Governador Marcelo Déda permanece internado em São Paulo

Elaine Patricia Cruz

Agência Brasil

São Paulo – O governador de Sergipe, Marcelo Déda, continua internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo. Déda foi internado no dia 27 de maio para tratamento de neoplasia gastrointestinal, com quadro de dificuldade alimentar, que vem sendo corrigido com “medidas de suplementação nutricional”, informou a hospital.

O mais recente boletim médico informou que na noite da última sexta-feira (31) o governador apresentou febre e foi transferido para a UTI para um tratamento específico. Segundo o hospital, Déda encontra-se consciente, orientado e respira sem ajuda de aparelhos.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

6 thoughts on “Governador Marcelo Déda permanece internado em São Paulo

  1. Mais uma vez o Sírio Libanês sái na frente p/ políticos e abonados – enfim p/ quem tem o poder – de um jeito ou de outro.
    Espero que o político em questão saia dessa pronto p/ outra, porque 11 em cada 10 seres dessa classe preferem o Sírio e o resto que se exploda (no SUS, claro)!!!!!!!

  2. ahahahahah
    Da mesma forma que seu correlionário Lula, o Deda demonstra grandeza (ou esperteza???) ao abrir mão da “excelência” do SUS ao se tratar no humilde e popular Hospital Sírio-libanês de SP… Palmas para ele por seu admirável gesto de desprendimento….

    Em tempo:

    O mesmo LUua um dia afirmou que o Sitema Único de Saúde é “próximo da perfeição”…

  3. Há uma diferença marcante entre aqueles que lutam contra um sistema de saúde injusto para ampliá-lo com qualidade em benefício de todos e o mau caráter e invejoso que manifesta seu ódio por não poder usufruir privadamente dessa injustiça, seja por ser um duro ou por estar fora do poder. É fácil identificá-los.

  4. É engraçado ler os argumentos dos cretinos que alardeiam o salvamento bolivarianista como promessa de inclusão, na verdade, não percebem que os laços (ou cordas)reforçam cada vez mais todo o processo de exclusão. Traçando cada vez mais a estratificação, sem perspectivas de mudanças. Os petistas estão construindo um castelo com cartas de baralho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *