Governo da França desmente seu serviço de “inteligência” por informação falsa

Gomart, chefe da inteligência, foi desmentido e não se demitiu

Jorge Béja

Semana passada a Assembleia Nacional da França publicou e deu a conhecer ao mundo e preconcebidamente ao Brasil, o áudio de um “relatório” com o Chefe da Direção de Inteligência Militar (DRM), general Christophe Gomart, que anunciava a existência de um plano de atentado contra a delegação francesa nos Jogos Olímpicos do Rio. E que até um brasileiro estaria envolvido na trama. A notícia trouxe preocupação às autoridades brasileiras, que a levaram a sério. Mas era mentira.

Hoje, quarta-feira, os jornais noticiam com grande destaque: “França nega que haja plano de atentado O governo francês desmentiu ontem que haja um plano de atentado à delegação olímpica de seu país, que teria a participação de um brasileiro supostamente ligado ao Estado Islâmico. Segundo a França, a informação é falsa.” ( O Globo, página 8)!!!

É o governo francês desmentindo a si próprio. Ou melhor, desmentindo ao seu próprio serviço de “inteligência”. Parece que não é o Brasil que não é um país sério. É a França.

14 thoughts on “Governo da França desmente seu serviço de “inteligência” por informação falsa

  1. Até nesse ponto o Dr. Moro é inteligente, certa vez uma repórter perguntou como era a sua segurança e ele respondeu: Por questão de segurança eu não respondo .

  2. Essa história precisa ser melhor investigada!
    Hoje os noticiários da TV estão dando conta de que “o Governo Francês” pediu ao Governo Brasileiro “proteção às suas dependências diplomáticas e às escolas de inspiração francesa”. E agora? É ou não é?

  3. E para reforçar a ” segurança ” os aeroportos Organizações Tabajara, estão fazendo revistas manuais… Uganda é aqui ! Mas os check-in continuam sendo feitos única e exclusivamente pelos sistemas das companhias….

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *