Greenwald será processado como cúmplice dos hackers, é só uma questão de tempo

Resultado de imagem para greenwald chRGESCarlos Newton

A decisão do juiz federal Ricardo Leite, do Distrito Federal, que não aceitou a denúncia apresentada pela Procuradoria da República contra o jornalista Glenn Greenwald, foi apenas provisória. O magistrado respeitou uma liminar concedida no Supremo pelo ministro Gilmar Mendes, proibindo que o jornalista fosse investigado e responsabilizado pelas autoridades públicas e órgãos de apuração administrativa ou criminal pela “recepção, obtenção ou transmissão” de informações publicadas na imprensa.

“Deixo de receber, por ora, a denúncia em desfavor de Glenn Greenwald, diante da controvérsia sobre a amplitude da liminar deferida pelo Ministro Gilmar Mendes”, assinalou o juiz Ricardo Leite.

POR POUCO E “POR ORA” – Como se sabe, Greenwald é fundador do site The Intercept Brasil, que publicou uma série de reportagens sobre mensagens trocadas entre o então juiz federal Sérgio Moro, o procurador Deltan Dallagnol e outras autoridades da Lava Jato.

Em tradução simultânea, pode-se dizer que o criador do site The Intercept escapou por pouco e “por ora”, mas continua tendo um encontro marcado com a Justiça brasileira. Não vai escapar do processo, até porque não está sendo denunciado por “recepção, obtenção ou transmissão” de informações publicadas na imprensa.

Desta vez, a acusação é muito mais grave do que calúnia, injúria ou difamação, que Gilmar Mendes fez questão de relevar. A denúncia agora é de associação criminosa no esquema envolvendo invasão de celulares e captação ilegal de mensagens de autoridades públicas, como os outros seis envolvidos na investigação da Operação Spoofing, que já estão sendo processados.

LIBERDADE DE IMPRENSA – A liminar que blindou Greenwald teve o claro objetivo de resguardar a liberdade de imprensa e o direito de o jornalista manter sua fonte sob sigilo. Apenas isso, única e exclusivamente.

Portanto, pode-se dizer, sem medo de errar, que o juiz Ricardo Leite foi cauteloso demais, porque na denúncia ficou claro que Greenwald não foi investigado por “recepção, obtenção ou transmissão” de informações sobre diálogos infantis e pouco republicanos travados entre autoridades da Lava Jato.

O problema é que Greenwald foi traído pelo hacker Luiz Henrique Molição, o último a ser indiciado e preso. O fato é que Molicão ficou assustado com as consequências e decidiu fazer delação premiada. E uma das provas que apresentou foi a gravação de uma conversa com Greenwald, que não sabia estar sendo grampeado.

DIÁLOGO INCRIMINADOR – A conversa ocorreu logo após o site The Intercept ter divulgado que o celular do ministro da Justiça, Sergio Moro, havia sido invadido. Segundo o Ministério Público Federal, o hacker Molição ligou para Glenn para saber o que deveria fazer com os arquivos das conversas interceptadas.

Segundo os procuradores, a conversa mostra que Greenwald “sabia que o grupo não havia encerrado a atividade criminosa e permanecia realizando condutas de invasões de dispositivos informáticos e o monitoramento ilegal de comunicações e buscou criar uma narrativa de ‘proteção à fonte’ que incentivou a continuidade delitiva”.

Em um dos trechos do diálogo, o jornalista sugere que o hacker apague as mensagens, “de forma a não ligá-los ao material ilícito, caracterizando clara conduta de participação no delito”, dizem os procuradores.

O trecho que, para o MPF, comprova a orientação que Greenwald deu ao hacker é reproduzido na página 61 da denúncia e está destacado em vermelho. Nele, o jornalista diz: “Pra vocês, nós já salvamos todos, nós já recebemos todos. Eu acho que não tem nenhum propósito, nenhum motivo para vocês manter nada, entendeu?”, diz ele, recomendando que os hackers se livrem das provas, apagando as gravações ilegais que fizeram durante meses.

####
CONVERSA DE GREENWALD COM O HACKER

Confira o trecho do diálogo que a procuradoria considerou prova do envolvimento do jornalista americano nos crimes cometidos pelos hackers.

GREENWALD – Entendi. Então, nos temo… é, vou explicar: como jornalistas, e obviamente eu preciso tomar cuidado como tudo o que estou falando sobre “esse assunto”. Como jornalistas, nós temos uma obrigação para “co-dizer” (?) nossa fonte.

MOLIÇÃO – Sim

GREENWALD  – Isso é nossa obrigação. Então nós não podemos fazer nada que pode criar um risco que eles podem descobrir “o identidade” de nossa fonte. Então, para gente, nós vamos… como eu disse, não podemos apagar todas as conversas, porque precisamos manter, mas vamos ter uma cópia num lugar muito seguro, se precisarmos. Pra vocês, nós já sabemos tudo, nós já recebemos tudo. Eu acho que não tem nenhum propósito, nenhum motivo para vocês manter nada, entendeu?

MOLIÇÃO – Sim.

GREENWALD – Nenhum. Mas isso é sua , sua escolha, mas estou falando e isso não vai prejudicar nada que estamos fazendo, se você apaga.

MOLIÇÃO – Sim. Não, era mais, era mais uma opinião que a gente queria mesmo, pra gente fazer mais pra… mais pra frente.

###
P.S.
Com se vê, a situação de Greenwald é complicadíssimo, Deixou de ser o jornalista que recebeu as informações e publicou. Agora, ultrapassou a linha divisória do gramado, virou cúmplice e conselheiro dos hackers. Vai ser muito difícil sair ileso. Se fosse nos Estados Unidos, Greenwald já estaria fazendo acordo com a promotoria, para diminuir a pena.  (C.N.)

22 thoughts on “Greenwald será processado como cúmplice dos hackers, é só uma questão de tempo

  1. Em alguns segmentos sociais, impera o “espírito de corpo”, principalmente naqueles nos quais os caras quando na pior das hipóteses são condenados a condenação é aposentadoria remunerada. Noutros segmentos, impera o espírito de porco, como parece ser o caso do jornalismo, a julgar pelo caso Greenwald. Ora essa, no Estado Democrático de Direito, a relação entre a fonte e o jornalista é sigilosa, é uma questão de sigilo profissional, e para conseguir as informações que deseja o profissional precisa conversar mesmo com a fonte,seduzi-la, encorajá-la a abrir o bico, dar-lhe segurança, enfim convencê-la a falar, diferente de setores autoritários, ditatoriais, que arrancam as informações na porrada, no pau de arara, na tortura, na “prisão temporária ou preventiva”, da qual o cara só se livra e abrir o bico, etc. e tal.

  2. Fica a pergunta: os Hackers invadiram celulares e encaminharam as gravações das conversas ao Greenwald, casado com um deputado do PSOL, partido inimigo do Moro, por alta recreação? Com que interesse?
    O alvo das gravações foi o ´Sérgio Moro e o Dellagnol, justamente, foram os então Juiz e procurador os responsáveis pela condenação do Lula na primeira instância, embora o Lula tivesse ampla defesa, foi condenado também na segunda instância e teve suas dezenas de recursos negados em outras instâncias
    Todo esse esquema, atende a defesa do Lula ao dizer que Sérgio Moro foi imparcial e que o Lula foi um perseguido político.

    • Jacub, quando a primeira e a segunda instâncias encontram-me mancomunadas, nem Jesus Cristo escapa da dita-cuja guilhotina das mesmas. E se a terceira tb estiver metida no imbróglio, daí nem Deus deles. Imagine que podem fazer com um pobre coitado, ignorante, zé mané, igual o Lula, pego no contrapé, que em seu delírio político pensava que era o intocável rei do Brasil.

      • Meu sobre nome é Jacob, espero que da próxima vez escreva certo.
        Para você todos estão errados, inclusive o STF que negou vários recursos do Lula.
        Os personagens do governo Lula que devolveram os valores roubados são uns pobres coitados? Quer prova maior que essa. Lula o Homem mais honesto do mundo é réu em mais 6 processos de corrupção. Dizer que isso é perseguição política, não cabe na cabeça de ninguém em sã consciência

  3. Tem também um tal jornalista Arruinaldo Azedo, que foi logo dando publicidade a esse crime que tinha uma fonte: a irmã do Aécio Neves. Todo bandido tem fontes né? Esses fuleragens já deviam ser desmascarados pelos jornalistas de verdade. Sim e todo dia ele arrota asneiras na Band pedindo para o Sérgio Moro se demite para o presidente se suicidar. Rapaz ah país vagabundo. Só rindo mesmo.

  4. “Se fosse nos Estados Unidos, Greenwald já estaria fazendo acordo com a promotoria, para diminuir a pena”
    Pois é, se fosse nos EUA, toda a corja da Esquerda que dominou o Brasil nos cargos chaves (no Executivo incluindo o presidente e seus ministros, os políticos apoiadores da Esquerda, principais mandantes das Estatais etc.) muitos estariam presos e o restante estariam para sempre defenestrados da política e do serviço público.

    E sobre esse militante petista, aqui no Brasil seus defensores esquerdistas adoram dizer nas Redes Sociais que ele foi premiado com um Pulitzer. Como se ganhar um Pulitzer servisse também como aval para isentar e perdoar criminosos e seus crimes.

    Acho até que, Lula ao ser chamado de o “cara” por Obama se achou alguém de peso no cenário internacional e que até poderia fazer do Brasil a sua fazenda. Se ferrou senhor “poderoso”.
    Aliás, anos antes do Trump ser presidente, o mesmo deu uma entrevista à Revista Veja e quando o entrevistador lhes disse que Obama tinha chamado Lula de o cara o Trump falou que o mesmo Obama dizia isso para todos.

  5. E na maior cara de pau muitos esquerdistas (incluindo Blogs Chapa Branca) divulgam para o povo que o interesse do militante petista ao ter denunciado (através do seu serviço sujo e criminoso) com escutas clandestinas o Sergio Moro e os procuradores do MP é para o bem da nação, para resgatar a nossa Democracia, em nome da Democracia blá, blá, blá. MAS, até as pedras sabem que a intenção mesmo foi para desmoralizar o Sergio Moro, o MP e num todo, desmoralizar a nossa justiça para enfraquecê-la, e assim facilitar a vida de Lula e tira-lo da cadeia. Tudo foi feito em nome de “Lula Livre”.

    Em que época e lugar o Socialismo/Comunismo já se preocupou com: Democracia, Liberdades individuais inclusive Liberdade de Expressão, Direitos Humanos, Justiça Social e realmente melhorou a vida dos mais pobres?

  6. ACHEI NOS MEUS ARQUIVOS UM POUCO DA ENTREVISTA DO TRUMP DADO À VEJA:
    Veja – O senhor já esteve com Dilma Rousseff?
    Donald Trump – Não. Quem é êle?

    Veja – É a presidente da República. E de Lula o senhor já ouviu falar?
    Donald Trump – Também não.

    Veja – Trata-se do ex-presidente, o mesmo sobre que Obama declarou: “Ele é o cara”.
    Donald Trump – Obama diz isso pra todo mundo. Legal ele pode até ser, mas infelizmente não está fazendo um bom trabalho na Casa Branca. Os Estados Unidos estão virando um Estado de bem-estar social e, pior, comendo poeira na corrida com outros países. Veja a pujança chinesa diante da americana. É inadmissível, Obama enfraqueceu a economia.

  7. De novo ou novamente?

    CN insiste em defender essa tese fraca, baseada nos diálogo di jornalista com i hacker.
    Ora, se nem a PF viu nisso uma priva cabal de envolvimento, vem esse procurador e defensores do justiceirismo pregar a punição de quem divulgou os conluios do então juiz com procuradores.

    É assim que se combatem crimes? Através de desvios da lei?
    E defender esse tipo de conportamento vai melhorar o país?

    • Caro Zenóbio.

      Eu receberia o material, publicaria os diálogos mais importantes, mas jamais me relacionaria pessoalmente com os criminosos nem atuaria como conselheiro deles, ensinando como escaparem da lei e da Justiça. Apenas isso.

      Abs.

      CN

  8. CN, me parece tão óbvia a culpa desse gringo que acho melhor falarmos de Resende X Boavista, rende mais assunto.

    No mais, concordo absurdamente com você, caríssimo Carlos Newton.
    Um forte abraço.

  9. Carlão .. te respeito como um “lagarto velho ” do jornalismo, mas convenhamos será que vc faria isso mesmo que vc falou…? Essa situação Carlão o buraco é muito mais embaixo que nós pobres mortais podemos pensar ou julgar …tem poderes envolvidos nesta lama onde ninguém ali é santo …tanto o lado A quanto o lado B…Se vc tivesse algo deste naipe ..fique sabendo que vc ‘receberia” logo um “telefonema” e ai meu caro …vc ia pensar duas vezes na parada em que estava se metendo .

    Mas vida que segue …

    YAH SEJA LOUVADO SEMPRE …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *