Haddad vive momentos de desespero, sem saber se Lula poderá participar da campanha

Carlos Newton

Os dias passam, a data da eleição se aproxima, as pesquisas mostram que Fernando Haddad não decola e o candidato petista à Prefeitura de São Paulo entrou em desespero, porque até agora o ex-presidente Lula não teve condições de se dedicar à campanha dele , conforme prometera.

Lula está recolhido, por ordens médicas, e vai esperar o resultado de um exame que fará somente no próximo dia 6 de agosto em São Paulo para definir como será a participação dele nas campanhas eleitorais no país.

Mais do que a participação de Lula no programa do PT no horário eleitoral gratuito, Haddad espera ter o seu principal cabo eleitoral em compromissos públicos. No entanto, Lula ainda tem problemas, sua voz falha, não pode fazer discursos e tem dificuldades até para gravar videos. Apresenta também problemas de locomoção, com dificuldades para caminhar, e não poderá acompanhar Haddad pelas ruas.

“Estamos prevendo, a depender do dia 6, algumas atividades externas com ele. Ele está 100% disponível. A única restrição é aguardar esse exame. Eventualmente apresentação do programa de governo, carreatas mais do que caminhadas em função de algum problema ainda remanescente na perna. Estamos estudando com ele, mas vamos falar também com os médicos. Ele tem muita disposição mas queremos ter muita cautela com isso”, diz Haddad, admitindo que a participação de Lula na campanha está muito problemática.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *