Governo intervm, “estatiza” o preo do petrleo para segurar a inflao

Resultado de imagem para o petróleo é nosso chargesPedro do Coutto

O preo internacional do petrleo cresceu 13% em decorrncia do corte na produo determinado pela Arbia Saudita, consequncia de bombardeios ainda no esclarecidos quanto a origem. O episdio refletiu-se, como era de esperar no consumo mundial. Nesse universo, claro, encontra-se o Brasil.

H tempos a Petrobrs fixava seus preos com base nessas alteraes. Mas no caso atual teria de elevar o leo diesel e a gasolina no patamar dos 13%. Isso refletir-se-ia no ndice de inflao do pas. Decorrncia lgica, os preos subiriam de forma acelerada.

INTERVENO – O episdio que se refere determinao do presidente Jair Bolsonaro, est muito bem focalizado nas reportagens de Ramona Ordonez, Manuel Ventura, Bruno Rosa e Gabriel Martins, edio de tera-feira de O Globo. E tambm pela matria publicada na Folha de So Paulo, assinada por Jlia Moura e Nicola Pamplona.

O fato que a deciso do governo representou uma interveno estatal para conter os efeitos inflacionrios aparentes da oscilao internacional de preo. O episdio colide com a poltica liberal caracterstica na qual se integra o ministro Paulo Guedes. Portanto, a questo da presena estatal no livre mercado e, principalmente, nos seus efeitos, tem que ser assinalada como uma condio inevitvel.

IMPORTNCIA – Na minha opinio a presena estatal revela-se de grande importncia, como se constata, mesmo na esfera da livre concorrncia e da livre iniciativa. Por determinao do presidente da Repblica, a Petrobrs ter que absorver o aumento sem repass-lo aos postos de consumo. Isso, tanto no que se refere ao leo diesel quanto a gasolina. Principalmente o leo diesel que representa 50% do consumo nacional. Os caminhoneiros situam-se nesse plano. A Petrobrs, assim, absorver a diferena de preos.

CAMUFLAGEM – possvel que a camuflagem atinja os acionistas da empresa, porm no atingir o poder de compra da populao. De qualquer forma, eis um caso bastante sensvel e acentuadamente complexo, sob o prisma econmico.

As lentes que focalizam a movimentao econmico-financeira talvez mais adiante possam traduzir nas imagens do cotidiano os efeitos reais do aumento do preo do petrleo segurado com esforo pela Petrobrs, cujo maior acionista a Unio.

Nem tanto ao mar, nem tanto a terra. A estatizao sempre defendida como natural pelo empresariado brasileiro, s vezes se torna essencial para conter os reflexos aparentes de uma elevao de preos que atingiu o mundo e principalmente o Brasil. Mas eu disse nem tanto ao mar nem tanto a terra. s vezes a ao estatal favorece a economia privada e, no caso da Petrobrs, a prpria sociedade do pas.

13 thoughts on “Governo intervm, “estatiza” o preo do petrleo para segurar a inflao

    • A culpa do Bolsonaro ainda est em gestao: o enfraquecimento dos rgos que ajudam a revelar as pegadas dos crimininosos (COAF, Receita, PF), o seu conchavo com agentes do STF (alguns no passam de agentes do poder!), a desmoralizao das instituies. O Bolsonaro j est fazendo juz a um “da Silva” como adendo ao seu nome.

  1. A Petrobras a empresa dos sonhos, os preos internacionais do petrleo caem e ela sempre tem “justificativas” para aumentar internamente o preo dos combustveis… os preos internacionais sobem X e ela consegue justificativa para aumentar internamente em X + Y… e SEMPRE distribuindo polpudos dividendos a seus acionistas, pagando salrios e sustentanto quadros paquidrmicos no compativeis a outras petroleiras… a “lei de mercado” que s tem uma direo, a de satisfazer os interesses da empresa !!!! E LA NAVE VA!

  2. KKK mas assim em pas onde o setor petrolfero comandado pelo governo. Ou acham que na Venezuela o preo da gasosa baratinho por qu? Pela benesse do ditador. Duvido que na terra do Trump ele se meta a ditar os preos dos combustveis por l, mandam o cara tomar e ir para aquele lugar na hora

  3. Na terra do Trump ele realmente no dita os preos dos combustveis, l quando o preo do barril de petrleo abaixa, os combustveis abaixam… quando esse mesmo preo aumenta, os preos internos aumentam… l lei do mercado. E no existe nenhuma Petrobrs para fazer esquemes tipo Pasadena, ou para servir como plataforma de apadrinhamento poltico em seus quadros. Por qual razo quando se fala em privatizao da Petrobrs so os seus pobres funcionrios os primeiros a pular?

  4. S um adendo, teria de aumentar o que comprasse j com esse patamar e no fazer isso automaticamente. S uma dvida, porque a nossa gasolina custa to mais barato na Argentina, Paraguai?

  5. Lamentvel o artigo, a interveno do governo foi temporria para evita uma possvel greve dos caminhoneiros. Mas, o articulista acha que estatizao. Por isso, que o jornalismo brasileiro no tem nenhuma credibilidade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.