Globo e Veja se unem contra a convocação de jornalistas em CPI do Cachoeira

O sempre atento jornalista Paulo Peres nos envia uma preciosa matéria do colunista Jorge Lourenço, titular do histórico Informe JB, que hoje circula no Jornal do Brasil Online. Confiram só que notícia interessante:

###
FONTE É FONTE

Na última terça-feira (08/05), o jornal “O Globo” deixou claro que não apoia a convocação de jornalistas para a CPI mista que vai investigar a atuação do contraventor Carlinhos Cachoeira. Em editorial polêmico, o diário acusou partidos de esquerda de estarem perseguindo a revista “Veja” em função das ligações entre Cachoeira e o diretor da publicação em Brasília, Policarpo Junior.

De acordo com o editorial, os jornalistas devem manter boas relações com suas fontes para alcançar a notícia, não importa de onde ela veio. Segundo vazamentos da Operação Monte Carlo e trechos de gravações divulgados pela Rede Record, Cachoeira foi uma das principais fontes da “Veja” nos últimos anos, vazando informações obtidas de maneira ilícita para a revista.

Sem dúvida, a relação do jornalista com uma fonte envolve negociar com pessoas de caráter duvidoso em busca de uma matéria. O problema é que algumas gravações mostram que Cachoeira publicava o que queria e como queria na revista. Em determinado trecho, ele indica que uma de suas informações precisa sair na coluna “Radar”, uma das mais tradicionais de “Veja”. Em outra, dá detalhes sobre como a matéria contra o ex-ministro José Dirceu deve ser publicada.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG – Todos sabiam que os Três Poderes estão apodrecidos. Agora sabemos que o Quarto Poder também está.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *