Garotinho era ‘Bolinho’, ‘Bolinha’ e ‘Pescador’ nas planilhas da Odebrecht

Imagem da matéria

Desta vez, existem mais provas contra Garotinho

Juliana Castro
O Globo

Em entrevista coletiva nesta tera-feira, o Ministrio Pblico do Estado do Rio afirmou que o ex-governador Anthony Garotinho figurava na planilha de pagamentos de propina da Odebrecht com os apelidos de “Bolinho”, “Bolinha” e “Pescador”. A empresa contava com um sistema prprio, em um de seus departamentos, que controlava, por meio de planilhas, a entrega de vantagens indevidas. Nas listagens, alm de apelidos, havia valores pagos e outras referncias.

Rosinha e Garotinho foram presos nesta manh e foram denunciados pelo MP estadual, acusados de receberem propinas em dois contratos para construo de casas populares em Campos dos Goytacazes. As planilhas foram entregues pelos delatores da Odebrecht.

Setor de propinas – A Odebrecht contava com sofisticado mecanismo operacionalizado no mbito do denominado Setor de Operaes Estruturadas para o pagamento de propinas. As planilhas extradas do Sistema Drousys foram entregues pelos rus colaboradores da empreiteira. Nelas, havia o codinome do beneficirio direto, valor, data do pagamento e, em alguns casos, at mesmo a obra vinculada ao pagamento da quantia, por exemplo, Casas Campos II. Mas o MP informou ainda no ter como precisar como foi feita a diviso da propina e nem como o dinheiro foi gasto.

As investigaes apontam que houve o recebimento do valor de R$ 25 milhes em vantagens indevidas pagas pela Odebrecht a ttulo de propina, enquanto a prefeitura amargava prejuzos de, no mnimo, R$ 62 milhes em razo do superfaturamento das obras, que no chegaram a ser concludas.

JUSTIIFICATIVA - Os procuradores informaram que a priso preventiva dos acusados se justifica em funo da possibilidade de haver coao de testemunhas e recolhimento de provas e por conta da influncia de ambos no municpio de Campos.

– O que justifica a decretao e a manuteno da priso preventiva em face de todos os rus , sobretudo, a convenincia da instruo criminal – afirmou a promotora Simone Sibilio, coordenadora do Grupo de Atuao Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), completando:

– Um exemplo da convenincia da instruo criminal quando os rus, quaisquer que sejam acusados, ou ameaam ou tentam fazer uma devida ingerncia na colheita das provas durante o curso do processo. Tendo em vista a peculiaridade e as caractersticas dos rus, notrio que eles podem, evidentemente, atravs de vrias aes, fazer ou ameaa ainda que psicolgica ou algum tipo de manejo com relao a essas testemunhas que foram arroladas.

COAO E PROVAS – Os procuradores informaram que a priso preventiva dos acusados se justifica em funo da possibilidade de haver coao de testemunhas e recolhimento de provas e por conta da influncia de ambos no municpio de Campos.

Alm dos ex-governadores, outras trs pessoas foram presas na operao: Srgio dos Santos Barcelos, ngelo Alvarenga Cardoso Gomes e Gabriela Trindade Quintanilha. Segundo os promotores, os trs foram intermedirios da propina, que era entregue em espcie, em anos diferentes. Barcelos em 2008, ngelo em 2012 e Gabriela em 2014. Os trs ocupam cargos pblicos atualmente. Barcelos subsecretrio de Direitos Humanos.

O MP informou que a investigao j estava em andamento quando chegaram as delaes da Odebrecht, homologadas pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

###
NOTA DA REDAO DO BLOG A denncia feita pelo Ministrio Pblico do Estado revela repasses ilcitos da Odebrecht para o casal Garotinho, no valor de R$ 25 milhes, ao longo do perodo entre 2008 e 2012, para diversas finalidades, afirma, em denncia, o Ministrio Pblico Estadual do Rio. O casal foi preso nesta tera-feira, 3, pela Operao Secretum Domus, que mira fraudes e suposto faturamento nos programas Morar Feliz I e II, da prefeitura de Campos dos Goytacazes regio Norte fluminense -, administrada por Rosinha entre 2009 e 2017, tendo Garotinho como secretrio.(C.N.)

6 thoughts on “Garotinho era ‘Bolinho’, ‘Bolinha’ e ‘Pescador’ nas planilhas da Odebrecht

  1. Por isso que saem ricos, tudo as custas de dinheiro pblico, pagam R$ 1 bilho de reais, onde a Odebrecht constri moradias que parecem cabea de poro, tudo casas sem nenhuma estrutura, impressionante, quando fazemos comparao de residncias criadas na poca de Getulio Vargas.

  2. Fazendo uma analise fria, pra um estado que os 4 ltimos governadores esto atras das grades, podemos dizer que a atual situao do estado do Rio de Janeiro de primeiro mundo.

  3. J foi solto, vergonha que tenho deste poder judicirio, se pudesse sairia deste pas, lindo, mas est cada vez pior, a impunidade impera no Brasil, ficam ricos s custas de falcatruas e onde est os rgos de controle de patrimnio destes pilantras.

Deixe um comentário para Marcos Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.