Governo corrige erro ao devolver o passaporte a Havelange.

Vicente Limongi Netto

A meu ver foi uma atitude inteligente, um gesto de grandeza e de desprendimento,  a decisão do governo Dilma voltando a oferecer um passaporte diplomático ao presidente de honra da Fifa, João Havelange.

Corrigiu-se uma constrangedora deselegãncia ao cidadão respeitado no mundo todo pelos beneficios que presta ao futebol. O prestigio de Havelange no meio esportivo é  igual ao de Pelé. Havelange presidiu a Fifa durante 24 anos. Deixou o cargo com mais paises filiados do que a ONU. A vida pessoal e profissional de Havelange são inatacáveis. Só os despeitados jornalistas ingleses têm a pretensão de insultar Havelange, furiosos porque a Fifa não escolheu a Inglaterra para sediar as próximas copas.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *