Filiao de integrantes do MBL ao Podemos amplia palanque a Moro em So Paulo

O presidencivel Sergio Moro com integrantes do MBL durante congresso do grupo

Moro com integrantes do MBL no congresso do movimento

Carolina Linhares
Folha

A filiao de membros do MBL (Movimento Brasil Livre) ao Podemos, prevista para esta quarta-feira (26), garante ao presidencivel da legenda, o ex-juiz da Lava Jato e ex-ministro Sergio Moro, um palanque pronto em So Paulo, estado estratgico na corrida eleitoral deste ano.

Surgido nas manifestaes pelo impeachment de Dilma Rousseff (PT) em 2014, o MBL tem projeto poltico prprio, participar de sua terceira eleio e j planejava lanar o deputado estadual Arthur do Val (Patriota), o youtuber Mame Falei, para o Governo de So Paulo em 2022.

MOMENTO OPORTUNO – O grupo agora se associa campanha de Moro e do Podemos no momento em que o ex-juiz se diz vtima de perseguio pelas tentativas de investigar seus ganhos na iniciativa privada.

O TCU (Tribunal de Contas da Unio) analisa se atos de Moro como juiz fragilizaram a situao econmica de empreiteiras considerando que, alguns anos depois, ele foi contratado pela empresa Alvarez & Marsal, responsvel pela recuperao judicial da maioria delas. O PT estuda propor uma CPI sobre o caso.

Arthur afirma que a CPI “tem claro objetivo poltico”. “Se eu fosse Moro, eu seria entusiasta dessa CPI. Vamos mostrar para todo mundo o que est acontecendo, a fica claro e escancarado quem est falando besteira.”

LIGAO ESPONTNEA – O evento de filiao ser presencial, em um teatro na capital paulista, com a presena do ex-juiz, da presidente do partido, deputada federal Renata Abreu (SP), e do senador Alvaro Dias (Podemos-PR).

Segundo Arthur, a aproximao com Moro foi espontnea, teve incio no ano passado, no processo de convenc-lo a ser candidato, e resultou na filiao. “Foi um pedido do Moro, ele que pediu pra gente estar junto no Podemos”, diz o deputado estadual Folha.

Para o Podemos, que definiu So Paulo como um estado prioritrio na campanha de Moro, o MBL trouxe um palanque montado de candidatos ao governo, ao Senado, Cmara e Assembleia algo importante para o ex-juiz, considerando que os demais presidenciveis tambm tero representantes paulistas.

LIBERDADE DE AO – Da parte do MBL, que j se abrigou no DEM e no Patriota anteriormente, o Podemos visto como um partido mais estruturado, com mais tempo de TV, por exemplo, e que se comprometeu a dar total liberdade para que o grupo aja de maneira independente no seja obrigado a seguir orientaes da sigla em votaes, por exemplo.

Nas eleies municipais de 2020, o grupo lanou seus candidatos pelo Patriota e, para isso, negociou o controle total do diretrio municipal do partido, o que no deve ocorrer com o Podemos. Arthur do Val foi candidato a prefeito de So Paulo e terminou em quinto lugar, com 9,78% dos votos.

Segundo Arthur, a migrao necessria porque o Patriota no se comprometeu a apoiar Moro, mas o deputado afirma que sua sada foi amigvel e sem brigas.

SEM FUNDO ELEITORAL – Uma vez filiados ao Podemos, os membros do MBL prometem seguir com a prtica de no usar o fundo eleitoral para financiar suas campanhas, o que elimina um motivo de atrito interno nos partidos.

Alm de Arthur como postulante ao Palcio dos Bandeirantes, o grupo quer lanar o deputado estadual Heni Ozi Cukier (Novo) como candidato a senador na mesma chapa. Heni deve migrar para o Podemos na janela partidria, entre maro e abril.

O MBL tambm planeja ter trs candidatos a deputado federal no estado Kim Kataguiri (DEM-SP), que concorrer reeleio; o vereador Rubinho Nunes (PSL) e a ativista Adelaide Oliveira. O grupo tem outros seis nomes indicados para concorrer a deputado estadual. A maior parte dos pr-candidatos ser filiada no evento desta quarta-feira.

###
NOTA DA REDAO DO BLOGO apoio do MBL um importante sinal de fortalecimento da candidatura de Moro, que vai ganhando viabilidade. (C.N.)

14 thoughts on “Filiao de integrantes do MBL ao Podemos amplia palanque a Moro em So Paulo

  1. Olha isso, um saco de gatos, como se pode criar coeso com uma anomalia dessas. No h, seno, um partido de aluguel, com gente que acima de tudo tem suas prprias bandeiras e uma moral seletiva. Isso anarquia, bem ao gosto dessa turminha ultraliberal, anarcocapitalista de carteirinha mas que se d muito bem com a estrutura do sistema financeiro. Mais um que ajuda a polarizar sem debater. Quando essa turma entra, j chega dizendo que do outro lado s tem ladro e corrupto. isso que uma proposta ao pragmatismo do Lula? Fala srio…

    • A pretendida CPI contra o Moro pode ser tima para ele, os que no o conhecem de fato tero a oportunidade de faz-lo. E os que o odeiam a chance de desancarem-lhe o pau. Esta CPI tem tudo para acabar como a da Covid, no apurou nada, como toda CPI.

  2. A extrema direita do Mbl ontem apoiou Bolsonaro hoje o extrema direita Moro.Lamentavel ver um jornalista como o Carlos Newton que trabalhou com renomados jornalistas e se considera marxista em 2018 apoiou o Bolsonaro e hoje o Sergio Moro. Triste fim de carreira.

  3. MBL no enche nem uma Kombi.

    s ver o fracasso que foi as manifestaes que eles organizaram ano passado em So Paulo.

    E como curioso ver esse fracassado do Nando Moura apoiando tudo isso!

    Curioso que essa gente no engana mais ningum que eles querem literalmente entregar o Brasil para os interesses norte-americanos!

Deixe um comentário para Espectro Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.