Familia Jerominho, acabou a bandalheira?

Eram três deles, todos “eleitos”, não pelo povo, pelo voto, pela urna, mas por causa da representatividade (Deus me perode a infamia) que as cupulas supostamente partidarias mantêm em beneficio proprio.

Dois desses Jerominhos já estavam cassados e presos. Agora, o TRE se lembrou da ultima, Carminha, cassada também. Estava na prisão, foi eleita de lá mesmo. Mas não foi cassada por isso.

Desde a Constituição de 1891, cidadãos foram eleitos estando na prisão. O mais famoso: Mauricio Lacerda, grande orador, pai de Carlos.

Torturadissimo no governo Bernardes, foi eleito e logico, solto e empossado. Da tribuna da Camara em varios pronunciamentos, emocionou o país, contando as torturas a que foi submetido no Hospital São Sebastião, ali no Mangue, onde hoje passa a Avenida Getulio Vargas. (Ditador, seja civil ou militar, não deveria dar nome a ruas ou avenidas, é um pessimo exemplo).

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *