Hoje é dia de celebrar Bernardo Cabral, o grande líder da Assembleia Constituinte

Resultado de imagem para bernardo cabral

Bernardo Cabral, um político que faz muita falta em Brasília

Vicente Limongi Netto

Com o coração feliz, aplaudo os valorosos e dignos 88 anos de idade de José Bernardo Cabral. Cidadão por inteiro. Homem público que cumpriu todos os deveres com esmerada dedicação, isenção e competência. Como professor universitário, secretário de Justiça, ministro da Justiça, presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil, deputado federal e senador, Bernardo Cabral foi o grande destaque da Assembleia Constituinte.

Não foi apenas o relator-geral da futura Constituição, mas aquele que mais trabalhou e se dedicou durante quase dois anos, liderando a construção e pavimentação da nova Carta Magna.

FUGINDO DOS LOBISTAS – Para se libertar de lobistas e das pressões indevidas, trabalhava com sua equipe fora dos gabinetes do Congresso. Um desses “esconderijos” foi a Gráfica do Senado. Na época, Cabral foi alvo de ameaças até de sequestros de familiares. Jamais esmoreceu nem se intimidou diante desses obstáculos armados pela sanha imunda e doentia de covardes e maus brasileiros, que eram pulhas a serviço de patifes e decaídos que não queriam que o Brasil avançasse nos direitos humanos e sociais.

Ninguém registra nem recorda que, para ser relator da Constituinte, disputando no voto dos congressistas, Bernardo Cabral venceu Fernando Henrique Cardoso e Pimenta da Veiga. O caboclo das barrancas do Amazonas derrotou São Paulo e Minas Gerais.

Com o operoso Bernardo Cabral, seus principais relatores adjuntos foram Konder Reis, José Fogaça e Adolfo de Oliveira. O doutor Ulysses Guimarães não se envolvia, porque estava presidindo, ao mesmo tempo, a Câmara, a Constituinte e o PMDB. Assim, era Bernardo Cabral quem tocava os trabalhos.

ASSISTIMOS DE PERTO – A verdade tem que ser dita. Não temo patrulheiros. Sei o que aconteceu porque tive acesso aos diversos locais em Brasília onde Cabral e os relatores adjuntos tinham que literalmente se refugiar. Para trabalhar sossegados. Longe do assédio de repórteres, lobistas e palpiteiros.

O Brasil muito deve ao relator-geral e aos demais constituintes da época, que tiveram a lucidez de preservar importantes conquistas, como a Zona Franca de Manaus, que agora, mais de 30 anos depois, sofre novos ataques.

Ulysses Guimarães garantiu um final marcante, pelo qual ficou notabilizado como líder político. Na cerimônia final, ergueu e exibiu a todos a Constituição Cidadã, pela qual o jurista Bernardo Cabral tanto se dedicou e hoje pode se orgulhar pelo dever cumprido.

12 thoughts on “Hoje é dia de celebrar Bernardo Cabral, o grande líder da Assembleia Constituinte

    • Desculpe, prezada Solange, mas a ministra Zélia não era mocinha e o dois tiveram um caso de amor, um coisa que acontece nas melhores famílias, conforme a própria Bíblia registra.

      Abs.

      CN

      • Lembro bem desse caso, na época houve até detalhes do caso entre os dois.
        É difícil uma mulher se enganar.
        Como na história do japonês, que viu uma linda mulher olhando lojas e em cada loja o japonês dizia que daria aquela objeto a ela, bastava ENTENDER o japonês. De tanto que o japonês ofereceu, mulher aceitou.
        No final, das contas,ela pediu ao japonês para ir as lojas. Respondeu o japonês: você não ENTENDEU japonês, quando negoço duro, coração mole, quando negoço mole, coração duro

  1. Um homem corajoso!
    Verdadeiro São Jorge!!
    Depois, passou o dragão pro magistral Chico Anysio. Esse casamento foi a única piada sem graça deste inesquecível gênio do humor.
    Que Deus o guarde.

    Atenciosamente.

  2. Vamos acabar com esses elogios tolos, nós homens somos todos, sem exceção, cheios de virtudes e erros também. Por sorte a grande maioria tem mais comportamentos honrosos e os erros muitas vezes são de menor dano para si e para os outros.
    Agora querer colocar que a nossa Carta Magna é uma obra prima desses mesmos homens ai merece um comentário.
    A constituição com 250 artigos, 94 adct´s e mais de uma centena de emendas é a mostra do colapso desse país. Em quê essa constituição foi capaz de livrar o Brasil da Cleptocracia instalada a partir de 2003 até 2018? Alguém pode dizer?

  3. Ulisses batizou-a de Constituição Cidadã (1.988).
    Roberto Campos chamou-a de Grande Besteirol.
    A história mostrou qual dos dois estava certo.

    P.S. : O livro ” Lanterna na Popa”, mostra a visita de Ulisses a Campos (no hospital),para pedir o seu voto pelo impeachment de Collor.
    ” Não vim pedir um voto. Nós dois sabemos a qualidade deste voto”
    ( Campos foi de cadeira de rodas ao Congresso e foi o primeiro a votar ).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *