França e Alemanha aumentam transparência nos bens dos políticos, para combater corrupção

(do site DW, publicado pelo Diário do Centro do Mundo)

Na noite da última segunda-feira, o primeiro-ministro francês, o socialista Jean-Marc Ayrault, e seus 37 ministros divulgaram no site oficial do governo dados detalhados sobre suas finanças e bens – ou seja, todos os imóveis, poupanças, joias, ações ou automóveis que possuem.

A iniciativa veio em resposta ao recente escândalo em torno do ex-ministro do Orçamento, Jérôme Cahuzac, que mantinha uma conta bancária secreta no exterior.

O presidente François Hollande não teve que revelar seu patrimônio, pois já o fizera ao assumir o cargo, em maio último. Segundo esses dados, ele possui imóveis no valor total de 1,17 milhão de euros, assim como um seguro de vida de 10 mil euros. Fontes do Palácio Eliseu afirmam que esses valores praticamente não se alteraram desde então.

No futuro, o governo francês quer obrigar todos os deputados e senadores a declararem publicamente seu patrimônio pessoal. Na próxima semana, o gabinete planeja aprovar um projeto de lei em prol de mais transparência e moral na política francesa.

A Alemanha também quer levar mais transparência financeira à política. A partir do segundo semestre de 2013, os deputados alemães terão que publicar o dinheiro que recebam em outras atividades. O estopim dessa mudança foi o candidato social-democrata à chefia de governo, Peer Steinbrück, que vinha recebendo somas excessivamente elevadas por suas palestras.

NOTA DA REDAÇÃO DO BLOGAqui no Brasil, essa moda não pegará. Em matéria de declaração de renda e bens, os políticos brasileiros são todos classe média. Mas as inequívocas demonstrações de riqueza são flagrantes, múltiplas e impunes. Basta ver o caso do governador Sérgio Cabral e do seu secretário de Saúde Sérgio Cortes: são dois abutres do patrimônio público, enriquecidos ilicitamente, e nada os atinge. Ah, Brasil!… (C.N.)

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *