Fifa se arrepende de ter aceitado a Copa no Brasil e pode voltar atrás

Carlos Newton

Era só o que faltava. Em entrevista divulgada pela agência alemã DPA, e reproduzida pela americana AP, nesta quarta-feira, o presidente Joseph Blatter afirmou que a entidade pode ter errado na escolha do Brasil como anfitrião da Copa do Mundo de 2014 caso as manifestações se repitam no ano que vem.

– Se isto acontecer outra vez temos de colocar em questão se fizemos a decisão errada na escolha da sede. O governo brasileiro está consciente que o Mundial não poderá ser conturbado – disse o suíço, segundo a nota divulgada pela AP à imprensa.

Em contato com a equipe do Globoesporte.com, a Fifa divulgou alterou a informação, dando uma nova versão sobre o que seria a resposta completa de Blatter sobre o tema:

– Se isto acontecer outra vez em 2014, então talvez nós tenhamos que nos questionar se tomamos a decisão errada de entregar ao Brasil o direito de ser sede. Porém, isso não acontecerá. Eu estou confiante que o Brasil vai entregar uma grande Copa do Mundo. É o lugar certo para estar. Porém, eu vou discutir esse e outros assuntos com a presidente Dilma Rousseff em setembro.

A verdade é uma só. Se as manifestações continuarem (e vão continuar), a Fifa pode cancelar a Copa no Brasil, deixando os elefantes brancos, perdão, os estádios sem a menor utilidade para o povo. Aliás, ocorrendo ou não a Copa no Brasil, nossos estádios estão destinados a se transformarem em ponto de encontro das elites, onde pobre só entra se for para trabalhar como empregado.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

18 thoughts on “Fifa se arrepende de ter aceitado a Copa no Brasil e pode voltar atrás

    • Foi sorteio protocolar, pois só havia o Brasil no pote.

      Duvido que a “Cocopa” seja cancelada, a quebra de contratos acarretaria prejuízos astronômicos e o governo já está sufocado pelas cobranças a respeito da ‘farra do boi’ que foram estas arenas. Nunca houve um cancelamento de copa tão próximo do evento, o único cancelamento – remanejamento, na verdade – foi em relação à edição de 1986 que seria realizada na Colômbia mas em 1982-83 o país declarou não ter condição de sediar o evento devido a questões econômicas e civis (cortina de fumaça, pois o que pegava mesmo era o caos gerado pela amiguinha do PT e do Foro de S. Paulo, as FARC), com isso, a FIFA trocou a sede pelo México. Mas isto foi 3 anos antes daquela Copa e não a menos de 1.

      Mercadologicamente, seria um desastre pra FIFA que há anos vê o interesse do público pela UEFA Champions League aumentar enquanto o interesse pela Copa do Mundo sofreu declínio após sua última edição.

  1. É daqui para pior, com a intensificação da crise da divida europeia somado as bolhas financeiras infladas pelo Banco central Americano, mais uma crise do crédito na China que se traduz em um “pouso forçado” da economia, o Brasil importa a crise econômica, as chamadas de margens com a regulação bancaria promovido pelos banco centrais, a falta de ouro físico nos principais mercados mundiais, desvalorização das moedas dos países emergentes somado a um crescimento pífio e uma inflação alta já são uma amostra de como a economia brasileira está frágil, imagina quando a bolha do FED estoura o que acontecerá no Brasil.

    Com deterioração da economia, sem os poderes mágicos de estímulos financeiros e fiscais, já que não surtam mais resultados com o alto endividamento da população,haverá uma ampliação dos distúrbios sociais, mais pessoas desempregadas, maior população de rua, viciados em drogas, criminalidade e claro mais manifestações !!

  2. Que nenhum país neste planeta se submeta a essas condições inescrupulosas da FIFA. Quero ver se ela não abaixa a guarda e põe o rabinho entre as pernas. Se nenhum país se dispuser a aceitar esses absurdos, onde será realizada a copa?

  3. Essas antas desqualificadas, que me perdoem o animal anta, enfiaram toneladas de bilhões de dólares nessa mérida de Copa e esqueceram de todos os problemas que estamos cercados.
    Quem mora em são Paulo sabe muito bem a canificina diária em que nossos governantes nos enfiaram
    A Segurança Pública ficou a cargo dos Bandidos que infestam esta cidade cometendo as maoires atrocidades jamais vistas em outros governos, inclusive nos tempos dos botas pretas.
    Onde querem chegar.????

  4. Por mim eles podem ir embora e realizar a copa noutro local. Aliás, se assim o fizerem os prejuízos serão menores. De quebra eles bem que podiam levar as Olimpíadas para bem longe…

  5. Por mim e por minhas galinhas podem fazer a copa longe do Brasil -, isto só dá prejú. 0 povão aqui vai gastar o que não tem. Estamos cansados de lêr nos jornais que o povo está endividado até o pescoço – mas quando o assunto é futebol – nem doente ficam. Eu como uma vassoura se por ocasião dos jogos da copa do mundo vai haver protestos. alguém procurar um hospital etc.etc. Na antiguidade o povo já pedia a Nero: – Dê-nos pão e circo. – e nada mudou – ao mesnos não no Brasil.

  6. Ora, ora, ora, senhoras e senhores, ao admitir eventual erro na escolha do Brasil para seu mega-evento, em razão das Manifestações do Multitudo, Mr. Blatter encarna bem a mentalidade dos sem-noção, típica às minorias minoritarias mínimas que somente enxergam seus próprios umbigos e ouvem seus próprios capríchos, no melhor estilo da idiotia – lembrar sempre que todo tirano é um idiota, fechado em si, privado, particular, específico, que, portanto, não vai ao com-um.

    Não enxerga os despropósitos das exigências da todo-poderosa Fifa desafiarem, flagrantemente, à soberania do país, desprezando suas leis e etc., p.ex., impondo lei especial para si, ou exigindo interdições regionais atentando contra o direito de ir e vir dos cidadãos, nossas civilizadas restrições ao álcool nos estádios, ou os privilégios equilibradores conferidos aos idosos, enfim, ignorando a miséria moral, espiritual e material deste país apropriado por maganos locais e potentados estrangeiros e estrangeirados sempre em gáudio espoliativo.

    Esquece, tal qual nossas ôtoridades, que protestos populares não são bailes de debutantes restritos a familiares – até estes estão sujeitos a uma desavença com estapeamento, que falar de aglomerações, sujeitas a infiltrações de baderneiros free lancers, ou encomentados sabe-se lá por quem, interessado em macular a soberania (é bom lembrar, e tanta coisa a lembrar, sempre, que a soberania pertence ao povo e não ao Estado!!!).

    Esquece, também, que nossas forças de segurança (segurança, sim, entretanto, do poder estatal, não da sociedade, diga-se!) são instruídas na “melhor” doutrina militarista, comprometida com alvos, missões, custe o que custar, “sem misericórdia”, “sem prisioneiros”.

    A polícia, assim, não está ali para “brincar”, ou dançar um minueto com as massas cansadas, inclusive, da habitual truculência dessa mesma polícia, mas para reprimir, valendo-se, sempre desproporcionalmente, dos recursos “não-letais” – que, porém, matam, inda que seja o moral do povo, pelo menos tentam fazê-lo, justo, que ironia, seus empregadores, o povo, quem lhes paga o salário com impostos (haja subversão! partindo de ôtoridades, e nem é por algumas terem passado de opção pela violência).

    De sorte que o risco de confronto é imenso e inerente a tais circunstâncias, até porque o cidadão não é obrigado a obedecer a ordem ilegal, a arbitrariedades, p.ex., cometidas contra seu legítimo exercício de direito de cidadania, seja numa passeata, seja num balcão qualquer desses reinois dos pigmeus movimentadores do gigante que é a burocracia, aliás, principal instrumento do despotismo esclarecido (quanto eufemismo, quanta hipocrisia!!).

    Da Srª Presidente, sim, em rasgada demonstração de grandeza e cremos que a tenha, espera-se a iniciativa não de factóides, jogadas cínicas (e não é cinismo mais médicos? se os que temos, poucos que sejam é irrelevante, não têm os meios de realizar a medicina pública – será que a vida palaciana é tão autista assim?! ou será o império, o encantamento do calculismo, pelo qual algum misto de demiurgo com mago engendra um indicador e pronto, eis o universo resumido a cifras. Quanta insensatez!!).

    Espera-se, dela, sim, promover o cancelamento da Copa, pois o povo quer hospitais, escolas, transportes, segurança, bem-estar, e, também, festa, mas já basta o carnaval e outras tradicionais.

    Afinal, Srª Presidente, errar é humano, permanecer no erro, no entanto, desafia a inteligência ou a ética! A grandeza não está no acerto, mas no reconhecimento e correção do erro.

    Saudações envergonhadas, porém, sempre libertárias e patrióticas.

  7. Com ou sem copa, que o povo não volte a dormir, deitado eternamente em berço esplêndido, enquanto os pilantras pintam e bordam à vontade, feitos pinto no lixo!! quem é esse senhor? vive na Europa, não tem nenhuma autoridade para falar do que é o Brasil, por favor…Já não bastam os caras de pau daqui? Estão querendo enganar a quem? menosprezando a nossa capacidade de raciocinar? de discernir? Será a verdadeira arrumação “prá inglês ver”, arruma-se em volta dos estádios, em uma área até onde o turista pode ir, e o resto continua tudo como dantes: o povo pastando os restos, morando mal, escolas medíocres, hospitais matadouros, violência desmedida e selvagem, vivendo uma pífia qualidade de vida e fingindo que é feliz…Ora, ME POUPE!

  8. 8-oito = A Inglaterra já se pronunciou Joseph Blatter, e vocês da FIFA tem ” fair play ” aos montes, pegue os panos de ” bunda ” e monte o circo lá! Sairá menos penoso ” a todos ” se ganhará com a quebra de contrato, ainda farão seu show circense bem longe daqui. O GIGANTE ACORDOU!

    80- oitenta = A copa acontecendo na ” força bruta ” o gasto com todo aparato de segurança sairá tremendamente oneroso para o Cidadão Brasileiro, que sem transporte, saúde, educação, infraestrutura e sem a própria segurança será crucificado duas vezes nesse descalabro imoral superfaturado com gastos inglórios, os ganhos pervertidos da lambança sairá para alguns inescrupulosos de dentro e fora da Nação “fúteis impatriotas que visam o próprio transtorno bipolar do egocentrismo “, escarnecerá de toda uma Nação nesse período, que sem retorno para um País carente de Ética e Probidade administrativa padecerá mais ainda pelo que foi arrancado dos COFRES PÚBLICOS, sem destinação ÚTIL para a sociedade DO BRASIL! O Nação estará nas ruas irreversivelmente com desfechos imprevisíveis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *