Falando de mmias

Sylo Costa

Na semana passada, algum que visitasse o Brasil pela primeira vez poderia pensar ter chegado a um hospcio ou a qualquer coisa parecida, tal o disparate das notcias que circulavam na mdia: enquanto, em So Paulo, os fs do cantor Choro choravam sua morte, em Belo Horizonte, as atenes estavam voltadas para o jri do goleiro Bruno, que afirmou no ter sido o autor da morte de Eliza Samudio, uma de suas amantes, mas admitiu que poderia ter evitado o crime, porque sabia que ela seria assassinada por dois de seus capangas, Macarro e Bola. Uma testemunha afirma que os restos mortais da infeliz mulher foram jogados voracidade de alguns cachorros. Meu Deus…

No bastasse o susto causado pela renncia do papa, coisa que no acontecia h mais de 500 anos, chegou tambm a notcia da morte do ditador Hugo Chvez, da Venezuela. Desse assunto, pouco se pode saber, uma vez que Sua Excelncia morreu em segredo de Estado. Muita gente acha que ele morreu durante sua permanncia em Cuba, e, de fato, h algo estranho, pois, no lugar de uma junta mdica, como seria natural, a notcia foi dada por um militar, segundo o qual as ltimas palavras do presidente foram “no me deixem morrer”. De acordo com as primeiras notcias, Chvez teria falecido em razo de um ataque cardaco fulminante, mas, agora, fala-se que mdicos e comandantes militares teriam se reunido e autorizado o desligamento dos aparelhos que o mantinham vivo, por razes humanitrias. Mas, se ele respirava mecanicamente, havia passado por uma traqueostomia e, assim, no poderia ter falado nada.

O governante que o sucede anunciou, comovido, que o corpo do ex-presidente ser embalsamado para a posteridade. Portanto, o senhor Chvez far companhia aos mumificados Lnin, lder da revoluo russa; Ho Chi Minh, revolucionrio vietnamita; Mao Tse-Tung, lder comunista chins, e Kim Jong-il, presidente eterno da Coreia do Norte. Essa coisa, ou mania, do tempo dos faras egpcios parece que est voltando.

No sei por onde andar a mmia do fara Ramss II, simbolizado nas pirmides do Egito, que teve uma vida de opulncia, oito esposas e mais de uma centena de amantes. Se pegar essa moda de mumificar gente que pensava ser um deus, colecionava amantes e achava que podia fazer a gua correr morro acima e fogo descer morro abaixo, eu conheo um aspirante, babalorix de nove dedos, que se prepara para subir aos cus no terceiro mandato, quando ressurgir dos mortos. Mais uma vez, clamo a Deus: Senhor, tem piedade de ns e “despetifica” o Brasil.

Era minha inteno escrever sobre alguns casos escabrosos da Petrobras, como a negociata que foi a compra de 50% da Pasadena Refining System, por US$ 360 milhes, do grupo belga Astra Oil, e poder dar um prejuzo de quase US$1 bilho nossa empresa. Acabei por mudar de rumo, falando desses acontecimentos esquisitos do nosso cotidiano. Mas voltarei ao assunto.

(transcrito do jornal O Tempo)

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.