Holanda se arrepende de liberar drogas e prostituição

O comentarista Carlo Germani nos manda um importante artigo, mostrando que a Holanda, um dos países mais liberais do mundo, está em crise com seus próprios conceitos. O país que legalizou a eutanásia, o aborto, as drogas, o “casamento” entre homossexuais e a prostituição reconhece que essa posição não melhorou o país. Ao contrário: aumentou seus problemas.

Em matéria publicada na revista Veja, sob o título “Mudanças na vitrine”, o jornalista
Thomaz Favaro ressalta que, desde que a prostituição e as drogas foram legalizadas, tudo mudouem De Wallen, famoso bairro de Amsterdã, capital holandesa, onde a tolerância era aceita.

***
MUDANÇAS NA VITRINE

 “A região do De Wallen afundou num tal processo de degradação e criminalidade que o governo municipal tomou a decisão de colocar um basta. Desde o início deste ano, as licenças de alguns dos bordéis mais famosos da cidade foram revogadas. Os coffee shops já não podem vender bebidas alcoólicas nem cogumelos alucinógenos, e uma lei que tramita no Parlamento pretende proibi-los de funcionar a menos de 200 metrosdas escolas. Ao custo de 25 milhões de euros, o governo municipal comprou os imóveis que abrigavam dezoito prostíbulos. Os prédios foram reformados e as vitrines agora acolhem galerias de arte, ateliês de design e lojas de artigos de luxo”.

A matéria destaca ainda que a legalização da prostituição na Holanda resultou “na explosão do número de bordéis e no aumento da demanda por prostitutas”. Nos primeiros três anos de legalização da prostituição, aumentou em 260% o tráfico de mulheres no país. E a legalização da maconha? Fez bem? Também não.

“O objetivo da descriminalização da maconha era diminuir o consumo de drogas pesadas. Supunham os holandeses que a compra aberta tornaria desnecessário recorrer ao traficante, que em geral acaba por oferecer outras drogas. (…) O problema é que Amsterdã, com seus coffee shops, atrai ‘turistas da droga’ dispostos a consumir de tudo, não apenas maconha. Isso fez proliferar o narcotráfico nas ruas do bairro boêmio. O preço da cocaína, da heroína e do ecstasy na capital holandesa está entre os mais baixos da Europa”, afirma a matéria de Veja.

O criminologista holandês Dirk Korf, da Universidade de Amsterdã, afirma: “Hoje, a população está descontente com essas medidas liberais, pois elas criaram uma expectativa ingênua de que a legalização manteria os grupos criminosos longe dessas atividades”. Pesquisas revelam que 67% da população holandesa é, agora, a favor de medidas mais rígidas. E ainda tem gente que defende que o Brasil deve legalizar a maconha, o aborto (no editorial passado, vimos o caso de Portugal), a prostituição etc, citando a Holanda e outros países como exemplo de “modernidade”.

Veja o caso da Suíça. Conta Favaro: “A experiência holandesa não é a única na Europa. Zurique, na Suíça, também precisou dar marcha a ré na tolerância com as drogas e a prostituição. O bairro de Langstrasse, onde as autoridades toleravam bordéis e o uso aberto de drogas, tornara-se território sob controle do crime organizado. A prefeitura coibiu o uso público de drogas, impôs regras mais rígidas à prostituição e comprou os prédios dos prostíbulos, transformando-os em imóveis residenciais para estudantes. A reforma atraiu cinemas e bares da moda para o bairro”.

E a Dinamarca? “Em Copenhague, as autoridades fecharam o cerco ao Christiania, o bairro ocupado por uma comunidade alternativa desde 1971. A venda de maconha era feita em feiras ao ar livre e tolerada pelos moradores e autoridades, até que, em 2003, a polícia passou a reprimir o tráfico de drogas no bairro. Em todas essas cidades, a tolerância em relação às drogas e ao crime organizado perdeu a aura de modernidade”.

 

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

42 thoughts on “Holanda se arrepende de liberar drogas e prostituição

  1. Muito bom, porém a denominação Holanda está incorreto. O nome do país é Países Baixos, são conhecidos como holandeses pois Holanda era uma das províncias que se anexaram.

    • UM INFORME DE 1998 DAS NAÇÕES UNIDAS JÁ ALERTAVA PARA O FRACASSO DA CHAMADA SOLUÇÃO HOLANDEZA PARA A QUESTÃO DAS DROGAS E MOSTRAVA QUE O PAÍS HAVIA SE TORNADO O MAIS VIOLENTO DA EUROPA COM 15 ASSASSINATOS POR 100 MIL HABITANTES, SUPERANDO A SUÉCIA COM 09, E OS ESTADOS UNIDOS COM 10.
      ESTE VELHO DECRÉPITO MUGICA VAI AGORA, MAIS DE UMA DÉCADA APÓS, TRILHAR O MESMO CAMINHO FRACASSADO DA HOLANDA. INFELIZMENTE, OUTRO DECRÉPITO, O SR. FERNANDO HENRIQUE CARDOSO, COM O APOIO DO O GLOBO VEM DEFENDENDO A MESA E ILUSÓRIA “SOLUÇÃO”. FHC É UM VELHO MACONHEIRO, COMO , ALIÁS, JÁ RECONHECEU EM ENTREVISTA A VEJA QUANDO CANDIDATO À PREFEITURA DE S.P. A MUGICA, A FHC ET CATERVA NÃO IMPORTA A DEGRADAÇÃO DO PAÍS DESDE QUE A MACONHA LHES RENDA ALGJMA PUBLICIDADE.

    • Não, não é incorreto falar Holanda…E na verdade você realmente acha que isto tem alguma importância dentro do contexto da reportagem???

    • Ahhh entendi seu ponto. Quer dizer que indicadores sócias negativos dentro do aspecto especifico da reportagem devem ser diretamente relacionados a situação carcerária do país?
      Me diga:
      O que acontece com pedófilos na Holanda?
      Me diga:
      Qual a única nação deste planeta que permitiu a criação de um partido politico que defende a pedofilia?
      Me diga:
      Qual a pena para furto (não roubo) na Holanda?

      Você só pode estar brincando não é?

    • Só se for pq a população criminosa é maior que a população de bem. Isso não passa de conto da carochinha.

  2. Quando via noticia imediatamente lembrei dessa matéria do g1 também. Isso é coisa de extremista religioso, só pode ser.

  3. Esta matéria aki é de 2 anos atrás (2011). Data a partir da qual a criminalidade começou a cair (segundo a matéria do G1, a criminalidade caiu NOS ÚLTIMOS ANOS) e, agora estão cogitando fechar as prisões. Não achei fonte primária de nenhuma das duas matérias. mas me parecem razoáveis e complementares!

  4. A Holanda (ou Países Baixos) é um país que tomou decisões no passado e está repensando algumas. Para combater o alto número de crimes no passado, o país construiu várias penitenciárias, mas a forma de hoje combater o crime é diferente do passado: vão pra cadeias os criminosos mais perigosos, uso de penas alternativas e em muitos casos de tornozeleiras eletrônicas. Mas, a questão de fechar 19 penitenciárias tem a primeira motivação que é economizar milhões de euros, mas tal medida também está causando protestos, pois isso significará milhares de pessoas sem emprego. Um tempo atrás, pensou em importar condenados da Bélgica. Imagino que ninguém chegou a pensar que diante da crise mundial, do liberalismo em tudo na Holanda a criminalidade diminuiu simplesmente e por isso vão fechar penitenciárias?

  5. Pingback: 20 motivos para ser contra a descriminalização da maconha | ACID BLACK NERD

  6. Alguém que criticou a matéria postando outra sobre a intenção da Holanda de fechar as prisões pode me dizer onde que no texto acima fala que a legalização da prostituição e drogas aumentou a criminalidade? Vocês gostam de polemizar isso sim. É óbvio que atos perniciosos como esse geram consequências trágicas em uma sociedade e em cada indivíduo. Quem não concorda, então que se prostitua e se drogue a vida inteira e quando estiver velho me conte como foi…

  7. Cassiano, aqui:

    “A região do De Wallen afundou num tal processo de degradação e criminalidade que o governo municipal tomou a decisão de colocar um basta.”

  8. Cassiano, aqui:

    “A região do De Wallen afundou num tal processo de degradação e criminalidade que o governo municipal tomou a decisão de colocar um basta.

  9. diferentemente do Brasil, a Holanda investe em educação, saúde, cultura, infraestrutura,lazer, e presa pela qualidade de vida, e nao foi a legalização das dogras e que diminuiu por si mas, uma série de medidas juntas para combater a criminadlidade. e quanto a liberação de drogas há sim uma revisão pois não há como conter os usuários aos lugares de consumo.

  10. o nome do país é Netherland (conhecido e ensinado nas escolas como Holanda), países baixos são a Holanda a Bélgica e a Dinamarca, pois boa parte de suas terras está abaixo do nível do mar. Com relação ao assunto em pauta, a criminalidade é grande e disfarçada e brasileiro como adora achar a grama do vizinho mais verde que a sua acha aquilo uma maravilha. Sobre as drogas desde a descriminalização das mesmas houve aumento no consumo e o estado teve de criar um número três vezes maior para tratamento dos dependentes químicos. A prostituição tão propalada como regulada pelo poder público é manipulada tanto quanto em qualquer lugar do mundo. Quem achar que é bom que experimente viver ou formar uma família num lugar destes. Abç

  11. Quem defende tal droga ou é ignorante dos maleficios ou mente para si mesmo para justificar o peso na consciência por esta fazendo mal a si mesmo.

  12. ISSO E UMA FARSA DE UM BANDO DE CRENTES FANÁTICOS FILHAS DAS PUTAS, MAL SABEM ESCREVER E QUEREM FALAR BONITO ( TUDO UMA FARSA), VÃO TRABALHAR E PAREM DE ROUBAR O DIZIMO BANDO DE LADROES SAFADOS….

    • Rssss. Cara eu não sou crente e concordo totalmente com a reportagem. Talvez por ler, estudar e trabalhar dentro da área. Conhecendo, pelo visto bem mais que você sobre os efeitos das drogas no organismo que são bem mais profundos do que a mente superficial e pueril de alguns usuários que defendem esta joça de forma fanática e irresponsável para depois, já no final da vida, após desgraçar a vida dos pais, dos tios, irmãos e irmãs vão dar trabalho extra para o governo.
      Agora você que ataca indiscriminadamente aos religiosos imputando a estes todas as mazelas da sociedade criticando até mesmo o tal “dizimo” sendo que eles não pagam com o SEU dinheiro (se é que vc ganha algum) não esta sendo um tanto incoerente?

  13. Não se pode comparar a cultura europeia com a sul americana (Holanda-Brasil). Os fatos e atos divergem lá com os nossos aqui. Nossos governantes só pensam em gastar menos com segurança e porisso pretendem a discriminalização das drogas; não é por qualquer fato social ou de saúde. è simplesmente economia, pois não tratando ou recolhendo para tratamento os viciados, deixando-os à própria sorte (ou azar) é bem mais cômodo e não gera prejuizos políticos.

  14. Bom,deve ter mesmo comentarios de crentes safados, mas tambem tem de muitos maconheiros desclassificados. kkkkkkkkk

  15. A criminalização realmente aumentou, mas por causa do turismo. Quem comete crime na Holanda, não fica preso lá. Sem contar que hoje eles não prendem por qualquer crime.

  16. Meu Deus Cassiano, aonde no texto fala do aumento da criminalidade? Cara, tu deves tá drogado mano, loucão, eu heím!

  17. Nunca usei e nem quero usar droga alguma, mas se alguém quer, que use, cada um escolhe o caminho a seguir. Alguns dizem que “curtem o barato” que “que ficam espertos”. Coitados, são infelizes que logo logo precisarão de ajuda.

  18. Pelo que eu li que tá acabando com bairro são os turistas que chegam cheios de drogas pesadas porem são a cocaína e o ecstasy que estão destruindo o pessoal de lá
    aqui em sp quem tá destruindo os jovens é o crack.
    e as drogas são proibidas
    se acham que vai virar um paraíso o pais que liberar a maconha tão caminhando para o lado errado.
    pois vai existir outros problemas.
    Mas se por outro lado com a arrecadação que fizerem com a venda da planta vai ter dinheiro suficiente para investir nas pessoas que usam drogas mais fortes.

  19. Alguém tem a fonte da noticia original? Acho legal a galera discutir isso e tudo mais, mas não achei nenhuma reportagem em lugar nenhum falando isso, pequisa feita em inglês e português.

  20. Estive em Amsterdã durante 8 meses este ano (2013), de janeiro a agosto e pude constatar que tudo isso que a reportagem fala é uma grande mentira, a cidade é completamente segura, você pode andar com seus equipamentos eletrônicos livremente nos transportes coletivos por exemplo, completamente diferente de qualquer lugar do Brasil.
    Há sim traficantes de mulheres e drogas mais pesadas como em qualquer nação deste planeta, porém, a organização a infraestrutura a arrecadação e principalmente a aplicação correta do dinheiro público faz com que estes problemas de tráfico sejam focados e dia à pós dia diminuído, diferente do Brasil onde os problemas só aumentam.
    Com relação as drogas pesadas, elas existem em todos os lugares e sempre vão existir. O movimento que existe nos países baixos e principalmente em Amsterdã é o de liberação total das drogas (no qual eu sou a favor). Mas uma legalização organizada, estabelecimentos regulamentados onde haverá controle de consumo por pessoa e recolhimento de impostos, o usuário será alertado dos riscos, mas se optar em utilizar a droga que compre em um lugar legal e nas quantidades adequadas. Com o dinheiro arrecadado, invista se em tratamento para usuários, educação, conscientização e bem estar… a proibição gera criminalidade e tráfico, o controle leva há organização. Um bom exemplo a tomar foi quando as bebidas alcoólicas foram proibidas nos EUA, tornou se apenas problemas e tráfico. Vamos aprender com os erros do passado e respeitar o poder de escolha de cada cidadão do que deve ou não fazer.
    Pensar e falar com a razão, não com o fanatismo e facismo religioso, pois quem realmente segue os ensinamentos de Cristo, sabe que deve respeitar o direito do próximo.

  21. É lamentável como se busca e se utiliza o nome de Cristo para defender a legalização de um produto que comprovadamente é nocivo a saúde. Respeitar o Livre Arbítrio é fundamental para o crescimento da pessoa não só como cidadão mas também como espirito imortal. Agora exercer o livre arbítrio com responsabilidade é ter a certeza que ninguém, absolutamente ninguém é responsável pela sua escolha e, só voce responderá por isto. Portanto, não culpe os outros ou as autoridades quando a cobrança através de uma doença insidiosa lhe tomar a saúde plena. Quanto a matéria em si, a mim não causa estranheza que as autoridades devam repensar sobre a liberação afinal, não é preciso viver la para se saber o quão nocivo são as drogas liberadas. Se isto vai resolver o problema, eu também não sei porque tudo que é imposto causa revolta. É preciso de conscientização e, isto, não é só la na Holanda é em qualquer lugar do mundo.

  22. Visite Amsterdã, depois repense seu comentário, acredito que notará alguns equívocos.
    Pesquise também antes de dizer que algo faz mal, procure se informar. Se quiser pode começar pela medicina alternativa nos EUA, vai ver a diferença entre drogas e bálsamos.
    A citação do nome de Cristo refere- se apenas ao seu ensinamento de respeitar o próximo.
    As armas de fogo podem ser compradas legalmente e ainda não vi ninguém culpar as autoridades por alguém tirar a vida de outra pessoa.
    O álcool é permitido por lei e ninguém culpa as autoridades por centenas de casos de cirrose.
    Cada um é responsável por si próprio, e deve responder por seus atos, apenas o que se deve buscar é o poder de escolha.

  23. O tema da liberação da maconha segue controvertido. Anteontem entrou em vigor uma legislação no estado do Colorado, EUA, permitindo aquisição limitada para uso em domicílios. A droga da pesada, aí compreendida a heroína, a morfina, a cocaína, a partir dos anos 30 do século passado começou a ser combatida mundialmente. Agora, com a introdução do crack nos últimos 15 anos, desgraçou geral aqui entre nos. No século XIX, nos EUA, com a construção das ferrovias que empregavam chineses aos montões, muitos deles criaram no velho oeste centros de consumo de ópio em vilarejos. Prostituição é outro assunto. O problema se agrava com o cafetão a cafetina, a exploração do lenocínio pelo crime organizado, a menoridade e a propagação de doenças venéreas.

  24. Kkk q reportagem cômica!! Não ta acontecendo nada disso aqui na Holanda, povo besta q fica inventando coisa. A mídia ‘e falsa mesmo hein.

    Ao contrário de q muita gente de fora pensa, aqui não ‘e uma bagunça vc vê um monte de gente doida drogada na rua. Pelo contrário se vê mais doido bêbado no Brasil nas ruas doque doido drogado aqui nad ruas. Aqui na Holada (ao contrário do Brasil) ‘e tudo muito organizado e as pessoas aqui tem outra mentalidade e outro nível de educação. Claro q não ‘e certo legalizar tais coisas mas proibir não empendiu ninguém de nada ou empediu? E a prostituição, ao contrário do q essa reportagem mentirosa ta falando, está ficando cada vez mais legalizada, pois as prostitutas vão tem q começar a pagar imposto de renda (Q reportagem cômica). Mas legalizar as drogas não ‘e pra qualquer pais e principalmente não um como o Brasil onde ha corrupção, desorganização e muitas pessoas sem educação adequada.

    • Como assim não esta acontecendo nada disto na Holanda??? Claro que esta filho. Em que LUGAR da HOLANDA você esta???

  25. Tenho um site informativo para a comunidade brasileira residente na Holanda e afirmo que estou por dentro das notícias e das leis do país. Apesar da minha amiga, Scagomes(não se identificou com o nome real) não concordar e dizer que a matéria é mentirosa, não é! Realmente o governo municipal em Amsterdã está acabando aos poucos com o Distrito da Luz Vermelha devido ao aumento de tráfico de pessoas e à circulação de dinheiro sujo proveniente do submundo do crime. Aos poucos o governo está comprando as vitrines e substituindo-as por outros tipos de negócios.
    Quanto aos coffeeshops, esses tbem estão desaparecendo aos poucos pq o governo não emite mais licenças para esse tipo de atividade na Holanda, tentaram fazer desses estabelecimentos clubs privés onde somente os clientes cadastrados poderiam comprar maconha e estes teriam que ser residentes nos munícipios, não poderiam ser turistas, mas não conseguiram controlar, não deu certo em cidades turísticas mas nas cidades fronteiriças essa medida está sendo usada, assim cidadãos de países vizinhos não poderão mais atravessar a fronteira com o intuito de usar drogas. Os cogumelos alucinógenos foram proibidos e retirados de circulação há alguns anos. Coffeeshops não podem existir em regiões próximas às escolas. Até a venda de bebida alcoolica, que era permitida para pessoas acima de 16 anos já tem um limite de idade de 18 anos. No Dia da Rainha o governo municipal de Amsterdã quis limitar a quantidade de latas de cerveja vendidas por cidadão mais não foi possível fazer esse controle. Sim, a Holanda enfrenta um problema com esses dois fatores, drogas e prostituição, só que, como a Scagomes cita, não há violência nas ruas contra o cidadão comum, não há assaltos, mas há muita queima de arquivo no submundo das drogas e tráfico de pessoas. Sim, há locais onde não se pode sair com pertences e nem à noite pq são mais violentos. Moro na Holanda há 14 anos e estou por dentro desses assuntos porque trabalho em parceria com as autoridades no combate ao tráfico de pessoas, temos reuniões, recebo os índices do governo sobre violência, drogas e prostituição. Ah, mais uma coisinha, drogas não são liberadas na Holanda! São toleradas, apenas! E com muito controle do governo. No Brasil o tráfico é desenfrado, a violência, a impunidade…liberação de drogas no Brasil? Não concordo, a disciplina do povo holandês é notória a do povo brasileiro é inexistente!

    • Marcia Curvo
      Como vc mesmo disse, O trafico no Brasil é desenfreado.. Então não seria melhor uma regularização desse trafico, para tirar o poder aquisitivo dos traficantes e consequentemente ter menos armas em circulação?
      Um projeto de conscientização sobre os efeitos maléficos das drogas, igual tem hoje com o tabaco, q alias todo ano diminui o numero de fumantes.
      As drogas já existem a milhares de anos e não vai ser amanha q vai acabar!! Então se depender de pessoas igual vc continuaremos nessa guerra sem fim.

  26. Marcia curvo adorei seu esclarecimento e concordo com vc, sobre nivel de cultura, nunca o BRASIL estaria preparado pra liberação de drogas. Tem um ditado mais ou menos assim. Experiência é como dentadura, nao cabe na boca de outro!

  27. Me abstenho de comentar a coerência da publicação, pois já foi amplamente e devidamente elogiada.
    Tenho lido sobre o tema e já conhecia um pouco sobre a situação da Holanda.
    O que eu gostaria de entender por que algumas pessoas tem uma mentalidade fechada para debater o tema, insistindo que a legalização é uma solução e defendendo isso não apenas de modo fervoroso, mas ofensivo.
    É irracional. O que tornou essas idéias tão entranhadas em pouco tempo e restringiu a visão das pessoas dessa forma?
    O que faz com que as pessoas recebam e defendam o argumento da base da pirâmide sem nunca fazer qualquer crítica?
    Peço opiniões/experiência/estudo.
    Tem sido difícil encontrar algum trabalho como este, comprometido com a verdade dos fatos e não com posicionamentos pessoais.
    Se o autor tiver um estudo ou até mesmo opinião sobre a construção dessa mentalidade e o que leva a essa distorção da realidade eu peço que me envie por e-mail. Em tudo o que eu puder colaborar com o site eu me ponho a disposição.

  28. “O país que legalizou a eutanásia, o aborto, as drogas, o “casamento” entre homossexuais e a prostituição reconhece que essa posição não melhorou o país.”

    Bom, nunca fui a Amsterdã, ou seja, não sei a veracidade das informações, mas é fato que houveram palavras no texto sem fundamento. Por exemplo, onde o casamento homosexual tem influeciado? Hã? To achando que isso foi escrito por algum fanático religioso. Só pode.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *