Hospital frequentado por Queiroz em Atibaia desmente “justificativa” de Bolsonaro

Serviços Especializados - Hospital Novo Atibaia

Hospital Novo Atibaia diz que Queiroz não está fazendo tratamento

Philipe Santos
Correio Braziliense

O Hospital Novo Atibaia, que era frequentado por Fabrício Queiroz, negou que o ex-assessor de Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) estivesse fazendo um tratamento de câncer no local. O combate à doença foi o motivo apresentado, nessa quinta-feira (18/6), pelo presidente Jair Bolsonaro para o policial militar estar na cidade no interior de São Paulo.

Segundo o hospital, Queiroz esteve no local por três vezes esse ano. Em janeiro e em abril, ele foi ao local para consultas de especialidades diferentes da oncologia (câncer) e, em maio, para exames laboratoriais, diz, em nota o Hospital Novo Atibaia, que fica a cerca de 3,5 km do local onde o ex-assessor foi preso.

DISSE BOLSONARO – Durante a live dessa quinta-feira, Bolsonaro comentou a prisão de Queiroz, chamou de “espetaculosa” e tentou justificar a presença do militar aposentado em Atibaia. “Parecia que estavam prendendo o maior bandido da terra. Ele não estava foragido e não tinha nenhum mandado de prisão contra ele. Por que estava naquela região de São Paulo? Porque fica perto do hospital que ele faz tratamento de câncer”, afirmou.

Um outro hospital que foi frequentado por Queiroz, em São Paulo, é o israelita Albert Einstein. No ano passado, o ex-motorista pagou em dinheiro o valor de R$ 64,58 mil por uma cirurgia na unidade. Queiroz ficou internado no local, que fica a cerca de 80 km de Atibaia, entre 30 de dezembro de 2018 e 8 de janeiro de 2019.

DANÇANDO NO HOSPITAL – A passagem dele pelo local ficou marcada por um vídeo gravado por uma filha de Queiroz, em que o ex-assessor dança no hospital enquanto toma soro viralizou nas redes sociais.

Na gravação, ele aparece dançando, em meio a gargalhadas. Na ocasião, ele faltou duas vezes a depoimentos marcados no Ministério Público alegando motivos de saúde.

Ele acabou sendo preso por volta das 6h de ontem em Atibaia, interior de São Paulo, e passou a noite no presídio Pedrolino Werling de Oliveira, em Bangu, no Rio de Janeiro, onde vai cumprir isolamento social por 14 dias devido à covid-19.

NO SÍTIO DE WASSEF – Ele foi pego de surpresa no sítio de Frederick Wassef, advogado da família Bolsonaro, em ação conjunta do Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) e da Polícia Civil de São Paulo — batizada de Operação Anjo, apelido de Wassef, considerado o “protetor” do clã.

Veja a nota do hospital:

“O Hospital Novo Atibaia esclarece que Fabrício Queiroz, preso na manhã de ontem em Atibaia, não estava em tratamento de saúde contínuo nesta instituição como consequência de uma doença progressiva.  

Em janeiro e abril deste ano, o mesmo esteve no Hospital Novo Atibaia em consultas de especialidades diferentes e, em maio, realizou exames laboratoriais.”

18 thoughts on “Hospital frequentado por Queiroz em Atibaia desmente “justificativa” de Bolsonaro

  1. Atibaia fica bem perto de Tucanópolis, 60 km pela Rodovia Fernão Dias, um tirinho de espingarda , como se dizia antigamente.
    Conhecida como Terra do Morango.
    Mas infelizmente está no centro da política Nacional , principalmente nas páginas policiais com dois criminosos bem conhecidos.
    Um é famoso ,irmão mais novo do Fhcorrupto, Luladrão, integrante de uma das maiores Organizações criminosas do Universo, Quadrilha do PTSDB ou PSDBPT.
    O outro não tão famoso chamado de Queiroz, alçado na vida de crimes junto com o filho do Presidente Bolsocridês………..
    È nóis Queirois….

    eh!eh!eh

    Vive La France..!!!

  2. Esta cidade de Atibaia é chegada a uma barafunda política.
    Passou um tempão na mídia com o Sítio de Atibaia, do “companheiro” Lula.
    Quando a gente já estava esquecendo, volta à mídia com “a casa do Anjo”, o esconderijo de Queiroz, na cidade de Atibaia.
    Vamos ver por quanto tempo.

  3. É seu Jair, começa a colocar a barba de molho.

    O Queiroz com apenas um dia preso foi visto chorando na cela.

    Acho que não vai segurar a onda.

    Daqui a pouco vai negociar a temida delação premiada.

    O final já sabemos.

  4. Essa é pro seu Jair:

    “Precisamos, no Brasil, muito mais de honra do que de fuzis” (Sérgio Moro)

    Falar de honra com o seu Jair é sacanagem. Nunca soube o que é isso, vide a índole dos filhos.

  5. E por falar em Moro…deixou o magistrado…deixou o “ministério”…Agora, é uma espécie de “garoto-propaganda” da Empiricus, ligada a um site de fofocas & amenidades…Melhor sorte teve o abestalhado “Weintraub”: saiu de R$ 26.000,00 (na Educação) para ganhar R$ 116.000,00 (no Banco Mundial). “Eta vida besta, meu Deus”. (CDA)

    • Cada um escolhe o ídolo que quer. Weintraub deve ser o orgulho de “muita gente”.

      Se essa “muita gente” é gente boa não sabemos, a tirar como referência o seu Jair miliciano, que também é ídolo dessa “muita gente”.

      Essa máxima é o máximo:

      “Os iguais se atraem.”

  6. Não estou entendendo. Flávio não deve nada, não tem nada errado mas não quer que as contas sejam verificadas.
    Queiroz não deve nada, não fez nada de errado e foge.
    Tem muita coisa parecida com o caso do ser “mais honesto do mundo!” Também ele era perseguido político!
    Nem a história é diferente!
    Fallavena

  7. Bolsonaro já pode ser considerado o MAIOR mentiroso da atualidade neste Brasil.

    Não somente pelo estelionato eleitoral que já foi desvelado. Mas também pelas ridículas e infames mentiras que ele conta diariamente.

    Algo muito natural vindo de um sujeito que foi um mau militar, condenado por terrorismo e que saiu do exército com desonra.

    Depois foi um farsante na carreira parlamentar. Nada fez nas suas décadas de sucessivos mandatos eletivos.

    Já essa última MENTIRA sobre o Hospital Novo Atibaia foi desvelada com uma rapidez impressionante, pela própria equipe da instituição, deixando o presidente psicopata de calças curtas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *