Gilmar Mendes não acredita que Supremo possa reverter o impeachment

Resultado de imagem para gilmar mendes

Mendes ressalta que Lewandowski participou do impeachment

Fausto Macedo e Mateus Coutinho
Estadão

Ao ser indagado se a presidente afastada Dilma Rousseff poderá reverter, no âmbito do Supremo Tribunal Federal, eventual decisão do Senado por seu impeachment, o ministro Gilmar Mendes declarou nesta segunda-feira, 29, em São Paulo, que considera improvável que a Justiça venha a mudar a decisão política. “É muito difícil que o STF venha a fazer consideração sobre o mérito da decisão do Senado. Essa pelo menos é a jurisprudência (do tribunal) até aqui”, assinalou, ao ser entrevistado durante uma visita ao Instituto de Direito Público (IDP) de São Paulo.

Gilmar Mendes ponderou que o Supremo hipoteticamente pode mudar a decisão do Senado, mas o tribunal tem feito considerações sobre procedimentos, nunca fez considerações sobre o próprio mérito’.

ASSUNTO DELICADO – O ministro, que preside o Tribunal Superior Eleitoral, fez um comentário importante: “É uma decisão presidida pelo próprio presidente do Supremo”, argumentou Gilmar Mendes, referindo-se ao ministro Ricardo Lewandowski, que conduz o julgamento do impeachment no Senado. “De toda forma, impugnado seria o ato do próprio presidente Lewandowski. Envolve uma grande delicadeza todo esse debate.”

Ao falar sobre argumento de Dilma durante a sessão no Senado sobre a dificuldade de se governar com um grande número de partidos, Gilmar Mendes disse que foi um ‘mea culpa’ da petista.

11 thoughts on “Gilmar Mendes não acredita que Supremo possa reverter o impeachment

  1. VERDADE SEJA DITA, JUSTIÇA SEJA FEITA. A bem da verdade, coragem e ousadia eu só estou conseguindo ver mesmo na bandidada de extrema direita, psicopata, louca por dinheiro, poder, vantagens e privilégios, sem limite$, liderada pelo PMDB, PSDB, DEM e Globo, que, dando uma de bois sonsos, na cara dura, à moda trombadões 171, estão aplicando um mega golpe, ostensivamente, em plena luz do dia, desavergonhadamente, e não estão encontrando resistência alguma por parte de quem deveria resistir, pelo contrário, as pessoas de bem e a esquerda em especial está se comportando como gurizada calça curta, chorona, aceitando que vagabundos sem nenhuma autoridade moral se imponham e se apropriem até das chaves dos cofres da nação, à moda cabritos e raposas querendo tomar conta de hortas e galinheiros. Pô, ou fazem o que tem que ser feito, ou desocupem a moita. Mandem um helicóptero me buscar aqui, no interior de SP, ocupemos Brasília e, junto com o povo, me permitam colocar nos seus devidos lugares os pilantras, golpistas, bandidos, corruptos e ladrões do sangue, suor e lágrimas do povo brasileiro, que ninguém em sã consciência aguenta mais essa bandidada, sem-vergonha, mentirosa, parasita, oportunista e aproveitadora. BASTA de 171. Chega dos me$mo$, pelo amor de Deus. Venham comigo, e vamos que vamos, pra cima delle$, Brasil, fazer acontecer o novo de verdade que virá para nos libertar e permitir que o Leão acabe com milhares de rato$ com uma só cajadada. http://www.brasil247.com/pt/blog/emirsader/252420/A-coragem-da-democracia-contra-a-covardia-da-ditadura.htm

    • Caro Loriaga,

      -Quer dizer que o PSDB é de direita e o PT é de esquerda?
      -Então olhe o que disse o Farol de Alexandria sobre a ideologia dessas duas quadrilhas, ainda em 2004, ao petista e entrevistador Cristovam Buarque:

      “CRISTOVAM BUARQUE: Ainda é possível uma aliança PT-PSDB?
      FERNANDO HENRIQUE CARDOSO: Acho que sim. Porque a luta é política, não é ideológica.”(…) “Não discutimos nem disputamos ideologia. É poder, é quem comanda. Minha idéia para o Brasil é a seguinte: você tem uma massa atrasada no país, e partidos que representam esse atraso, clientelismo. Os dois partidos que têm capacidade de liderança para mudar isso são o PT e o PSDB. Em aliança com outros partidos. No fundo, disputamos quem é que comanda o atraso. O risco é quando o atraso se comanda. É um pouco o negócio do pacto com o diabo, do Fausto, não é? Você pode perder a sua alma nesse processo, porque o atraso pode te comandar.”

      O resto do artigo está aqui:
      http://www.psdb.org.br/a-luta-de-pt-e-psdb-e-politica-nao-ideologica/

      Abraços.

      • EM TEMPO:
        Quem elegeu a Dilma foram os eleitores do Temer…
        Quem elegeu o Temer foram os eleitores da Dilma…
        Os dois grupos de eleitores comemoraram, ABRAÇADOS, a vitória da chapa.
        …e a “direita” AINDA não está no poder!!!

  2. Se o Supremo pode, “hipoteticamente”, mudar a decisão da Câmara e do Senado, vamos fechar estas casas e deixar só o STF funcionando!!!
    O país economizaria bilhões de reais com isso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *