Flávio Bolsonaro recusa-se a depor e quer uma cópia do inquérito sobre Queiroz

Deu no Estadão

Ao justificar sua ausência em depoimento previsto para esta quinta-feira, dia 10, o senador Flávio Bolsonaro afirmou que pediu ao Ministério Público Estadual do Rio de Janeiro uma cópia do inquérito que investiga seu ex-assessor, Fabrício Queiroz. A declaração foi publicada por meio de sua conta pessoal no Facebook.

O parlamentar afirma não ter tido acesso aos autos, e que foi notificado do convite da Promotoria do Rio no dia 7. “No intuito de melhor ajudar a esclarecer os fatos, pedi agora uma cópia do mesmo para que eu tome ciência de seu inteiro teor”.

COMPROMISSO – “Ato contínuo, comprometo-me a agendar dia e horário para apresentar os esclarecimentos, devidamente fundamentados, ao MP/RJ para que não restem dúvidas sobre minha conduta”, afirmou.

O senador ainda disse que ‘não pode ser responsabilizado por atos de terceiros, como parte da grande mídia tenta, a todo custo, induzir a opinião pública’.

A investigação mira movimentação atípica de R$ 1,2 milhão atribuída pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (COAF) ao ex-assessor do parlamentar quando ele ainda ocupava cargo na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro. O documento foi anexado pelo Ministério Público Federal à investigação que deu origem à Operação Furna da Onça, realizada no mês passado e que levou à prisão dez deputados estaduais da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj).

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
Flávio Bolsonaro tentará embromar o Ministério Público enquanto puder, mas a investigação vai prosseguir. O sigilo da família Queiroz vai ser quebrado e o problema vai se agravar, mas o senador Flávio Bolsonaro só poderá ser processado no Supremo, devido ao foro privilegiado. Como o STF dificilmente condena algum parlamentar, especialmente filho de presidente, ele terá oito anos de perdão, pelo menos. Durante todo esse tempo, vai culpar a imprensa e se dizer perseguido político, igual a Lula e ao filho do general Mourão. (C.N.)

11 thoughts on “Flávio Bolsonaro recusa-se a depor e quer uma cópia do inquérito sobre Queiroz

  1. 23:59 —-> É a NOVA ERA, porrraaaaa !!!

    ————————————————————-

    00:00 —-> Mas TODO MUNDO pratica caixinha de gabinete, porraaaaa !!!

    (Escrito em MODO BOLSONETE HISTÉRICA / VOLÚVEL / PELANCUDA

    • Correto; era uma caixinha; deputados já foram cassados por isto; dão o CC, e quem foi obsequiado com o mesmo, fica na obrigação de devolver parte do salário; Queiroz era o encarregado da arrecadação; o resto e conversa mole.

  2. Caos e corrupção tomam conta do governo Bolsonaro .
    Saiu a quadrilha do PT e entrou a quadrilha dos militares e evangélicos.
    Hoje dificilmente Bolsonaro seria eleito.
    O Brasil está completamente quebrado, afundando na roubalheira e a situação ainda vai piorar muito mais.
    Daqui pra frente vai ser crise todo dia.

  3. Qual o crime o queiroz cometeu?

    Qual crime a família de queiroz cometeu? O sigilo da conta de queiroz já foi quebrado; a imprensa mostrou o valores e dias dos saques.

    O que tem contra a familia de queiroz que autorize a quebra de sigilo bancário?

  4. Proposta: A Procuradoria convidar para esclarecimentos todos os deputados cujos assessores tiveram movimentações atipicas. Assim faria justiça de verdade. Sei que a movimentação atípica em pauta há semanas não é , nem de longe, a maior que o COAF identificou. Que sejam apontados pela mídia TODOS os suspeitos desta malandragem conhecida desde sempre. Não tenhamos qualquer bandido de estimação.

  5. Tem que tirar o Mourinho do BB, a teta é do sindicato. Assim não dá, assim não pode. Quem vai financiar os vermelhos? Eles gostam de coisa boa, como whisky de 18 anos.

  6. Presidente dê um puxão de orelha em seu filho e mande-o depor. Presidente não tem parentes nem amigos durante o mandato, este é o ônus. Se realmente são seus amigos não deveriam coloca-lo numa “saia justa” desnecessária. Que saudade do Itamar!

  7. A questão é que quando empossado Senador o caso vai para a PGR/MPU saindo das mãos do MPRJ.

    E a verdade seja dita. O MPRJ do Rio está cozinhando o inquérito. Não está fazendo esforço algum, como não fez para desbaratar a quadrilha montada por Cabral, Picciani e outros no Estado do RJ.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *