“Hackers não vão interferir na missão”, diz Moro ao festejar queda da criminalidade

Resultado de imagem para moro em manaus

Moro apresentou hoje as estatísticas da redução de diversos crimes

Deu em O Globo

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, apresentou, na manhã desta quarta-feira, um balanço de crimes cometidos no primeiro bimestre. Ao concluir que houve redução em casos de homicídios, estupros, roubos e furtos, o ex-juiz da Lava-Jato em Curitiba afirmou que hackers não vão interferir em sua missão no governo federal.

Segundo dados do Sistema Nacional de Informações de Segurança Pública (Sinesp), roubos de carga caíram 40,6% entre o primeiro bimestre de 2019 e o mesmo período do ano anterior. Roubos de carro caíram 28,3%. Houve redução de 23% nos casos de homicídio e de 7% nos registros de estupros.

PACOTE ANTICRIME – Ao comentar os dados, Moro admitiu que “os números ainda são altos”. Ponderou que “muitos fatores influenciam a queda, o mérito não é só do governo federal”.

Segundo ele, a aprovação do pacote anticrime que enviou ao Congresso ajudaria ainda mais a aumentar a queda nos índices criminais. Mas o ministro disse respeitar a prioridade de tramitação da reforma da Previdência.

ATAQUE DE HACKER – No último domingo, o site “The Intercept” divulgou conversas privadas que Moro teve com o procurador Deltan Dallagnol entre 2016 e 2017. Nas mensagens, o então juiz da Lava-Jato sugere a troca de ordem de operações, cita o nome de uma fonte que podia ser ouvida pelo MPF e conversa sobre a aprovação de requerimentos da acusação.

Moro e Deltan alegam que foram vítimas de um ataque criminoso de um hacker e negam que tenham combinado a atuação da Lava-Jato.

“Hackers de juízes, procuradores, jornalistas e talvez de parlamentares, bem como suas linhas auxiliares ou escândalos falsos não vão interferir na missão”, escreveu o ministro em sua conta do Twitter, nesta quarta-feira.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
Conforme assinalamos semana passada, Sérgio Moro está dando show de gestão e ampliou em 1.650% as verbas a reparação de danos ambientais e de apoio ao consumidor. Agora, festeja a queda criminalidade. Em mais alguns dias vão cessar os ataques do esquema midiático armado para destruir a Lava Jato, e Moro seguirá em frente. (C.N.)

16 thoughts on ““Hackers não vão interferir na missão”, diz Moro ao festejar queda da criminalidade

  1. Elio Gaspari, pelo nome não se perca (HF). A Globo já começa a preparar a sua fuga?

    Moro, pede pra sair

    As conversas impróprias de Sergio Moro com o procurador Deltan Dallagnol enodoaram a Lava-Jato e fragilizaram a condenação imposta a Lula pelo tríplex do Guarujá. Se isso fosse pouco, a postura arrogante do ministro da Justiça nas horas seguintes às revelações do site Intercept obriga muitos daqueles que gostariam de defendê-lo a ficar no papel de bobos: “Basta ler o que se tem lá e verificar que o fato grave é a invasão criminosa do celular dos procuradores”. Antes fosse. O fato grave é ver um juiz, numa rede de papos, cobrando do Ministério Público a realização de “operações”, oferecendo uma testemunha a um procurador, propondo e consultando-o a respeito de estratégias.

    As mensagens de Moro e de Dallagnol deram um tom bananeiro à credibilidade da Operação Lava-Jato e mudaram o eixo do debate nacional em torno de seus propósitos. O ministro e o procurador reagiram como imperadores ofendidos, tocando o realejo da invasão de privacidade. Parolagem. Dispunham de uma rede oficial e segura para trocar mensagens e decidiram tratar de assuntos oficiais numa rede chumbrega e privada. Noves fora essa batatada, precisam explicar o conteúdo de suas falas. Sem explicações, a presença dos dois nos seus cargos ofende a moral e o bom senso. No caso de Moro, ofende também a lei da gravidade. Ele entrou no governo amparando Jair Bolsonaro e agora depende de seu amparo. Se o capitão soltar, ele cai.

    Em nome de um objetivo maior, a Lava-Jato e Moro cometeram inúmeros pecados factuais e algumas exorbitâncias, tais como o uso das prisões preventivas como forma de pressão para levar os acusados às delações premiadas. Como não houve réu-delator que fosse inocente, o exorbitante tornou-se conveniente. Ao longo dos anos, Moro e os procuradores cultivaram e, em alguns casos, manipularam a opinião pública. Agora, precisam respeitá-la.

    Uma das revelações mais tenebrosas das mensagens é aquela em que, dias depois de divulgar o conteúdo do grampo de uma conversa da presidente Dilma Rousseff com Lula, Moro diz :“não me arrependo do levantamento do sigilo, era a melhor decisão, mas a reação está ruim”.

    Não houve “levantamento” mas quebra, pois a conversa foi interceptada depois que expirara o prazo para as escutas. Dias depois de cometer a exorbitância, Moro explicou-se ao ministro Teori Zavascki com uma argumentação desconexa, até sonsa.

    A conversa de Dilma com Lula deu-se no dia 16 de março de 2016, quando eles concluíam a armação da ida do ex-presidente para a Casa Civil.

    A reportagem do Intercept informa que, às 12h44m, Moro e Dallagnol discutiram a divulgação “mesmo com a nomeação”. Sabia-se que Dilma pretendia nomear Lula, mas o telefonema só ocorreu às 13h22m. Às 15h27m, Dallagnol disse que sua posição era de “abrir” o assunto, e às 18h40m ela estava no ar, detonando a manobra do comissariado petista.

    Para quem tinha esse objetivo, foi um sucesso, mas não está combinado que juízes e procuradores se metam em coisas desse tipo. O viés militante de Moro e Dallagnol na Lava-Jato afasta-os do devido processo legal, aproximando-os da República do Galeão, instalada em 1954 em cima de um Inquérito Policial Militar que desaguou no suicídio de Getúlio Vargas.

  2. Os seus comentários são um contrapeso a certos artigos tolos que a TI publica. Bom se fosse sempre um lugar onde pudessemos encontrar informação e análises de coisas reais. Entretanto quando o assunto descamba para elocubrações budistas ou poesias tolos aí estraga tudo.

  3. A esquerdalha pira!!!! Boa Sr. Moro. Bandido, mesmo engravatado e com carteirinha de político, é bandido, e só a cadeia o retém! Mr. greemwald, persona non grata! Get out of Brazil.

  4. Posso discordar do CN, mas ele é o dono e editor do sitio, entonces tem o direito de publicar o que quiser.
    Tenho ironizado artigos e postagens onde mete a ripa na cacunda do Bolsonaro e nem por isso ele agride seus leitores.

  5. Podem me dizer o que quiserem, publicar o que acham importante com relação aos supostos de crimes de Moro e Dallagnol, podem ser contundentes em mencionar que a ética foi ofendida pelo juiz e procurador, podem fazer o que quiserem neste blog democrático.

    Mas não vão me convencer que tais reações não escondem que o objetivo é soltar Lula, de nivelar o fantástico e memorável trabalho da dupla de servidores na Operação Lava Jato, aos crimes praticados pela quadrilha de petistas!

    Em suma:
    Não há honestos no País; não há mais decência nesta terra; não tem quem possa acusar e condenar quem quer que seja porque todos são bandidos!!!
    Esta é a tática e intenção do PT e cúmplices.

    Só não percebe quem não quer ou for um sectário petista empedernido e dissimulado!

  6. É isso aí, Dr Moro, enquanto os ladrões ladram, a caravana passa por cima deles. De qualquer modo as ratazanas petelhas e seus capangas defensores de bandidos estão tramando contra o pacote anti-crime.

  7. Quem alega, cínica e hipocritamente, que estamos em Pleno Estado Democrático de Direito, basta perceber o modo como nossas vidas são conduzidas por ladrões e corruptos!

    Não temos sequer o direito à vida, mas de servirmos de alvos para a violência estimulada pelo antro de venais, por um congresso de canalhas e traidores do povo!

    Que bloqueassem a permissão para se andar armado, sem Porte de Armas, menos em casos especiais, claro, conforme escrevi como um dado que eu discordava deste Decreto.

    Agora, negarem o meu direito à defesa da minha vida e dos meus familiares, parentes, amigos, conhecidos, em ato despótico, totalitário, arbitrário, o Brasil hoje está submetido à ditadura da casta legislativa, um poder podre, imundo, inútil, vagabundo, ladrão, que não quer que eu exerça até mesmo o que me concede a Constituição Federal!

    O dia não foi ruim para Moro e Jair, Cardoso, mas foi péssimo à vida dos cidadãos brasileiros!

  8. Boa tarde leitores (as ) :

    Senhor Newton Carlos e O Globo , quem garante que ( as – os) agentes públicos não CORROMPIDOS envolvidos no combate aos criminosos ” POLÍTICOS , JURÍDICOS e INSTITUCIONAIS , não foram vítimas , de alguns Ministros ( MEMBROS – JUIZES ) do próprio Supremo Tribunal Federal – STF , Ordem dos Advogados do Brasil – OAB e Tribunais Superiores , que contrataram diversos HACKER através do site “The Intercept” , para bisbilhotar e divulgar sumariamente informações trocadas entre ENTES de fiscalização e proteção do Estado Nacional , sem ouvi-los , visando DEMORALIZA-LOS , DESONRA-LOS e DESQUALIFICA-LOS ?
    Como aconteceu antes e continua acontecendo atualmente .
    Irônica e curiosamente , a ” OPERAÇÃO LAVA-JATO ” no Brasil revelou e entregou de mão beijada , uma verdadeira mina de ouro , caça-níquel e lavanderia de dinheiro das diversos origens e crimes e a OAB não quer abrir desse filão e quinhão .

  9. Prezado José Carlos,

    A tua tese não pode ser descartada!

    Constata-se claramente que existem conspirações contra o atual governo, e em plena execução.

    Se Moro é inimigo para o PT, indiscutivelmente o ex-juiz federal é considerado pelo fantoche Gilmar Mendes como arqui-inimigo do STF!

    Logo, quem pode discordar desta tua ideia?

    Eu a apoio integralmente, e conta comigo na sua divulgação!

    Abraço.

  10. Boa tarde , leitores (as):

    Senhores Francisco Bendl e Carlos Newton , o que existe é tão somente uma Trama e Conspiração contra o ” Estado Nacional ” , não tem nada a ver com o governo atual ou plantonista do momento , pois enquanto o ” Povo Brasileiro ” não tomar vergonha na cara e deixar de ser omisso , não existe solução .
    Ou seja , já que alguns membros do poder judiciário nos negam o ” DIREITO Á JUSTIÇA FORMAL e OFICIAL ” , eles nos estão empurrando para a ” JUSTIÇA COM AS PRÓPRIAS MÃOS ” , vede uma decisão após 25 anos , recente dos Ministros – Juízes do STF , enquanto que criminosos ENDINHEIRADO , são beneficiados em menos de 24 horas .

  11. O Dr. Moro e a Equipe de Procuradores da Lava-Jato estão incomodando todos os membros da Quadrilha Lulopetralha encrustados, bem firmes, criminosamente firmes nos 3 Poderes ! Basta observar a festa e ânsia deles em detonar a Lava Jato e destruir a reputação do Dr. Moro, coisa de bandidos confessos e assumidos que assumem que esperam processar, sem provas e com escutas criminosas, o ídolo dos brasileiros da honestidade e do que ainda resta de honestidade, seriedade e competência no Brasil em seus Poderes, o Dr. Moro ! Entre Gilmar e Dr. Moro, qualquer homem de bem sabe de que lado o povo de bem estar, alguém já viu algum brasileiro elogiar, respeitar ou confiar no que pensam, escrevem ou falam esses membros dos 3 Poderes dessa Nação em Decomposição Moral e Ética ???? Dr. Moro estamos com você !!!!!!

  12. Não se animem, pragas criminosas poderosas que tentam roer este país para que o crime comandado de dentro do Estado volte a dominar!

    Moro e a Lava Jato têm trabalhos impecáveis feitos que são as suas maiores defesas!

  13. Essa Tribuna é uma vergonha pelas insistentes exaltações às condutas que caracterizam fraude às leis…
    O ocupante de cargo público que se encontra em posição que a própria Lei Maior atribui atribuições distintas a de outro cargo, não está autorizado a agir ao alvedrio do comando normativo.
    Estamos falando de abuso de poder/autoridade, usurpação de função e prevaricação…
    É crime que defendem contra o crime?

  14. Estão tentando buscar de todas as formas criminalizar a conduta do hacker (do bem).

    Digo hacker do bem, porque não invadiu celulares e contas para ter a senha bancária e informações com a finalidade de lesar pessoas, na condição garantida pelo direito fundamental à privacidade, de revelar suas ações privadas… ao contrário, mirou na divulgação de relações não autorizadas, não previstas em lei, portanto, ilegais.

    Relações que deviam ser públicas, ou, ainda que sigilosas, mas dadas em processo, falado em expediente, cumprindo os ritos impostos por leis.

    Os agentes públicos somente praticam atos segundo o princípio da legalidade de acordo com o que esteja estatuído em norma prevista no ordenamento jurídico – ao contrário do particular, a quem é permitido fazer tudo o que não é proibido.

    Somente muito cego e ignorante para sair em defesa apaixonada justificando comportamentos ilegais ou atribuindo como mera questão de desvio ético perdoável para atingir a determinados fins: o crime contra o crime.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *