Governo Temer não decola e a avaliação está piorando no Ibope

Resultado de imagem para temer batendo asa charges

Charge do Samuca, reprodução do Diário de Pernambuco

José Roberto de Toledo
Estadão

A avaliação do presidente Michel Temer piorou em pelo menos 15 grandes cidades e capitais pesquisadas pelo Ibope entre agosto e setembro. Entre elas estão as maiores metrópoles do País – Rio e São Paulo –, municípios do interior paulista, como São Carlos e São José dos Campos, e centros urbanos importantes do Nordeste, como Fortaleza, Recife, João Pessoa, Natal, Sobral e Teresina. Há cidades do Sul, Norte e Centro-Oeste também.

Em lugares onde as opiniões de que Temer faz um governo ruim ou péssimo não aumentaram, suas taxas de ótimo e bom diminuíram, como em Sorocaba (SP), Porto Velho e Maceió. Nas exceções, onde o movimento foi inverso, como Porto Alegre, o resultado ainda está longe de ser favorável ao novo presidente: 13% de avaliações positivas e 36% de negativas (-23 pontos de saldo).

A tendência principal, porém, foi o crescimento significativo e quase universal dos eleitores que dizem não saber avaliar o governo. Na maioria dos casos, a migração foi da taxa de “regular” para o não sabe/não respondeu.

IMPOPULARIDADE – Não é possível afirmar com certeza que essa tendência seja ruim para Temer. Mas, combinada com o crescimento das avaliações negativas, é mais provável que o destino final dessa migração seja o ruim/péssimo do que o bom/ótimo. É como se esse eleitor que estava dando um voto de confiança ao governo dizendo que ele é “regular” não se sentisse mais confortável para opinar.

O aumento do ruim/péssimo combinado com a diminuição do bom/ótimo deixa ainda mais desfavorável um clima de opinião pública que já era ruim. Em todas as 41 grandes cidades cujas pesquisas do Ibope foram analisadas, Temer é impopular. Isto é: há mais opiniões negativas do que positivas sobre seu governo.

Nos melhores casos, o saldo é negativo em sete pontos, como em Joinville (SC) e Boa Vista. No pior, chega a 57 pontos negativos, como em Feira de Santana (BA). A impopularidade de Temer é pior – e crescente – principalmente no Nordeste. Seu saldo negativo supera os 30 pontos em todas as principais capitais nordestinas: -38 em João Pessoa; -44 em Fortaleza; -45 em São Luís; -46 no Recife; -47 em Teresina; e -48 em Salvador.

RIO E SÃO PAULO – Como se ouviu nas vaias em cerimônias olímpicas no Maracanã, o sentimento contrário ao governo é grande também no Sudeste. No Rio, o saldo de Temer está negativo em 38 pontos (apenas 8% de ótimo/bom contra 46% de ruim/péssimo). Em São Paulo, faltam 33 pontos para zerar a conta (11% de avaliações positivas contra 44% de negativas). Eram -22 em agosto.

Embora a teoria das redes tenha tornado ultrapassada a teoria da pedra no lago – segundo a qual a propagação da opinião pública se daria em ondas homogêneas e concêntricas a partir dos grandes centros urbanos –, é sempre um mau sinal para o governo, qualquer que seja ele, quando sua imagem piora nas metrópoles.

Não é que o eleitor da cidade grande influencie o da cidade pequena. É que a crise econômica costuma ser sentida primeiro nas maiores cidades. Muitas vezes a agricultura e a pecuária conseguem minorar seus efeitos no interior. Se o humor do eleitor das metrópoles piora, é sinal de que a crise – ou ao menos a sua percepção – está piorando também. Uma hora ela acaba chegando nas menores cidades, e a rede negativa se completa.

FALTA COMUNICAÇÃO? – O governo Temer acha que seu problema é de comunicação. Ministros palacianos disputam seu controle. Um possível novo porta-voz deve se encontrar com o presidente nesta semana.

Fosse só isso, Temer poderia mudar-se para o Palácio da Alvorada com a certeza de que iria dormir tranquilo em meio às emas. Infelizmente para ele e o PMDB, há humanos no processo. O tempo corre contra o novo presidente. Trocar de fuso viajando ao exterior não faz o relógio da impopularidade andar mais devagar.

10 thoughts on “Governo Temer não decola e a avaliação está piorando no Ibope

  1. “A tendência principal, porém, foi o crescimento significativo e quase universal dos eleitores que dizem não saber avaliar o governo. Na maioria dos casos, a migração foi da taxa de “regular” para o não sabe/não respondeu.”
    … … …
    O cidadão está com dificuldades de entender o Governo Temer, PMDB-SP.
    Coisa mais do que natural … aqui mesmo no blog tenho dificuldades com vários comentaristas … no entanto, não está acontecendo nada do que comentam!!!
    Por exemplo: http://g1.globo.com/politica/operacao-lava-jato/noticia/2016/09/stf-compartilha-com-forca-tarefa-da-provas-sobre-dez-parlamentares.html

  2. O amontoado de asneiras do depoimento do Eike…

    ” Dentre os deveres legais do MP, está o de apurar as chamadas ‘ notícias de fato’, por que restringiram tanto o depoimento do Eike ?
    MPF: Perfeito, então vamos, Dr. ROBERSON.

    MPF: Na verdade só colocando de uma forma bem transparente, como nos fomos
    procurados por seus advogados né, o senhor falou que teria fatos a relatar, nos deixaríamos o senhor relatar e conforme eventualmente for saindo do escopo da Operação Lava Jato nos faremos aquelas correþ§es de caminho para que a gente faça da forma mais objetiva possível á inquirição.

    Depoente: Perfeito.

    MPF: Dr. EIKE, a palavra é sua.

    Nunca vi um depoimento , não uma simples gravação, com tantos ‘inaudíveis’ assim…

    MPF. OTORRINOS JÁ….

    (…)…MPF: O senhor é o beneficiário econômico dessa conta?
    DEPOENTE: (inaudível) é minha.
    ADVOGADO: Nós temos muitos documentos, ai tem que esperar o contador (inaudível).
    MPF: A (inaudível), o senhor era o controlador dela?
    DEPOENTE: Sim. Isso, (inaudível), como é que é?

  3. Sem querer defender qualquer Governo, mas analisando com mais justiça a situação:

    O atual Governo que assumiu em 14/Mai/2016 interinamente, a partir de 1º/Set/2016 plenamente, pegaram o avião sobre a pista, taxiando para traz a boa velocidade e aceleração crescente. Quase que antiga Capitâ, “decola de ré “. ( Maior Recessão desde 1929, – 7,5% do PIB em 2 1/2 anos).
    Tem o atual Capitão TEMER (75) PMDB e seu Co-Piloto MEIRELLES (70) PSD, primeiro que “parar” o avião que taxiava de ré, o que deve acontecer no último Trimestre de 2016, para então RETOMADA A CONFIANÇA, empurrar a pleno para frente o manete, e começar a acelerar para frente. tendo ainda que percorrer +- 1,200m de pista, para então decolar.
    E para não fazer mais um voo de galinha, tem de qualquer jeito colocar DINHEIRO no bolso dos Desempregados, Empregados de Salário Mínimo e baixos, Aposentados, que são responsáveis por 70% do CONSUMO, ( CONSUMO POPULAR), do CONSUMO TOTAL que é responsável por 70% do PIB (Produto Interno Bruto).
    Como diz nosso Colega Sr. DANIEL S LABELI, essa Gente é responsável por 50% do crescimento do PIB, e tenho certeza que o Governo TEMER/MEIRELLES saberá fazer isso.

  4. A posse de Temer não deixa de ser um “acidente” político amparado pelos ditames da lei. Mas, em geral, qualquer político pouco se importa com os resultados de suas ações, desde que possa manter a “curriola” dentro da panela. E Temer, cercado por um bando de larápios na cúpula do executivo, não pode dar certo mesmo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *