brasil e dos brasileiros trata-se de um presidente que é a pessoa mais honesta a nascer sobre a superfície da Terra, desde Jesus Cristo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *