Flávio e Queiroz são denunciados e passarão a ser réus por peculato, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

Flávio Bolsonaro, Queiroz e a metamorfose | BLOG DO AMARILDO . CHARGE CARICATURA

Charge do Amarildo (Arquivo Google)

Juliana Dal Piva, Bela Megale e Chico Otávio
O Globo

A partir dos dados das quebras de sigilo bancário e fiscal, o Ministério Público do Rio (MP-RJ) aponta que o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) usou, pelo menos, R$ 2,7 milhões em dinheiro vivo do esquema da rachadinhas. Os valores somam os três métodos pelo qual o filho do presidente Jair Bolsonaro “lavou” o dinheiro em espécie.

O senador e o ex-assessor Fabrício Queiroz foram denunciados nesta segunda-feira por peculato, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

“RECURSOS ILÍCITOS” – De acordo com os dados da investigação, foi verificado que a loja de chocolates da qual Flávio é sócio recebeu R$ 1,6 milhão em espécie e de “recursos ilícitos inseridos artificialmente no patrimônio da empresa”.

Além disso, outros R$ 261,6 mil foram usados para pagamentos que cobriram despesas do então deputado estadual e de sua mulher, Fernanda Bolsonaro. Já o dinheiro em espécie usado nas transações imobiliárias dá um total de, pelo menos, R$ 892,6 mil.

Nas transações imobiliárias, o MP-RJ descobriu que o casal Flávio e Fernanda Bolsonaro declarou em cartório ter pago R$ 310 mil por dois apartamentos em Copacabana, em 2012. No entanto, o procurador dos proprietários, Glenn Dillard, depositou no mesmo dia da venda outros R$ 638,4 mil em dinheiro vivo na própria conta.

12 SALAS COMERCIAIS – Flávio admitiu ainda, em depoimento aos promotores, que pagou R$ 86,7 mil com dinheiro em espécie, para duas construtoras durante a aquisição de 12 salas comerciais na Barra da Tijuca, em 2008.

Já na compra de um apartamento em Laranjeiras, em 2011, o Ministério Público aponta duas situações de lavagem de dinheiro. Uma delas é um depósito de R$ 25 mil feito pelo ex-assessor Fabrício Queiroz no dia 15 de agosto de 2011 na conta de Fernanda Bolsonaro para ajudar a bancar a entrada de R$ 110,5 mil do apartamento.

Um boleto de R$ 16,5 mil, das parcelas do financiamento do imóvel, foi quitado pelo PM Diego Ambrósio, que disse ter sido ressarcido em dinheiro vivo por Flávio. No período da venda desse imóvel, em 2017, o Coaf detectou 48 depósitos de R$ 2 mil. Flávio recebeu R$ 100 mil em dinheiro vivo, mas o vendedor alega que nunca fez pagamento de R$ 2 mil e que foram valores superiores a R$ 10 mil.

DESPESAS PESSOAIS – Flávio comprou ainda um outro apartamento em 2014, na Barra da Tijuca, e pagou R$ 30 mil em espécie por móveis que estavam dentro da unidade. Questionado pelo MP sobre o assunto, ele disse que pagou em espécie porque “tinha uma coisinha guardada em casa, preferi fazer desse jeito”.

No caso das despesas pessoais, o MP-RJ achou imagens de Queiroz pagando as mensalidades escolares das duas filhas de Flávio e Fernanda no dia 1º de outubro de 2018, no valor total de R$ 6,9 mil. O pagamento foi feito em espécie. Além disso, outros 114 boletos também foram pagos com dinheiro vivo totalizando R$ 261,6 mil também pagos em dinheiro vivo.

Os promotores assinalam ainda que no mesmo período dos pagamentos não ocorreram saques correspondentes nas contas do casal e que apontassem a origem do dinheiro.

LOJA DE CHOCOLATES – Ao fazer um cruzamento dos dados entre os créditos declarados pela loja com o faturamento auditado pelo shopping onde ela funciona, o MP-RJ verificou uma diferença de R$ 1,6 milhão entre 2015 e 2018.

Ao mesmo tempo, a própria loja informou que teve uma entrada de valores em dinheiro vivo no seu caixa totalizando R$ 1,7 milhão, cerca de 37% do total arrecadado pela franquia. Para o MP, essa diferença entre o total auditado e o declarado é a soma desviada por meio do esquema das rachadinhas da Alerj e inserido na loja ilegalmente.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
Entre a abertura da investigação e a denúncia formal do Ministério Público, lá se foram dois anos. Nesse ritmo, Flávio Bolsonaro e seu operador Fábricio Queiroz, que eram investigados e agora passarão a ser réus, pois a denúncia será aceita, mas só irão a julgamento no dia de São Nunca, como se dizia antigamente. (C.N.)

22 thoughts on “Flávio e Queiroz são denunciados e passarão a ser réus por peculato, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

  1. Essas demonstrações sujas dadas por pessoas que ganham dinheiro público e assaltam o trabalhador que eles mesmos escolhem para ser seus laranjas, aqui chamam de”rachadinhas”.
    Porém, a justiça tarda e as vezes não falha, e ai que tudo indica, Flávio e Queiroz vão se dar mal, e muito mal, e não vai ter messias que os livre dessa encrenca.
    Isso é coisa seria demais para ser chamada de “rachadinha”.
    Às três tipificaçoes dadas pela justiça, deveria ser acrescentado o crime de achaque ao trabalhador.
    Fica aqui minha sugestão e sobtetudo minha indignação de ver o filho do presidente de república do Brasil metido até os cabelos.

  2. O grobo ja corrigiu vai ter errata ou só apagar tudo e pronto

    KKKKKKKKKKK

    E esse robo é que está estragado, o que dirá o editor foi uma barrigada na ânsia de dar o furo os jornazistas fizeram meeeeeeeee

  3. MP conclui inquérito sobre ‘rachadinha’; denúncia contra Flávio ainda será formalizada
    “Senador é acusado de peculato, lavagem de dinheiro e de liderar organização criminosa. Ex-assessor Fabrício Queiroz também será denunciado pelo MP.”

    E ainda têm o desplante de criticarem as fake news ! Tomem vergonha, moderadores: a lei poderá atingi-los, tal como com Maximilien François Marie Isidore de Robespierre.

  4. Quando Lula e Dilma faziam suas besteiras e eram rejeitados, eu mantinha minha imparcialidade, pois eles foram eleitos. O nome disso é democracia.

    Não conhecia nem este lugar, mas conheço HF, dali de perto do TRT. Se publicaram, fizeram-no apenas uma vez, não insistiram como o fazem hoje em dia.

    se seu filho é desonesto, devo concluir que você também o é, como fizeram com Mariza, mesmo falecida ?

    não quero ser chamado por outro nome, animal.

  5. Nada disso, Sr editor !!! Um tal de Jean, muito próximo de vocês, veio fazer acusações e eu revidei assim:

    Primeiro, robô é a mamãe, ok ?

    Segundo: Quando Lula e Dilma faziam suas besteiras e eram rejeitados, eu mantinha minha imparcialidade, pois eles foram eleitos. O nome disso é democracia.

    Terceiro: Não conhecia nem este lugar, mas conheço HF, dali de perto do TRT. Se publicaram, fizeram-no apenas uma vez, não insistiram como o fazem hoje em dia.

    Quarto: se seu filho é desonesto, devo concluir que você também o é, como fizeram com Mariza, mesmo falecida ?

    Quinto: não quero ser chamado por outro nome, animal.

    Eu jamais começo uma frase em minúsculas !!!

  6. Temos no Brasil duas grandes entidades para Jornalistas e para novas na imprensa, Blogueiros e demais na mídia – ABI com 112 anos e ARI com 80 anos no Brasil, Obs. São entidades nacional de defesa da liberdade de Imprensa, expressão e de opinião ( Brasil 2020 ).

  7. Obs. ABI que tem 112 anos de fundação e ARI que tem 80 anos de fundação no Brasil e para todos os Jornalistas e a Imprensa e novos da mídia Blogueiros e demais – ( Brasil 2020 ).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *