Gurgel prevê que a corrupção e a impunidade farão uma grande festa com a diminuição dos poderes do Supremo

(Deu na Folha) Reportagem de Matheus Leitão

O procurador-geral da República, Roberto Gurgel, afirmou que “a corrupção e a impunidade farão uma grande festa” no caso de aprovação da PEC (Proposta de Emenda Constitucional) 37, que pretende tirar o poder de investigação do Ministério Público.

Gurgel afirmou que irá conversar com o presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN). Segundo ele, a conversa servirá para reiterar “a grande preocupação de todos os componentes do Ministério Público [com a proposta], que mutila a instituição”.

O procurador-geral criticou a PEC, que submete as decisões do STF (Supremo Tribunal Federal) ao crivo dos congressistas. A proposta foi aprovada semana passada pela Comissão de Constituição e Justiça da Câmara.

“A proposta gera grande perplexidade do ponto de vista constitucional. É uma iniciativa que praticamente inviabiliza o controle de constitucionalidade pelo STF e parece atingir o fundamento da questão da separação dos poderes”, disse Gurgel.

Na opinião do procurador, “há uma linha de coerência” entre as duas propostas. “Ambas atacam instituições do sistema de Justiça”. Mas, segundo ele, não há crise entre Poderes no Brasil. “A nossa democracia está em um estágio de maturidade que eventuais rusgas serão superadas em nome da harmonia”, afirmou.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

15 thoughts on “Gurgel prevê que a corrupção e a impunidade farão uma grande festa com a diminuição dos poderes do Supremo

  1. O STF PROVA DO SEU PRÓPRIO VENENO.

    1)Por não prender Natan Donatan
    2)Pro não julgar processos conta Renan e Alves.
    3)Por não julgar processos contra 2/3 dos dep.
    4)Por não julgar processsos contra 1/3 dos senadores.
    5)Por não julgar processos contra membros do judiciário.
    6)Por não julgar processos contra os bancos.
    7)Por não julgar processos contra ministros
    8)Por não julgar o processo do mensalão do PSDB.
    9)Por não julgar processos contra Erenice Guerra.

  2. Mas essa é justamente a intenção dos obliteradores que estão no poder há uma década.

    Só este povo ignorante (parte por indução, parte por opção) é que não enxerga, não quer enxergar ou concorda com isso.

    Aos saudosistas do Regime Militar, desfaçam suas esperanças. As FFAA foram estrategicamente esfaceladas graças à estes mesmos demônios.

    Não vejo uma mudança positiva, progressista deste país exceto na eventualidade de uma grande mudança de paradigma e isto não virá sem (muito) sofrimento.

  3. Já temos tantas policias, só para citar as federais: Policia Federal, Policia Florestal de Fronteiras, Polícia Rodoviária, Policia Marítima, aeroviária, e mais não sei quantas. Para que mais uma? Para dar mais empregos como o caso das agências reguladoras que não tem quem as regulem? Mais corregedoras?

  4. Com a licença de La Fontaine. Um cordeirinho bebia tranquilamente água no riacho de sua aldeia natal. De repente, chega um lobo faminto e lhe diz, peremptoriamente: “Vou lhe devorar porque você está sujando a água que estou bebendo!” O cordeirinho (que era pequenininho mas já era esperto), retruca: “Não, “seu” lobo, eu não posso estar sujando a água que o senhor está bebendo porque eu estou a jusante do rio enquanto o senhor está à montante!” O lobo, cujo nome já diz tudo, replica: “Não está sujando agora mas, no ano passando, sujou, por isso, eu vou lhe comer!” Tréplica do cordeirinho “pentelho”: “Não, “seu” lobo, eu não posso ter sujado a sua água no ano passado porque eu sou pequenininho, eu nem era nascido no ano passado!”. O lobo, já salivando e mostrando os caninos enormes, responde: “Bem, se não foi você foi seu pai, se não foi seu pai foi seu avô! De qualquer maneira eu vou lhe devorar!” Mmmmmmmmm!!!!Shlep!!! Grunch!!!!!! Os dois outros “poderes” da Re(s)pública diante do Legislativo!!!

  5. Segundo um Senador disse na Tribuna, e esta registrado nos anais do Senado, esse obeso alem de prevaricador é chantagista, pois chantageava politicos, com mandatos, para não serem processados. Como pode um Procurador ser acusado dessa forma, e ninguem toma providencia alguma. Como esta representado as Procuradorias do Brasil

  6. Senhores,
    Talvez se possa resolver a situação dos Promotores é claro do MP. Um pedido de demissão com direito de ser aproveitado como Delegado. Isto para não levar o salarinho. Desta forma adquire o direito de investigar.

    Em tempo: satisfação em ver o Senhor Francisco de Assis falando nesta coluna. Já é um jornalista pela paz que transmite e pela sua capacidade. Saúde para todos.

  7. À turma que acha que ofende o Procurador Geral da República chamando-o de obeso, engana-se redondamente.
    Noto perfeitamente que a palavra está sendo usada como se obeso fosse um defeito moral, uma depreciação à pessoa, uma característica negativa!
    Lamento, mas na razão direta desse possível achincalhe, facilmente se percebe o preconceito, a discriminação, razão pela qual os detratores do Procurador têm as suas críticas a ele absolutamente inócuas e inválidas porque advindas de mentes deturpadas, que segregam as pessoas, que as desqualificam se a aparência as desagrada, portanto, defeitos de caráter muito mais grave que os supostamente apontados por alguns comentaristas com relação ao Gurgel.
    Assim, eu estaria autorizado e na mesma proporção para sintetizar a maldade em alguém, chamando-o de “magro”, pois o critério conforme alguns colegas reside na imagem do ser humano, e não no seu caráter, personalidade, honra, decência honestidade…
    Bem que eu poderia dizer que, quanto mais gordo mais inteligência, qualidades, virtudes… enquanto dos magros, quanta pobreza, deficiência, carência, falta de humor, ausência de sensibilidade, desconsideração, desonestidade, corrupção, maldade, e tomaria como exemplo clássico do que afirmo, a estampa elegante do senador Collor, o pior presidente de todos os tempos ou, por acaso, eu estaria enganado?

  8. Gurgel está certíssimo: a corrupção e a impunidade certamente continuarão sua festa.
    Panfleteiros do partido disfarçados de jornalistas como Mauro S e Jânio de F., detestam Gurgel.
    É preciso saber distinguir jornalistas de panfleteiros de partidos disfarçados de jornalista.
    O jornalismo foi feito para informar, mas aconteceu não sei bem onde, a contaminação ideológica desta atividade por um sacerdote de uma ideologia dessas de sempre de que, o jornalista tem que fazer justiça. Isso emocionou os retardados, principalmente dos países de terceiro mundo como o Brasil, em que muitos desses péssimos profissionais, como os dois citados, só falta xingar seus desafetos de filhos da puta.
    PODE?

  9. O obeso foi para separar de outros Procuradores, mas a direita acha ruim com a não ofensa, mas com ptrvaricador e chantagista, para eles deve ser elogios

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *