Falcatruas com a Copa de 2014 já começaram, são estarrecedoras, e ninguém se importa.

Carlos Newton

O jornalista Fernando Molica, de O Dia, publicou na quinta-feira uma importante denúncia, que merece pronta resposta da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), da prefeitura, do governo do Rio, do ministério do Esporte e da própria Fifa, mas ninguém respondeu.                 

Molica revelou que o aluguel da Marina da Glória para o sorteio das Eliminatórias da Copa de 2014 custou simplesmente R$ 3,747 milhões. O aluguel das estruturas tubulares das tendas, R$ 2, 201 milhões. A cenografia do plenário, das áreas de trabalho e do palco ficou em R$ 2,246 milhões.

Cada uma das 70 cadeiras alugadas saiu por R$ 204,28. O transporte — terrestre — dos artistas custou quase R$ 113 mil; o serviço de alimentação para camarins e equipes de palco, R$ 253,6 mil.  O pagamento de um “Diretor TV/Imprensa/Jurídico” foi de R$ 162 mil; o de uma “Diretora de Arquitetura”, em R$ 49,5 mil. Uma arquiteta júnior faturou R$ 45 mil, e o “líder dos voluntários” recebeu R$ 24 mil. Cada um dos dois produtores de acesso ao estacionamento teve direito a R$ 13 mil.

Caramba! Onde nós estamos? Ninguém diz nada, ninguém faz nada? Vai ficar tudo por isso mesmo?

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *