Governo insiste em manter desarmados os cidadãos de bem

Carlos Newton

Reportagem de Eduardo Militão, no Correio Braziliense, revela que o governo pretende reagir à iniciativa de deputados da comissão especial da Câmara que preparam um novo Estatuto do Desarmamento, para permitir que mais pessoas comprem armas legalmente. Há duas semanas, técnicos reunidos no Ministério da Justiça fecharam uma minuta de decreto para tentar tornar a lei mais simples de ser cumprida pelos donos de armas, mas de forma que as regras — aprovadas em 2003 — não sejam mudadas, como avaliam que pode acontecer caso o relatório do deputado Laudívio Carvalho (PMDB-MG) seja aprovado na reunião da comissão, nesta quarta-feira.

O fato é que o Planalto não quer melhorar nada, apesar de a lei atual ser uma idiotice sesquipedal. Se tivesse juízo, o governo deveria desistir de manter uma legislação que chega ao ponto de dificultar que o policial aposentado ou o militar da reserva tenham uma arma e possam portá-la. Motivo: é tão cara a licença e há tanta burocracia a ser cumprida que os policiais e militares acabam desistindo.

DAR EXEMPLO

O delegado aposentado Manoel Vidal, ex-chefe de Polícia do RJ, é um dos que não andam mais armados, mas lamenta esses obstáculos criados pelo governo do PT.

“Quando minha turma se formou na Academia de Polícia, muitos dos novos delegados não queriam andar armados, para dar exemplo à população. Houve uma assembléia para discutir o assunto, acabamos decidindo que não podíamos deixar de portar arma, porque somente assim poderíamos enfrentar a criminalidade mesmo quando não estivéssemos a serviço. Hoje em dia, se eu passar na rua e me deparar com assaltantes e homicidas em ação, nada poderei fazer, não poderei agir e evitar vítimas inocentes, pois não tenho mais porte de arma”, relata o dr. Vidal, um dos mais respeitados delegados da Polícia do Estado do Rio.

ESQUECERAM DE COMBINAR

Embora tenha havido um plebiscito em 2005, que decidiu contra o desarmamento, o governo Lula simplesmente desconheceu a vontade da maioria da população e aprovou o Estatuto. Com isso, deixou as pessoas de bem à mercê dos criminosos, que facilmente conseguem comprar armas de grosso calibre, granadas e tudo o mais. Recentemente, aliás, foi até reconhecido o direito de qualquer pessoa portar facas sem ser presa, vejam a que ponto chega a insensatez desses governantes.

Na verdade, o Brasil está querendo inovar a legislação mundial e age de forma irresponsável. Em qualquer país civilizado, o cidadão tem o direito de possuir uma arma em casa, para proteger sua família e seus bens. É um conceito básico de cidadania, que tem como exemplo mais eloquente a Suíça, nação com maior número de armas por habitantes, e que tem criminalidade baixíssima, praticamente inexistente.

No Brasil, ao contrário do que se pensava, o Estatuto do Desarmamento não diminuiu a violência nem o crime. Pelo contrário, o Brasil é hoje o país com maior número de homicídios, porque o governo tomou as armas dos cidadãos de bem, mas esqueceu de combinar com os bandidos.

###
PS – Os parlamentares que lutam pelo direito de o cidadão ter condições de se defender são ridicularizados e chamados de “bancada da bala”. É uma inversão de valores inacreditável. Mas quem se interessa?

14 thoughts on “Governo insiste em manter desarmados os cidadãos de bem

  1. Se o Presidente Lula respeitasse a democracia, teria acolhido a decisão
    do plebiscito em que a maioria da população optou contra o desarmamento.
    O Presidente Lula, com seu autoritarismo aprovou o Estatuto, deixando a população
    a merce dos bandidos, dos quais o governo não consegue tirar as armas, ao contrário,
    o arsenal da bandidagem está aumentando. Esse Estatuto da bandidagem, deu carta branca
    aos criminosos para invadir as residências sem perigo de reação das vítimas.

  2. O Estatuto do Desarmamento, que foi aprovado em votação simbólica, sem discussão no plenário, exige que o possuidor de uma arma (note-se, não o portador, mas qualquer um que possua uma arma) renove o seu registro de três em três anos, pagando de cada vez uma pesada taxa e passando por uma série de exames e tendo que obter uma quantidade de certidões negativas. É uma incoerência, porque não se trata de uma permissão para andar armado, e o registro, uma vez feito, não gera nenhum custo adicional para o estado que justifique essa cobrança periódica. É como se o cidadão tivesse que periódicamente obter nova escritura de sua casa. Estas taxas pesadas foram instituídas com a idéia, equivocada, de dificultar a posse de arma para as pessoas de menor renda, como se renda fosse medida de criminalidade, e justificadas como aporte de recursos para a polícia. E é óbvio que, como bandido não registra arma, não têm a menor influéncia sobre a criminalidade.

  3. Essa “política” de desarmamento está perfeitamente alinhada aos objetivos de implantação de um Estado Ditatorial submetido a uma Lei Marcial Permanente, garantindo o menor risco possível às forças centrais de repressão e controle da sociedade, que se impõem ao cidadão. Para quem se interessar, sugiro clicar no meu nome acima e baixar um arquivo em PDF com o título “Equação do Apocalipse” e se inteirar do que vem por aí! Não é por nada que Antônio Carlos Jobin sintetizou muito corretamente que: “Assim como o brasileiro foi “educado” para perder, o americano foi “educado para ganhar”! Só que, errou no termo utilizado: o correto teria sido usar a palavra “Doutrinado”, ao invés de “Educado”!
    Muito em breve senhores, teremos a inversão das diretrizes de nossa constituição definitivamente consolidadas em nosso país! Estamos a meio passo de uma ditadura marcial, onde nossas corajosíssimas FFAAs, ao invés de apontarem os canhões para os golpistas que estão mudando o regime Democrático Republicano, dos quais se tornaram comensais, estarão apontando as armas para a população ordeira, desarmada e desprotegida! É simples assim! Está tudo dominado e intimidado!

  4. A guerra urbana está ai, mas os politicos estão se lixando para isso.
    São Paulo nos 30 anos da governança hitleriana do Partidinho da Ética e sua Quadrilha de ladraozinhos corruptos deixou a maior carnificina á ceu aberto do Planeta.
    Para a violência o Grande Gênio não obteve nenhum Prêmio de Gestão….
    A cada dia que passa policiais desmotivados, sem comando, sem aumentos,sem investimentos, sem ao menos ter o governo ao seu lado, vai minando as forças,
    Desmotivados e sem respaldo do des-governo vão se entregando aos poucos e a criminalidade aumenta a cada dia, mesmo o gênio francês dizer ao contrario com sua pastinha debaixo do suvaco com números estatísticos suiços e franceses, como se estivessemos morando no Canadà……
    Mas pelo andar da carruagem, logo os bandidos efheagacianos vão dizer quem realmente manda em são Paulo e no Brasil….
    Ainda dá tempo, mais precisa ter aquilo que o primo de marco aurelio costumar a dizer……..

  5. Evidente que a ascensão do PT ao poder veio acompanhada de medidas que proporcionassem a sua eternização no poder.
    Uma delas seria desarmar o povo, diante da possibilidade de reação após anos de corrupção e desonestidade, assaltos e roubos contra o erário público.
    A alegação inicial que diminuiria os assassinatos e a violência, se mostrou absolutamente fantasiosa, mentirosa, enganadora, pois depois do desarmamento os índices de mortes violentas aumentaram terrivelmente.
    Dois problemas, em consequência:
    O cidadão à mercê de bandidos, e absolutamente desprotegido contra as tropas pró-petismo, o exército de Stédile, o MST.
    O brasileiro hoje é presa fácil da violência e de forma dupla:
    Por não poder se defender, e por não poder comprar uma arma porque sem condições econômicas diante das exigências burocráticas.
    Evidente que não poderia ser como nos Estados Unidos, onde cada americano tem um arsenal de guerra em casa, sem qualquer controle.
    Agora, não liberar uma arma para defesa pessoal, apenas uma, conforme registro policial, e liberada para cidadãos que atendem certidões negativas policiais e judiciais, o governo exerce uma medida autoritária, antidemocrática, que cerceia a liberdade do indivíduo, afora não lhe garantir segurança no seu ir e vir.
    A propaganda mentirosa, falsa, que o PT é democrata, se comprova através de proibições no direito fundamental e mencionado na Constituição, o direito à vida!
    Ao contrário, diariamente estamos à disposição de criminosos, um misto formado pelos três poderes e bandidos comuns, egressos de uma sociedade doente, que não luta pelos seus direitos e, em consequência, pouco se importa com seus deveres.
    Não há outra forma de galgar o poder mesmo que ilegal, que não seja através da violência, instalada nas comunidades porque são os locais onde o Estado abandonou. Da mesma forma, o Estado se mantém usando da mesma violência que os bandidos sendo omisso e irresponsável quanto ao que seria a sua obrigação institucional de proporcionar segurança e proteção, ao negar que este cidadão ameaçado possa se defender, possa comprar uma arma, possa se sentir protegido, pelo menos em ter esta sensação.
    O PT tem cometido tantos crimes contra o Brasil e sua população, que levaremos muito tempo para calcular os prejuízos que esta quadrilha nos ocasionou, tanto em termos materiais quanto em vidas ceifadas pela falta de segurança do Estado, que renunciou a uma de suas responsabilidades constitucionais!

  6. A inconsistência da “política” de desarmamento instaurada ditatorialmente pelos petistas canalhas ficou exposta e confrontada com a declaração do Deputado Onix Lorenzoni quando disse: “Dizer que não precisamos de armas porque temos a polícia, é o mesmo que dizer que não precisamos de extintores porque temos os bombeiros”.
    A fraude dessa retórica só serve para humilhar a cidadania e garantir o controle social pelo cerceamento do direito à vida!

  7. Bastante oportuno o artigo, pois a fraude perpetrada pelo governo lula no plebiscito sobre o desarmamento precisa ser reparada. Para se comprar uma arma existe um requisito que permite ao estado vetar este direito sem problemas: “Exame psicológico por psicólogo credenciado na PF”.
    Portanto SE este psicólogo quiser, mesmo que a pessoa não tenha antecedentes criminais e ficha ilibada em todos os setores da sua vida, ele pode vetar a compra da arma alegando qualquer coisa. Afinal ele é psicólogo credenciado…
    O fascismo do pt e de dom lula tem que ser desmascarado já!

    • Vê-se, logo, o DEDO DA MÁFIA:

      -Por que tem que ser um PSICÓLOGO CREDENCIADO por quem que impedir, a qualquer custo, que eu tenha uma arma? Já não bastam os milhares de CARGOS DE CONFIANÇA existentes nesta Jabuticaba?
      -Qual será o SEGREDO que esse “profissional credenciado” aprendeu na universidade que os outros psicólogos não aprenderam e que, por isso mesmo, as avaliações destes não têm nenhum valor legal?
      -Se os demais psicólogos são registrados no Conselho Regional de Psicologia tanto quanto os credenciados/apadrinhados, e os seu diplomas foram reconhecidos pelo mesmo MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO da mesma REPÚBLICA FEDERATIVA DA BANANA, então porque precisarei pagar psicólogo, mesmo já pagando plano de saúde?
      -O que será que esse psicólogo sabe que os demais não sabem – e nem podem saber, para não quebrar “a corrente fechada”?
      -Não seria o caso de inserir esse tão “importante conteúdo” no currículo de psicologia das demais universidades?

      Abraços.
      (ps: Qualquer semelhança com a MÁFIA DOS DETRANS não é mera coincidência)

      • Caros Aranha e Vieira, o credenciamento do psicólogo nem é o maior entrave. A questão central é o poder discricionário da autoridade competente (algum delegado da PF nomeado politicamente para o cargo específico), que pode deferir ou indeferir os requerimentos sem necessidade de justificativa. Como o governo não quer, o delegado indefere tudo, via de regra. Brilhante e oportuno artigo, Carlos Newton. Dica geral pra ficar fácil de entender: se é bom pro PT é ruim pra vc!

  8. Caro Jornalista,

    O Bentl tem razão:

    “Evidente que não poderia ser como nos Estados Unidos, onde cada americano tem um arsenal de guerra em casa, sem qualquer controle.”

    Os Brasileiros não querem comprar fuzil, metralhadora ou outras armas de guerra ou de assalto militar – como fazem os atuais bandidos em frente às câmeras de TV – defendidos pelos seus simpatizantes postados em cargos públicos e em emissoras de televisão e por ONGs do naipe da Viva Rio.
    Os brasileiros querem comprar uma arma de defesa para não fazerem parte das estatísticas dos homicídios deste ano ou do ano que vem.

    Os brasileiros querem apenas ter o direito de defender a sua família, a sua casa e a sua chácara ou fazenda…. ou de morrerem tentando.

    A MAIOR ABERRAÇÃO DO PLANETA TERRA: O POLICIAL, AO SE APOSENTAR, PERDER O PORTE DE ARMA
    Agora, a maior aberração desta jabuticaba tropical é, realmente, o policial perder o porte de arma ao aposentar, depois de passar trinta anos prendendo bandido e fazendo inimigos! É como se o governo dissesse ao PCC e aos outros criminosos: Espera! Ele está quase aposentando e vocês poderão ir à forra!!!
    Ainda é bom ressaltar que a ideia original era o policial deixar a arma no quartel após sair de serviço e voltar para casa com “as mãos abanando”! E isso em um país onde andar fardado é ser condenado à morte”

    Ora, o POLICIAL MENTALMENTE DESEQUILIBRADO oferece muito mais perigo à sociedade quando está na ativa, de viatura e abordando as pessoas e carros pelas ruas. Depois de aposentado, ele irá cuidar da própria vida (coisa que o Lula já deveria ter feito) e, mesmo que seja um louco, não estará andando para cima e para baixo com viatura, nem fazendo blitz,… O risco oferecido à sociedade será infinitamente menor pois o seu poder de polícia terá sido drasticamente reduzido.

    A MENTIRA DO PSICOTÉCNICO
    Se os exames psicológicos são tão importantes assim para se usar uma arma, então porque o Partido dos Trabalhadores não submete os policiais a eles quando ainda estão na ativa, a cada três anos? Ontem mesmo foi noticiado que um policial matou toda a família e se matou depois!!! Como deixaram um desequilibrado desses andar armado pelas ruas, ostensivamente? Quando o policial passava trinta anos com a arma na cintura não representava perigo para ninguém. Agora, aposentado, representa?
    Já que o PT tem tanta preocupação com os policiais, por que não encaminha os policiais da ativa, anualmente, para fazerem, além do psicotécnico, pelo menos uma aula de tiro ao alvo, pois, pelo menos aqui, no Distrito Federal, tem policial que não atira a mais de vinte anos!

    O Partido dos Trabalhadores não precisa de policial aposentado, por isso são todos descartados. Está mais do que claro que o Partido dos Trabalhadores quer desarmar as pessoas que têm um pouco de bom-senso e a coragem e sabedoria para usar uma arma…

  9. Caro Rodrigo.

    Eu vi isso acontecer na Polícia Federal aqui de Brasilia.

    Um amigo meu quis legalizar duas armas: uma com o registro vencido e outra arma que não fora recadastrada na data estipulada. Ele foi na PF daqui e descobrimos uma coisa interessante:
    -A Polícia Federal recadastrou TODAS AS ARMAS usando os registros da polícias locais como base de dados, inclusive a arma dele que fora recadastrada apresentava DOIS REGISTROS: um feito pela Polícia Federal, com base no registro da polícia do DF, e outro registro feito no recadastramento. Foi um dor de cabeça, pois havia a divergência de posse entre os dois registros, já que o da polícia civil estava, OBVIAMENTE, defasado!
    Foi preciso ele ir umas cinco vezes para resolver isso e ser tratado como BANDIDO!

    A MÁ VONTADE DO SERVIDOR ERA INCRÍVEL!!!
    BEIRAVA A CHANTAGEM!!!

    Quanto a outra arma, ele foi lá, viu o registro impresso e plastificado, mas o servidor falou que, como ele não fez o recadastramento, ele não poderia mais legalizar a arma e que ela deveria ser entregue em alguma delegacia…
    -TÁ BOM!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *