Ibope mostra que brasileiro perde a confiança nas instituições, a começar pela Presidência da República

José Roberto de Toledo (Estadão)

Todas as principais instituições perderam boa parte da confiança dos brasileiros após os protestos de junho. Mas, entre elas, nenhuma perdeu mais do que a presidente da República: três vezes mais do que o resto. É o que mostra uma pesquisa nacional do Ibope, chamada Índice de Confiança Social. Feita anualmente desde 2009, a edição de 2013 foi divulgada nesta quinta-feira.

Entre 2012 e julho passado, todas as 18 instituições avaliadas pelo Ibope se tornaram menos confiáveis aos olhos da opinião pública. É um fato inédito nas cinco edições da pesquisa. O índice de confiança nas instituições caiu 7 pontos, de 54 para 47, e, pela primeira vez, ficou na metade de baixo da escala, que vai de 0 a 100. Na primeira edição, em 2009, marcava 58.

“É uma crise generalizada de credibilidade. Está refletindo o momento do país, os protestos de rua. Já havia uma queda leve nos anos anteriores, mas agora a perda de confiança se acentuou”, diz a CEO do Ibope Inteligência, Marcia Cavallari, acrescentando que  “a Presidência cai mais por conta da personificação dos protestos”. Segundo a diretora do Ibope, havia uma grande expectativa na economia que não se realizou. “Isso acaba se refletindo mais na instituição Presidência”.

EM QUEDA

O resultado é ainda mais preocupante para o Congresso e para os partidos políticos. Mesmo sendo os piores do ranking de confiança das instituições, caíram ainda mais: de 36 para 29 pontos, e de 29 para 25, respectivamente. Mantêm-se nos dois últimos lugares da classificação desde 2009.

A confiança no sistema público de saúde sofreu a terceira maior queda, de 42 para 32, e segue na 16ª posição. Daí candidatos de oposição que sonham disputar a sucessão presidencial em 2014 começarem a articular suas candidaturas em torno do tema.

A confiança no Judiciário também caiu, de 52 para 46 pontos, mas como as outras instituições caíram ainda mais, a Justiça foi da 11º para a 10º posição no ranking. “O Judiciário havia se recuperado em 2012 por causa do julgamento do mensalão”, lembra a CEO do Ibope. Sinal de que nem toda queda é irreversível. Mas desta vez até os bombeiros estão em baixa.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

5 thoughts on “Ibope mostra que brasileiro perde a confiança nas instituições, a começar pela Presidência da República

  1. …ISSO é campanha contra. Eu continuo acrediante cada vez mais. Estmos em exceleente situação comparado ao estivemos ha dez anos atras. Temos é que avançar. o resto é dor de cotovelo…

  2. José A, tente viver em município cujo gestor seja do PT ou, ainda, em Estado cujo governador seja petista e prioriza a PROPAGANDA e não a EDUCAÇÃO e a SAÚDE.Depois, tire suas conclusões. MÍOPES devem recorrer a oftalmologistas; MÍOPES POLÍTICOS devem recorrer a quem? Sua opinião é importante, pois ela faz a diferença pelo menos entre amigos e seus familiares.

  3. Por acaso, sr. Valente, moro num estado que foi governado orgulhasamente por um ptista, em 7 anos dobramos o PIB, para quem sabe, o crescimente do pib em paises desenvolvidos, é em media 1 a 2%, 100% em 7 anos é um avanço gigantesco. A propaganda no Brasil é feita por todos os niveis de governos. O ATUAL, nao é ptista, mas faz, tanto quanto ou mais o anterior, petista. A minha miopia, consegue enxergar ate muito atras, por isso, nao permite que aceite retrocesso. Nao parece, ser o seu caso. NO meu Estado, antes de 2003, grande parte dos professores, tinha um salario de um quarto do salario minimo, (QUE VARIAVA entre 39 e 70 dolares) tanto que o sonho de Lula nas eleiçoes de 2002, e era promessa, era de chegarmos a 100 dolares. ( ja atingimos acima de 300). Minha miopia nao permite aceitar voltarmos ao tempo dos juros de 46% da era FHC 1998 (taxa basic, exemplo), Hoje de 8,5%. Nao permite que que voltemos a epoca em o gas de cosinha, subiu em 2 anso 500%, quando a inflaçao segundo eles, era de 1 a por cento,(epoca da criaçao do vale gas) provavelmente fora do alcance da tua miopia. Minha miopia ainda nao aceita retornar a epoca em que a gasolina, chegava a aumentar de preços, 4 vezes, num unico mes, como por exemplo em dezembro de 2002(se duvídas, hoje é facil confirmar, pesquisando ediçoes de jornais da epoca). Se tiveres dificuldade, podeis pedir, te mandarei os links. TAmbem, minha miopia nao permite que aceite voltar ao tempo em que pedir um emprestimo a qualquer banco, era um exercicio de humilhaçao, ate apresentar, testesmunhos, afiaçadores e toda uma parafernalia de documentos. E olhe a que juros, 12, 15,16 até a quase 30 por cento ao mes. Hoje, tira-se a 1,5 ou ate mais baixo quando se é correntista. Nao permite que aceite voltar ao tempo em que o SM so reajustava, 5 ou 6 reais ao ano, pois o fmi nao permitia. Epoca em para se fazer um simples viaduto numa pequena cidade, o Brasil tinha que recorrer a emprestimos externos. Caro Valente, se fosse elencar aqui as causas de nao aceitar retrocesso, encheria centenas de paginas. Avançamos sim, se ainda temos muito o que fazer, o remedio é avançarmos mais. No meu Estado em 2003, tinhamos pouco mais de 40 municipios com ensino medio, no final dos 8 anos governo ptista, tinhamos ensino medio em todos os municipios. Se isso nao é avanço, o que fazer? Nao me acho um miope politico, minha visao é empla, tanto para o horizonte, como para o passado, o que nao parece ser o seu caso!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *