Governo força aprovação do Marco Regulatório da Mineração

Com sua incompetência, Dilma está destruindo o setor mineral brasileiro

Pedro Jacobi

Depois da tenebrosa e devastadora gestão do senador Edison Lobão (PMDB-MA) no Ministério de Minas e Energia, o mesmo ambiente desesperador encontrado nas mineradoras e nos laboratórios de minérios também ocorre entre as empresas especializadas em sondagem. Em entrevista para o Portal do Geólogo, o empresário Luiz Carlos Vasco, sócio da Unidrilling, conta que nunca em sua carreira de 38 anos no setor a situação esteve tão grave.

Para poder sobreviver, as sondadoras baixaram os preços do metro aos patamares dos anos 80. Infelizmente, isso não foi o suficiente, pois com custos crescentes e falta de investimentos, a sondagem do setor mineral está, hoje, com uma ociosidade de 70%, imersa em um processo de desemprego em massa.

Mais de duas dezenas de empresas de sondagem fecharam as portas. As que ainda sobrevivem estão sondando obras de engenharia, que começam, infelizmente, a ser paralisadas graças ao efeito Operação Lava a Jato.

Em 2014 até a maior empresa de sondagem do mundo, operando há dezenas de anos no Brasil, não conseguiu sobreviver no ambiente hostil do nosso país e fechou as portas demitindo todos os seus funcionários.

As grandes empresas de sondagem que ainda tentam sobreviver estão reduzidas a 30% de sua capacidade. Não há como negar, o MME mergulhou o setor em um cenário de devastação total. Sem novas licenças e portarias de lavra, sem investimentos o mundo mineral sofre de uma estagnação artificial, sem precedentes.

“TÁTICA” DO GOVERNO

Segundo e empresário Luiz Carlos Vasco, trata-se de uma “tática para forçar o setor a engolir o Novo Marco Regulatório da Mineração”. Vasco está certo. Por trás desta crise, que o governo teima em internacionalizar, está o MRM.

Nestes anos de abandono do setor ficou provado que fazer um instrumento dessa importância, nos obscuros escritórios do poder, sem consultar aos mineradores e os segmentos envolvidos na pesquisa mineral é um erro crasso.

Esse erro desestruturou e sucateou a exploração e a pesquisa mineral do país, um dos mais importantes segmentos da mineração. A crise está instalada e nada está sendo feito, pelo novo Ministro de Minas e Energia, para resolvê-la.

Em consequência o mercado se vê inundado por profissionais altamente treinados que simplesmente não tem mais para onde ir. O pior é que os escândalos de corrupção tendem a contaminar quase todos os setores produtivos do país.

A crise do setor mineral é o prenúncio de uma outra sem igual, que irá se alastrar de norte a sul. O Brasil verá, ainda em 2015, a paralisação de suas grandes obras de engenharia e de infraestrutura o que irá gerar mais desemprego e mais miséria.

Tudo leva a crer que em breve veremos o impensável: o sucateamento de uma nação.

(artigo enviado pelo comentarista Ricardo Sales)

6 thoughts on “Governo força aprovação do Marco Regulatório da Mineração

  1. Criou-se dentro da pesquisa mineral por culpa pura a simples do governo um verdadeiro circo de horrores, sendo os desempregados os palhaços e o governo o leão ou o lobão.

  2. Quando a gente pensa que já chegou ao fundo do poço o pacote de horrores, incompetência e roubalheira dos governos do PT (PMDB, PP, PCdo B), para assombro nosso, a cada dia chega uma notícia estarrecedora, como esta. Agora ficamos sabendo da tenebrosa e devastadora gestão do senador Edison Lobão (PMDB-MA) no Ministério de Minas e Energia, nas palavras do articulista. Quantos desmandos, quanta falta de profissionalismo nos governos e ministérios do PT (PMDB) !!! Então, em 2014 até a maior empresa de sondagem do mundo, operando há dezenas de anos no Brasil, não conseguiu sobreviver no ambiente hostil do nosso país e fechou as portas demitindo todos os seus funcionários !!! E ainda, mais de duas dezenas de empresas de sondagem fecharam as portas. As que ainda sobrevivem estão sondando obras de engenharia, que começam, infelizmente, a ser paralisadas graças ao efeito Operação Lava a Jato. Até nisso a ladroagem na Petrobras e a consequente roubalheira que obrigou a se criar a Operação Lava Jato está interferindo negativamente !!! Até na mineração !!! Isto, também, por causa, agora, de burocratas (melhor dizendo, burrocratas) do Ministério das Minas e Energia, capitaneado pelo quase réu na Operação Lava Jato, ex-ministro Edison Lobão que tem uma “tática para forçar o setor a engolir o Novo Marco Regulatório da Mineração”? Que Novo Marco Regulatório da Mineração seria este ? Mais uma merda produzida pelo PT ? Sem consultar aos mineradores e os segmentos envolvidos na pesquisa mineral ? Rui Falcão tem razão em chamar seu partido (o PT) de um partido de merda. O ex-ministro das Minas e Energia só pode mesmo é ter merda na cabeça. Então esse erro desestruturou e sucateou a exploração e a pesquisa mineral do país, um dos mais importantes segmentos da mineração. E a crise está instalada e nada está sendo feito, pelo novo Ministro de Minas e Energia, para resolvê-la !!! Convenhamos que está para lá de ruim. E daí o mercado se vê inundado por profissionais altamente treinados que simplesmente não tem mais para onde ir !!!. E o pior é que os escândalos de corrupção tendem a contaminar quase todos os setores produtivos do país ? E assim, o articulista Pedro Jacobi prevê, como era de se esperar, que a crise do setor mineral é o prenúncio de uma outra sem igual, que irá se alastrar de norte a sul. E que o Brasil verá, ainda em 2015, a paralisação de suas grandes obras de engenharia e de infraestrutura, o que irá gerar mais desemprego e mais miséria !!!. E que tudo leva a crer que em breve veremos o impensável: o sucateamento de uma nação !!!. Pergunto: o que mais de atrocidade, de crime de lesa-pátria que o PT (PMDB, PP, PC do B) tem ocasionado ao Brasil ? O PT precisa sair do noticiário e da vida política do país, porque o nosso ânimo já se esgotou. Quanta desgraça junta, feita pela mesma quadrilha partidária !!! Fora PT , Fora PMDB, fora PP, fora Dilma, fora Lula, fora PC do B. Parem de desgraçar a vida nacional. Cadeia, Lobão !!!

  3. O Brasil também viu recentemente uma empresa líder mundial abortar as operações em outro setor de negócios. As nossas absurdas taxas para importação de eletrônicos inviabilizaram a operação de varejo da Nintendo no Brasil e relegaram provisoriamente o setor à informalidade. Mais uma derrota para o Brasil que não enfrentou essa questão. Aliás, nesse ponto em específico, temos uma política que lembra os tempos do mercantilismo e dos tempos de divisão do mundo entre colônias e metrópoles.

  4. Fui buscar uma resposta de quem entende. Está no Portal TecnicoeMineração.com.br

    O PORTAL DO PROFISSIONAL

    Em suma, o novo marco regulatório da mineração é uma clara manifestação de política econômica intervencionista e contrária ao empreendedorismo, associada ao furor arrecadatório que acomete estados e municípios, beneficiários últimos da receita da CFEM. O novo marco regulatório da mineração é inoportuno e não vai cumprir seu objetivo de atrair novos investimentos, pois se baseia em uma lógica que repudia o lucro. Parece que os formuladores do o novo marco regulatório da mineração gostam de investimentos, mas não gostam dos investidores.

    Cabe, então, ao Congresso Nacional introduzir as modificações no novo marco regulatório da mineração para harmonizá-lo com as necessidades de um setor mineral de grande porte, dinâmico, competitivo e inserido nas cadeias produtivas internacionais, como é o caso do setor mineral brasileiro.

  5. Sou Mestre em Eng. de Minas com experiência em planejamento de lavra, inicialmente começamos a ver as empresas concorrentes quebrarem. Mas isso não foi motivo para comemorar, pois desde 2013 sabíamos o destino do mercado. Em 2013 o Ministro lobão, marcou um encontro com o setor na EXPOSIBRAM e simplesmente não apareceu. Mostrando que sabia para onde levaria o setor. Pois bem, um dia após a eleição o grupo controlador da empresa em que trabalhava decidiu retirar todo investimento do Brasil. Disseram que a publicação do The New York Times, o jornal dizia que o “brasil havia dado crédito a corrupção” isso impressionou severamente os acionistas mais voláteis. Ou seja, o ministro sabia e toda opinião internacional também. Na Europa comenta-se severamente que o próximo pilar a cair é a nossa previdência(INSS), primeiro os empregos de um setor fundamental e depois a previdência. Estou desempregado atualmente e não vejo nenhuma perspectiva até o final de 2016. Não há vagas no setor mineral!!!!!!!!!!!!!! Acordem!!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *