Hoje dia de circo

Carlos Chagas

O espetculo est planejado para ser de arromba, hoje, aqui em Braslia, para a apresentao do PAC II. Com direito presena de Dilma Rousseff no picadeiro, como mestre de cerimnias, do presidente Lula no camarote principal, como financiador da companhia, montes de companheiros participando do elenco e at empresrios na platia.

Vai valer tudo, em matria de contorcionismo e piruetas. Do anncio do trem-bala construo de milhes de casas populares, das redes de saneamento e distribuio de gua no pas inteiro at a implantao de novas rodovias. Gasodutos e oleodutos em profuso. Obras para ningum botar defeito, que demandaro perto de um trilho de reais para sair do papel, fazendo a felicidade das empreiteiras e a alegria do especuladores.

Tudo para alavancar ainda mais a candidatura Dilma, mesmo certamente gerando mais uma multa do Tribunal Superior Eleitoral contra o primeiro-companheiro.

Estaria tudo bem, ou mais ou menos, por conta da ltima pesquisa do Datafolha, no fosse a desconfiana de que o respeitvel pblico comprou bilhetes fajutos para um espetculo de mentirinha. Porque se o PAC I no se completou, esbarrando na frustrao de menos da metade do prometido ter sido realizado, como apresentar o PAC II no circo das iluses? Os trapezistas evitaro saltos mortais, os mgicos no vo tirar sequer coelhos virtuais da cartola, os palhaos encenaro dilogos sem graa e as feras, verificaro todos, sero de papel. At a lona cobrindo as arquibancadas se romper com a primeira chuva. Melhor seria terem terminado o espetculo anterior antes de encenar o prximo.

Equaes inconclusas

Algumas definies precisaro ser conhecidas hoje e amanh, porque quarta-feira no d mais. Fala-se dos ministros supostamente candidatos s eleies de outubro, que tm apenas a tera-feira como prazo fatal para decidir se saem ou se ficam. Claro que a maioria deles j decidiu: Helio Costa, Edison Lobo, Geddel Vieira Lima, Jos Pimentel, Reinhold Stephanes, Carlos Minc, sem faltar Dilma Rousseff, e outros, vo disputar governos estaduais, cadeiras no Congresso e at a presidncia da Repblica.

Nmero mais ou menos igual de ministros permanecer, como Paulo Bernardo, Miguel Jorge, Lus Dulci, Celso Amorim, Carlos Lupi, Jorge Haje e mais alguns.

A dvida, porm, ainda ontem pairava sobre alguns bissextos como Henrique Meirelles e Patrus Ananias. De um lado o presidente Lula gostaria que permanecessem, mas, de outro, poder ter planos eleitorais para ambos. Sendo assim, no dever interferir. Eles que decidam.

E quanto ao vice-presidente Jos Alencar? Trata-se de outra incgnita. Estaria tranquilamente eleito caso disputasse o governo de Minas ou uma cadeira no Senado, mas, para isso, precisaria desincompatibilizar-se. Seus problemas de sade emocionam o pas inteiro, s que agora nem os mdicos sero capazes de ajud-lo na deciso. Se fosse dado um palpite, seria de que no se afastar do palcio do Jaburu.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.