Hoje, Sergio Cabral foge do eleitor. Em 2010, será o eleitor que fugirá dele

Sergio Cabral em mais uma viagem ao exterior. O vice Pezão assina vários atos administrativos no Diário Oficial de ontem. Sergio Cabral não está aguentando a pressão do cargo e foge para o exterior. Um caso típico de omissão fabricada.

Por falar em Diário Oficial, o de ontem publica declarações de Carla Camurati, diretora do teatro Municipal. Diz ela que possivelmente as obras de recuperação estarão concluídas até o final do ano permitindo a reinauguração do Teatro. Incrível. O atual governo assumiu em janeiro de 2007 e todos sabiam que o centenário seria em 2009. O que foi feito?

Quase nada. Na fachada do TM, inclusive está escrita a data de 2009. A reportagem da Globo que focalizou o centenário esqueceu de dizer que artistas fantásticos como Caruso e Beniamino Gigli cantaram no seu palco. Um lugar portanto encantado. Nureyev dançou lá. Não tenho certeza quanto a Nijinsky e Ana Pavlova. É provável. Pois em 1910 os dois dançaram no Colón de Buenos Aires, também comemorado em 2009.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *