Garotinho exibe fotos que desmoralizam Sergio Cabral e vários secretários

Sérgio Côrtes, Fernando Cavendish, Wilson Carlos e outros na maior galhofa em Paris

O deputado federal e ex-governador do Rio Anthony Garotinho (PR) publicou  em seu blog fotos em que o governador Sérgio Cabral (PMDB) e parte do seu secretariado confraternizam com o dono da construtora Delta, Fernando Cavendish, durante viagem a Paris.

Segundo Garotinho, rival político de Cabral, as fotos são parte de uma “minissérie” com mais de 80 imagens e seis vídeos, que ele veiculará nos próximos dias.

Entre os retratados com Cavendish está o secretário da Casa Civil, Régis Fichtner, integrante de uma comissão encarregada na semana passada por Cabral de rever os contratos da Delta com o Estado e examinar a possibilidade de declarar a construtora inidônea –o que a impediria de participar de novas licitações.

A Folha de São Paulo publica em seu site as fotos, nas quais aparecem em cenas ridículas os secretários dos Transportes, Julio Lopes, de Governo, Wilson Carlos, e da Saúde, Sérgio Côrtes. Imagens mostram os dois últimos e Cavendish com guardanapos amarrados na cabeça.

A assessoria de Cabral informou que as fotos foram feitas na ocasião de um jantar no Clube Inglês a convite do barão Gérard de Waldner, casado com a brasileira Sílvia Amélia de Waldner, e que os convidados eram do anfitrião.

Segundo a assessoria, o jantar ocorreu em visita oficial nos dias 14 e 15 de setembro de 2009, na qual Cabral fez campanha pela candidatura do Rio à Olimpíada e foi condecorado com a Legião de Honra pelo Senado francês.

A Delta disse que as fotos mostram “minutos de descontração entre empresários e pessoas que ocupam postos públicos e têm convívio social”.

Desde que Cabral assumiu, a Delta recebeu do Estado R$ 1,16 bilhão, o triplo dos cinco anos anteriores. Segundo Fichtner, todas as construtoras receberam mais no período.

Cabral é amigo de Cavendish. Em 2011, os dois viajaram num jatinho do empresário Eike Batista para o aniversário do dono da Delta.

A viagem veio a público devido a acidente de helicóptero em que morreram a mulher, a cunhada, um enteado de Cavendish e sua babá, além da namorada de um filho de Cabral.

A Delta começou sua ascensão no Rio no governo Garotinho (99-02). O ex-governador disse que nunca teve relação pessoal com Cavendish: “As obras que ele ganhou no meu governo foi disputando preço”.

http://www.blogdogarotinho.com.br/MostraFoto.aspx?nome=20120427_hotelritzcabralnaporta.jpg