Guedes admite que leilão do Pré-Sal empacou sem acordo e sem projeto

O futuro ministro da Economia, Paulo GuedesFoto: Jorge William / Agência O Globo

Guedes aguarda sugestões, e o tempo vai passando….

Marcello Corrêa
O Globo

O futuro ministro da Economia, Paulo Guedes, disse nesta terça-feira que a negociação para autorizar o leilão da cessão onerosa está difícil. Segundo Guedes, que passou a tarde reunido com a atual equipe econômica no Palácio do Planalto para debater o assunto, a discussão está “amarrada” porque a divisão dos recursos do leilão com estados e municípios ameaçaria o teto de gastos no ano que vem.

– Está difícil, está amarrado – disse Guedes, que retornou ao CCBB em Brasília de carona com o presidente do Senado, Eunício Oliveira.

A PARTILHA – Existe uma disposição para entendimento. Temos a concepção que todo mundo está com problema, estados, municípios, federação. Então qualquer coisa que pudesse ser compartilhada seria compartilhada. O problema é que a forma de fazer isso aparentemente não é trivial. A equipe atual está dizendo que você não consegue fazer isso sem atingir o teto de gastos ano que vem- disse o futuro ministro.

Guedes não detalhou qual seria essa “questão de forma”. Mas sinalizou que o impasse deve adiar a votação do projeto de lei no Senado em uma semana. Ele não confirmou, no entanto, se a votação foi de fato adiada.

– Eles vão estudar e parece que vão passar uma semana examinando – afirmou Guedes.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
– Conforme todos sabem (ou deveriam saber), é grave a crise dos três níveis de governo – federal, estadual e municipal. Estados e municípios confiam no governo Bolsonaro, que não pode fazer milagres e na verdade só conta com o leilão do Pré-Sal, e “c’est fini”, como dizia o humorista Mário Tupinambá. Mas está dando rolo no leilão, por causa do limite de gastos que todo mundo quer ultrapassar. É a repetição do velho ditado popular – “quando falta o pão, todos brigam e ninguém tem razão”. Oremos. (C.N.)

4 thoughts on “Guedes admite que leilão do Pré-Sal empacou sem acordo e sem projeto

  1. Minha terra tem palmeiras
    onde canta o sabiá
    Tem ladrões e muambeiras
    Que fedem que nem gambá
    Dá ladrão por toda parte
    Parece que abriram as cadeias
    Especialmente no STF
    Lá os encontramos a mancheias!

    (Como poeta sou nota zero, mas que disse a verdade ninguém pode negar).

  2. Ora bolas! De l945 até hoje todos os ministros da fazenda foram manipulados pelos grandes Bancos. Naquela época tinhamos uma reserva em dolares muito grande e zero de dívidas. Torraram tudo ( 1 bi de dolares foram parar no Banco Mundial).

    Em 1960, numa negociação de Roberto Campos, atingimos uma divida de 1 bilhão de dolares. E nossa divida nunca nais parou de crescer.

    Se Bolsonaro não fizer uma auditoria nesta dívida, como manda a Constituiçao, encerro definitivamente minha vida de eleitor. Em 1960 votei pela 1a. vez. Caguei na urna com jànio quadros. Será que vou encerrar meu ciclo de eleitor, cagando com bolsonaro?

    Que Deus tenha oena de mim.

  3. Tres sugestões para encher o cofre federal ,auditoria das dividas interna e externa suspensão de isenções fiscais e acabar com o refis do agronegócio.As dividas já foram pagas e muito bem pagas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *