Filho de Lula defende o pai na internet e culpa a imprensa

Fábio Luís, o “Fenômeno” empresarial, está revoltado…

Deu na Folha

Fábio Luís Lula da Silva, filho mais velho do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, defendeu o pai e criticou a cobertura da imprensa e as investigações que envolvem a família em diversas postagens feitas no Facebook.

Neste sábado (30), vários “posts” foram compartilhados pelo filho do petista, com títulos como “Processo espetáculo é uma forma de corrução”, “Barco de R$ 4 mil é o novo ‘crime’ de Lula” e “O ‘tríplex do Lula’ versus a casa dos Marinhos numa ilha”.

Na página de Fábio Luís, ele também compartilhou postagem de um internauta identificado como Gerson Carneiro que diz “O montante desviado pela máfia tucana da merenda é da ordem de R$ 200 milhões. Mas a Folha de São Paulo tenta a sorte denunciando barco do Lula comprado, com nota fiscal, por R$ 4 mil”.

Foi uma referência às investigações sobre máfia acusada de vender produtos agrícolas superfaturados destinados à merenda e corromper agentes públicos em São Paulo.

COMPRA E VENDA

Na sexta-feira (29), o filho do ex-presidente havia compartilhado uma imagem, postada originalmente por uma usuária identificada como Aninha Ornellas, em que ela cita outros casos de compras e vendas de imóveis supostamente suspeitas. O post original diz “Gostaria de saber que metodologia a PF usa para fazer suas investigações de imóveis suspeitos”.

A imagem lista seis casos. “Patrícia Poeta, 38, jornalista. Comprou apartamento na Vieira Souto, Rio, por R$ 23 milhões. Aécio Neves, 56, político. Tem apt no Rio de janeiro de R$ 6,5 milhões (declarado com valor 60 vezes abaixo do seu preço de mercado. Álvaro Dias, 71 anos, político. Vendeu 5 casas em Brasília por R$ 16 milhões (inclusive foi objeto da briga judicial entre ele e a filha). Joaquim Barbosa, 58 anos, advogado e ex-ministro do STF. Comprou apartamento em Miami por US$ 1 milhão em nome de uma empresa de fachada com seu endereço funcional na época. FHC, 67 anos, professor aposentado aos 37 anos e ex-presidente. Comprou de um trensaleiro de SP um apartamento em Paris, na av. Foch, avaliado em R$ 11 milhões. Lula, 65 anos, metalúrgico e ex-presidente. Desistiu de um apartamento no Guarujá avaliado em R$ 1,5 milhão.” Tirando o caso de Lula, nenhum dos demais citados nas postagens pela usuária está sob investigação da Polícia Federal. A imagem ilustrada conclui: “Por que apenas Lula é alvo da imprensa e da Lava Jato?”.

Também na sexta-feira (29), Fábio Luís compartilhou um post da senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR), com um tuíte do senador Roberto Requião (PMDB-PR) que, de acordo com ela, “resume a indignação que todos nós estamos sentindo pela perseguição descarada, sistemática, odiosa que estão fazendo contra Lula.”

Requião diz: ” A OAS teria assumido um edifício inteiro da Bancoop só para dar um apartamentinho de uma milha ao Lula. Ora, vão se lixar nas ostras!”.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOGFábio Luís é o Lulinha, filho mais velho, que o pai considera um fenômeno no mundo dos negócios. Antes de ser tornar empresário, trabalhava cuidando de animais no Zoo paulistano. Foi de zero ao milhão numa velocidade impressionante. Realmente, Lula tem razão. O filho precisa ser considerado um fenômeno. (C.N.)

15 thoughts on “Filho de Lula defende o pai na internet e culpa a imprensa

  1. Licença: Li hoje na “Tribuna da Imprensa on Line”: na Holanda, o governo aprovou que aulas de autoescola podem ser pagas com sexo, desde que sejam maiores de idade em comum acordo. Já pensou se a moda pega no Brasil, nesses tempos de desemprego …

  2. Pensa ser esperto, colocando o preço do barco como medida da corrupção. O barco interessa aos investigadores apenas porque liga a família ao sítio, cuja reforma foi paga pela construtora por mais, muuuuuito mais, do que os 4.000 reais que custou o barco.

  3. CAIXA 2 DE GLEISE TERIA VINDO DOS CORREIOS – 600 MIL REAIS PARA COORDENADOR DE CAMPANHA.
    O ex-vereador do PT Alexandre Romano, o Chambinho, preso na Lava-Jato, explicou ao Ministério Público Federal como foi irrigado o caixa 2 na campanha de Gleisi Hoffmann. Em sua delação, disse que uma de suas prestadoras de serviço obteve um contrato com os Correios.
    Posteriormente, a empresa firmou contrato fictício com um advogado que repassou 600 mil reais para Leones Dall’Agnol, ex-chefe de gabinete da senadora e do marido, Paulo Bernardo.
    Publicidade
    Dall’Agnol também foi coordenador de campanha de Gleisi ao governo do Paraná em 2014.

    http://veja.abril.com.br/blog/radar-on-line/governo/caixa-dois-de-gleisi-teria-vindo-pelo-correio/

  4. Na sua coluna de O Globo , Lauro jardim nos conta que “depois de quase cinquenta dias, Rodrigo Janot assinou, enfim, o acordo de delação premiada da Andrade Gutierrez. Ou mais precisamente dos onze executivos do grupo”.
    Ficamos sabendo que os os caras acusam Dilma Rousseff, através de seus arrecadadores de campanha Edinho Silva e Giles Azevedo. Não foram esquecidos Sérgio Cabral, Edison Lobão, Jader Barbalho e Eduardo Braga .
    Porém, a Veja foi mais prolixa quanto ao tema…
    http://veja.abril.com.br/noticia/brasil/presidente-da-andrade-gutierrez-negocia-delacao-e-pode-entregar-segredos-de-lulinha
    Segundo a revista , Azevedo “dirá que a antiga Telemar, que foi rebatizada de Oi, comprou cerca de 30% da Gamecorp, por 5 milhões de reais, em 2005, a pedido de Lula. Naquela época, o presidente sabia que o banqueiro Daniel Dantas apresentara uma oferta para se tornar sócio da Gamecorp. Como queria Dantas longe de seu filho e de seu governo, o petista, segundo Azevedo, pediu aos donos da Telemar/Oi, entre eles a Andrade Gutierrez, que apresentassem uma oferta agressiva de compra dos papéis da empresa de seu primogênito. Assim foi feito. Três anos depois dessa transação, o governo Lula mudou a legislação para permitir que a Telemar/Oi se fundisse com a Brasil Telecom, sob o pretexto de criar um gigante brasileiro no setor de telecomunicações. Azevedo confidenciou a advogados e executivos que, após essa segunda transação, viabilizada graças à mudança da legislação feita sob medida por Lula, sócios da Gamecorp e integrantes do governo começaram a exigir mais ajuda financeira da Andrade Gutierrez. Pressionada, a empreiteira, por meio da Oi, passou a contratar periodicamente serviços da própria Gamecorp. Serviços que, conforme Azevedo, não eram necessários.
    Assim, estabeleceu-se um canal permanente de repasse de dinheiro para Fábio Luís e seus sócios – entre eles, Fernando Bittar e Jonas Suassuna, proprietários formais do sítio em Atibaia que é usado como refúgio por Lula e que, tal qual o tríplex no Guarujá, teve parte de sua reforma paga pela OAS. A assessoria de imprensa da Oi confirmou que a empresa contrata regularmente serviços da Gamecorp, mas se recusou a fornecer os valores dos contratos”

  5. #AlgemasNeles
    ESTÚPIDO! NÃO É O VALOR DO BARCO. E SIM, O BARCO É A PROVA DEFINITIVA DO CRIME.
    Marisa Letícia, mulher de Luiz Inácio Lula da Silva, adquiriu um barco e mandou entregá-lo em um sítio na cidade de Atibaia (SP) que é frequentado pela família do ex-presidente. O negócio, comprovado por nota fiscal obtida pela reportagem, demonstra a relação próxima de Lula com a propriedade.
    O negócio foi concretizado em 27 de setembro de 2013 pelo preço de R$ 4.126,00 (cerca de R$ 5.000, em valores atualizados), de acordo com o documento fiscal. A propriedade rural, no interior paulista, tem 173 mil metros quadrados. Seus donos são Fernando Bittar e Jonas Leite Suassuna Filho, sócios de Fábio Luís, filho do ex-presidente. Fernando é filho de Jacó Bittar, fundador do PT e um dos melhores amigos de Lula. A nota fiscal foi fornecida à Folha pela fabricante do barco, a empresa Alumax, do grupo Levefort. http://coturnonoturno.blogspot.com.br/2016/01/aparece-prova-definitiva-marisa-leticia.html

  6. “O montante desviado pela máfia tucana da merenda é da ordem de R$ 200 milhões. Mas a Folha de São Paulo tenta a sorte denunciando barco do Lula comprado, com nota fiscal, por R$ 4 mil”.

    Sr. Newton, aproveitando essa corrupção sem freio, a que pónto chegaram a Quadrilha do Efeagacê akclmintira, não escapa nem a Merenda das crianças……
    E olhe queo tal francês de penas de faísão é o combativo Promotor que queria acabar com as Torcidas Organizadas de São Paulo,
    Mas ao se deliciar no Poder da Máfia Tucanostra não sobra angú……..
    Será que abriu contas na Suiça.;????
    eh!eh!eh
    VIVE LA FRANCE.1!!!!

  7. Sabe que o maria louca tem razão. É muita perseguição, perseguem o marcola, o fernadinho beira mar, já
    perseguiram o cara de cavalo, o bandido da luz vermelha e por ai afora.
    Com essa mania de perseguição, estão super lotando os presídios. Perseguem os socialistas, que não se conformam com atual distribuição de renda e fazem a sua particular, só que para isso vão de arma em punho,
    São os excluídos, coitados, presos só por por fazer distribuição de renda na marra.
    Agora chegou a vez dos políticos, os iguais se defendem, o pimpolho do lula, deveria aproveitar internet e ensinar aos pobres deste pais, como se vai de biólogo de zoológico a milionário em 8 anos, mesmo que todos
    saibam que o fato do seu papai ter sido presidente da república em nada contribuiu.
    Sobre a tal merenda escolar de São Paulo, o desejo é o mesmo, apurar tudo.

  8. Não sou partidário, portanto político para mim é tratado como tal, independente de sigla de partido. Costumo dizer que “apontem-me um político 100% honesto, que apontar-lhes-ei um mentiroso”. Ma o que está em pauta não são os fatos em sí, mas o arcabouço de corrupções, desvios, tráfico de influência, prevaricações, mentiras deslavadas, engôdos, malversação de dinheiro público nunca jamais vistos em governo algum do passado. Fossem esses fatos registrados em qualquer País asiático, seus protagonistas teriam sido todos fuzilados e/ou decapitados. Não precisa ser “jihadista” para isso. A disseminação de mordomias à todos os Poderes, criou um “Staff” nababesco de Ministérios com metástase até o 5º escalão hierárquico. A única forma de acabar com esse “trem da alegria” seriam reformas totais no Executivo, Legislativo e Judiciário, que não aceitariam passivamente. Portanto somente a volta do regime ditatorial, através das FFAA’s e com o concomitante fechamento do Congresso Nacional, poder-se-á implementá-las.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *