Greve dos Correios não sensibiliza os bancos e empresas, que cobram juros de quem não pode pagar as contas

Carlos Newton  

Carlos Chagas já denunciou aqui no Blog, com toda razão. Mas uma vez os bancos e asgrandes empresas e concessionários não se sensibilizam com a greve dos funcionários dos Correios, iniciada há mais de dez dias, que paralisou as entregas de boletos e contas de água, luz e telefone e cobranças diversas, inclusive de cartões de crédito dos próprios bancos. Portanto, para evitar transtornos e a cobrança de multas por atrasos, os consumidores tem de se virar para solicitar outra forma de pagamento antes da data do vencimento da conta.

O Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) recomenda o contato com a empresa credora para solicitar a emissão de segunda via do boleto por meio de fax, e-mail, ou pelo site da empresa. Mas todos sabem como isso funciona. Basta ligar para os chamados serviços de atendimento das empresas, pelo 0800 ou 4000, para ter uma idéia.

Vejam o meu exemplo: comprei um laptop para agilizar a moderação dos comentários do blog, quatro dias depois ele parou de funcionar, perdi a nota fiscal, fui na Loja do Ponto Frio, mas eles não fornecem cópia da nota fiscal, o cliente tem de ligar para o serviço de atendimento, mas eles não atendem nunca. Já cansei de ligar e vou levar o laptop para conserto fora da garantia.

O Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor diz também que pode ser solicitada a prorrogação do vencimento, para evitar a cobrança de juros e multas ou a suspensão na prestação de serviços. “Se o consumidor entra em contato com a empresa e ela não fornece meios alternativos de pagamento, ela não vai poder cobrar esse boleto depois com encargos”, explica Flávio Siqueira Jr., advogado do Idec. Seria tão bom se fosse simples assim. Esse advogado´está no mundo da Lua.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *